segunda-feira, 8 de abril de 2019

O que acontece no seu corpo quando você toma água de gengibre em jejum

Tomar água de gengibre em jejum é um recurso incrível para tratar seu corpo da forma como ele merece. Ela não atua sobre um órgão específico, mas nos ajuda a nível global.

O café da manhã é a refeição mais importante do dia. Quantas vezes você já ouviu isso? Certamente já perdeu a conta. No entanto, poucas vezes nos explicaram por que isso funciona assim. Muitas vezes só nos dizem que o que ingerimos nesta hora do dia nos prepara para o resto da jornada. Pensando nisso, fizemos este artigo para falar sobre o que acontece no seu corpo quando você toma água de gengibre em jejum.

 Quando estamos com o estômago vazio, ele fica mais suscetível a absorver as substâncias que chegam até ele.


Portanto, se quisermos tirar o máximo proveito de algum alimento, o ideal é que ele seja o primeiro a chegar ao nosso organismo.

Assim, quando você bebe água de gengibre em jejum, estará potencializando os benefícios de um tubérculo que podemos considerar um superalimento.

Você ainda não conhece as suas vantagens? Continue lendo e você vai se surpreender!

Propriedades do gengibre

Previne os transtornos estomacais

Estamos acostumados a tomar infusões de camomila ou de hortelã quando sentimos dores ou acidez no estômago.

Apesar de serem eficazes, se você tomar água de gengibre em jejum, irá preparar seu estômago para metabolizar melhor o que você comer a partir deste momento.

Portanto, você não precisará recorrer a remédios para aliviar os sintomas provocados por uma comida pesada.

Sua pele ficará radiante

Não é preciso recorrer ao famoso banho de leite de Cleópatra. Há soluções muito mais simples e baratas. Uma infusão de gengibre em jejum é suficiente para ter uma pele deslumbrante.

Os antioxidantes, minerais e vitaminas que ele contém são perfeitos para alimentar nossa pele.

Tudo isso, com a vantagem de que você só terá que investir alguns minutos do seu tempo.

Além disso, você evitará os efeitos colaterais de cremes e loções fabricados com químicos, que costumam inflamar a pele para disfarçar as rugas, mas não melhoram a microcirculação.

É um ótimo anti-inflamatório

É possível que esta seja uma das propriedades que mais nos interessam. As dores articulares e musculares são cada vez mais comuns, fruto do uso do celular e do computador.

Por outro lado, o estresse intensifica estes sintomas e provoca o surgimento de enxaquecas.


É possível que esta seja uma das propriedades que mais nos interessam. As dores articulares e musculares são cada vez mais comuns, fruto do uso do celular e do computador.

Por outro lado, o estresse intensifica estes sintomas e provoca o surgimento de enxaquecas.

A maioria das mulheres que já tiveram uma gestação admitem que os primeiros meses são muito complicados.

Os enjoos matinais, a aversão repentina aos aromas ou alimentos fazem com que seja difícil aproveitar um momento tão especial na vida de uma pessoa.

Isso mudará se você consumir água de gengibre todas as manhãs. Os sintomas desaparecerão ou diminuirão, e assim você poderá aproveitar desde o início o processo de ter uma vida crescendo dentro de você.


Acelere o metabolismo tomando água de gengibre em jejum

Se você estiver fazendo dieta ou quiser manter sua forma física, esta é uma ótima opção, juntamente com outras infusões.

Ela facilita a absorção dos nutrientes dos alimentos, ao mesmo tempo em que funciona como diurético.

Assim, você expulsará o que não deve ficar em seu organismo. Enquanto isso, conservaremos aquilo que melhora a nossa saúde e nos manterá no peso que buscamos ou nos levará até o mesmo.

Como você pôde ver, trata-se de uma bebida com um valor incalculável. Apesar de não ser muito conhecida em alguns lugares, ela já está disponível em grandes supermercados e lojas de ervas e produtos naturais a um preço muito acessível.

Por tudo isso, se quiser dar mais atenção a si mesmo e cuidar do seu corpo de maneira integral, experimente a água de gengibre. 

Fonte: Melhor com Saúde

Cinco alimentos e bebidas que previnem e combatem o câncer de próstata

Os alimentos indicados para prevenir o desenvolvimento de tumores na próstata são sobretudo aqueles que são ricos em licopeno, como o tomate, e os ricos em fibras e antioxidantes, como frutas, legumes, sementes e nozes, que devem ser consumidos regularmente.

O câncer de próstata afeta principalmente os homens com mais de 40 anos e indivíduos com uma herança genética da doença. O aparecimento deste tipo de tumor está ainda associado ao consumo de uma dieta rica em alimentos processados como fast food e charcutaria, como salsichas e chouriço, por exemplo.

Todavia, existem vários alimentos que prometem combater a doença:
1. Tomate: licopeno

O tomate é o alimento mais rico em licopeno, nutriente com o maior poder antioxidante para proteger as células da próstata contra alterações malignas, como as multiplicações sem controle que ocorrem no crescimento do tumor. Além de prevenir o câncer, o licopeno também atua diminuindo o colesterol LDL (mau) e protege o organismo de doenças cardiovasculares.

A quantidade de licopeno que deve ser consumida para prevenir o tumor é de 35 mg por dia, o que equivale a 12 tomates ou 230 ml de extrato de tomate.

2. Nozes: selênio
O selênio é um mineral encontrado principalmente na noz e que ajuda a prevenir o câncer contribuindo para a iniquilação e reprodução das células cancerígenas.

3. Vegetais Crucíferos: sulforafano
Os vegetais crucíferos, como brócolis, couve-flor, repolho, couve de Bruxelas e couve são ricos nos nutrientes sulforafano e indole-3-carbinol, que tem efeito antioxidante e que estimulam a morte programada das células da próstata.

4. Chá verde: isoflavonas e polifenóis
As isoflavonas e os polifenóis têm uma ação antioxidante, antiproliferativo e que estimula a morte programada das células, conhecida como apoptose.

Além do chá verde, esses nutrientes também estão presentes na maior parte das frutas e dos vegetais, nos grãos de soja e no vinho tinto.

5. Peixes: ómega-3
O ómega-3 é um tipo de gordura boa que atua como anti-inflamatório e antioxidante, melhorando a saúde das células e prevenindo doenças como o câncer e problemas cardíacos. Este nutriente está presente em peixes de água salgada como o salmão, atum, truta e sardinha, além de também estar em sementes como a linhaça e chia.

Fonte: Robson Pires

Cuscuz de milho faz bem para a saúde?

O cuscuz de milho é um prato criado no norte da África e que ganhou espaço em todo o mundo. Trazido ao Brasil ainda nos tempos de escravidão, é comum que famílias brasileiras hoje só comecem seu dia depois de comer o delicioso prato. Segundo os nutricionistas, este é um excelente hábito já que a farinha de milho não contém glúten, o que é ótimo contra o acúmulo de gordura e também uma notícia excelente para os intolerantes.


Além disso, a farinha possui diversos carboidratos complexos que são excelente fonte de energia já que liberam de forma moderada o açúcar em nosso sangue, além disso, o produto é rico em vitaminas do complexo B, incluindo a colina que é uma das mais importantes já que trabalha na formação do neurotransmissor acetilcolina responsável por regularizar de forma indireta nossa memória, cognição e frequência cardíaca, da respiração e da atividade muscular.

Quais os benefícios do cuscuz de milho para a saúde?

  • Melhora da saúde cardiovascular;
  • Aumento da massa magra;
  • Melhora do sistema imunológico;
  • Diminui a constipação intestinal;
  • Melhora o processo de cicatrização de feridas;
  • Regulariza a pressão arterial.

Por que é importante escovar a língua diariamente?

A falta de escovação aumenta a proliferação de bactérias e causar mau hálito

Os hábitos de higiene pessoal estão cada vez mais incorporados no nosso dia a dia, isso porque sabemos dos benefícios que eles proporcionam para saúde e bem-estar do corpo.

Atualmente, não existem mais dúvidas da importância da escovação dos dentes e uso regular do fio dental. Porém, muitas pessoas ainda se questionam sobre a escovação da língua, e por isso acabam deixando a prática de lado por não entenderem a necessidade.

A boca é uma região extremamente contaminada por bactérias e a higiene dessa região faz com possamos manter as bactérias em quantidades que não sejam suficientes para nos causar mal. Ou seja, nunca conseguiremos acabar com as bactérias da boca, mas com a higiene, conseguimos mantê-las em uma quantidade que não nos afete.

Da mesma forma que ficam ao redor de todos os dentes, presas através do biofilme bucal, que é como se fosse uma massinha que vai se formando nos dentes, com fácil remoção com escovação constante - mas que pode ficar mais difícil de ser removida se a escovação não for bem feita - essa bactérias também se fixam a língua, que é uma superfície áspera e aderente.

Quanto mais sulcos apresentar a língua, mas resíduos e bactérias ficarão presos a ela. Muitas vezes, a língua fica com uma camada mais esbranquiçada de células descamadas sobre ela, que chamamos de saburra lingual. Isso deve ser removido, melhor ainda, não devemos permitir que se forme. Além disso, a falta de escovação na língua pode causar mau hábito.

Se você está buscando por benefícios de manter a escovação diária da língua, veja abaixo algumas vantagens:
Ajuda manter o fluxo salivar, o que muito bom principalmente em idosos que costuma ter uma baixa salivação
Livre de bactérias e saburra conseguimos deixar as papilas gustativas aptas para sentir de forma melhor o sabor dos alimentos
A língua estando saudável manteremos a sua cor mais rosada.

Via professor José Costa
 

Quem está gripado deve estar atento a 3 sinais de ataque cardíaco


AstroStar/Shutterstock
Parece absurdo pensar que uma simples gripe é capaz de provocar um ataque do coração, mas pesquisadores descobriram que o quadro infeccioso das vias respiratórias pode sim ser um gatilho para o infarto em pessoas já propensas a ter problemas cardíacos. Um estudo da Universidade de Sydney mostrou que o risco chega a ser 17 vezes maior após casos de bronquite, gripe e pneumonia.

Gripe pode causar ataque cardíaco?

O estudo publicado no Internal Medicine Journal afirmou que a relação entre doenças respiratórias e ataque cardíaco pode ser explicada pela maior tendência para coagulação do sangue, além de inflamações e toxinas que prejudicam o fluxo sanguíneo. Portanto, quem está (ou esteve) gripado deve ficar atento a estes sinais:

1. Dor no peito

Este é o sintoma mais comum dos ataques cardíacos, mas pode não ser tão óbvio para quem está gripado. "Pacientes que desenvolvem uma infecção respiratória não devem tratar sintomas de dores no peito como necessariamente de origem respiratória, e não cardíaca", alerta o estudo.


2. Falta de ar

Outro sinal clássico de iminência de ataque cardíaco, a falta de ar também pode ser confundida com sintomas da gripe. Por isso, é preciso ficar atento se ela vem acompanhada de outros efeitos como suor frio, náusea e tontura. "O elevado risco de ataque cardíaco após infecção respiratória pode ser associado ao aumento da demanda de oxigênio no miocárdio", observam os pesquisadores.

3. Alteração dos batimentos cardíacos

O estudo da Universidade de Sydney cita ainda que "a infecção também pode resultar em uma maior demanda metabólica do miocárdio e no agravamento ou surgimento de arritmias". Se você notou alguma atividade anormal em seus batimentos cardíacos enquanto esteve gripado, pode ser um bom motivo para procurar um cardiologista.

 Fonte: VIX - Escrito por Jessica Krieger

sábado, 23 de março de 2019

Caminhar torna o cérebro mais criativo e cura as dores!

Talvez o título deste artigo tenha te surpreendido. O simples hábito de caminhar pode tornar nosso cérebro mais criativo e, além disso, fazer nos sentir mais felizes? De fato, é. E nós não dizemos isso, mas a maioria dos médicos e neurologistas.

Um desses especialistas é, por exemplo, o neurologista José Ángel Obeso, diretor do Centro Integral de Neurociências de Madri (Espanha). Seu trabalho diário em hospitais e seu contato com pessoas que passam por processos de depressão fizeram com que ele visse como é terapêutico prescrever “uma hora de caminhada diária”. E ainda mais, ande, se possível, através de um ambiente natural.

Como você já sabe, a depressão, ou mesmo passar longos períodos de tempo com estresse e ansiedade, faz com que nosso cérebro tenha um déficit nos processos cognitivos básicos, como memória, compreensão, criatividade, etc. Se andássemos todos os dias, todas essas dimensões melhorariam notavelmente.

Agora você não tem desculpas. Depois de ler este artigo, temos a certeza de que você implementará este remédio eficaz e terapêutico: Caminhe!

Há um aspecto realmente interessante que devemos ter em mente. Hábitos que, sem percebermos, estão fazendo com que nosso cérebro acabe “automatizado” e, portanto, estressado. Não esqueça esses aspectos:

O maior inimigo do nosso cérebro é a rotina. O simples ato de fazer as mesmas coisas todos os dias nos faz cair em uma espécie de depressão e inevitável desânimo. Pouco a pouco, nosso cérebro se torna um pouco mais lento. Nossa atenção não é mais a mesma porque, na realidade, não temos novos estímulos para focar. Nós temos algumas falhas de memória porque poucas coisas parecem interessantes para nós. Diante de baixa motivação, a memória é menor.
A rotina reduz nosso ânimo e, como consequencia, afeta significativamente o cérebro, estabelecemos menos conexões neuronais, menos sinapses …

Dia a dia, nosso vai cérebro agindo de maneira automatizada. Não há mais momentos de prazer e criatividade, e ele é governado por diretrizes estabelecidas, como funcionaria, por exemplo, em qualquer computador que tenhamos programado. É um risco muito alto para nossa saúde emocional e também física.

Segundo o Dr. José Ángel, os cérebros automatizados ocorrem especialmente nas grandes cidades. Entre aquelas pessoas que apenas gastam tempo com suas próprias necessidades emocionais, vivendo em grandes cidades cercadas por poluição e altas doses de estresse.

Andando, um ato de libertação pessoal
“Os caminhantes não têm obrigações, apenas o simples prazer de se libertarem passo a passo no seu caminho.” Segundo o Dr. José Ángel Obeso, os benefícios não são percebidos no primeiro dia, mas quando estamos há uma semana e a caminhada é um hábito em nossas vidas. É quando começamos a notar seus resultados terapêuticos:

Ao caminhar, o cérebro não precisa se preocupar com nada. Andar a pé é fácil, todo mundo consegue e se, além disso, receber uma dose extra de oxigênio e o ar puro da natureza, fica ainda melhor. É nesse momento que o nosso lobo frontal começa a ser estimulado, o que está relacionado à criatividade e ao humor. Se acrescentarmos a isso a liberação natural de endorfinas, é quando a magia aparece.

O cérebro se sente mais eufórico e otimista.
Ante um melhor estado de ânimo, um aumento na criatividade aparece. Não há pressões, o hormônio cortisol que segrega com o estresse desaparece e essas barreiras são derrubadas, o que geralmente nos traz negativismo. É o momento em que vemos as coisas de maneira diferente. Nos sentimos mais relaxados, mais entusiasmados, mais confiantes.

As pessoas estão acostumadas a se mover em pequenos espaços: nossa casa, nosso trabalho, os restaurantes a que vamos, os supermercados … São espaços limitados, sempre cheios de gente. Lugares conhecidos nos quais, geralmente, nossas tensões estão acesas. No entanto, o simples fato de começar a caminhar por um espaço natural e aberto se torna um maravilhoso ato de liberação e expansão.

Segundo o Dr. José Ángel Obeso, devemos primeiro procurar contato com a natureza. É como voltar ao ventre materno, às nossas origens. Não é um ato espiritual, mas sim uma necessidade orgânica. Se percorrermos nossas cidades, continuamos a respirar muitas dessas partículas contaminadas. Idealmente, nossos pulmões estão cheios de oxigênio puro, e também é necessário que nossos olhos encontrem novos cenários, com novos estímulos que enriquecem nosso cérebro.

Convidamos você, mais uma vez, a incentivá-lo a caminhar todos os dias, pelo menos, por meia hora. Vá para o parque, para a montanha, para a praia. Você verá como, após as semanas, melhorou sua saúde física e emocional. Andar a pé é muito melhor do que um analgésico ou algumas vitaminas. Não duvides!

Fonte: https://www.bemmaismulher.com/caminhar-torna-o-cerebro-mais-criativo-e-cura-as-dores/ - Por Bem Mais Mulher / Via professor José Costa

Parabéns Apodi !!!



Apodi completa hoje 184 anos de emancipação política...

terça-feira, 5 de março de 2019

5 formas das mulheres manterem o coração saudável

As chances de você morrer de doença cardíaca são altas, visto que essa é a condição mais mortal do mundo todo, de acordo com a OMS.

Aqui no Brasil, doenças cardíacas representam 29% dos óbitos, e só nos primeiros dias de 2016 elas já mataram mais de 10 mil pessoas. A estimativa é do Cardiômetro, uma ferramenta de alerta que a Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC) inaugurou no final do ano passado.

Para as mulheres, a condição pode ser ainda mais problemática, porque seus sintomas podem ser diferentes dos sintomas vistos pelos homens. A boa notícia é que existem algumas coisas que elas podem fazer para evitar tornar-se mais uma triste estatística.

Durma bem
A maioria das pessoas precisa de sete a oito horas de sono por noite para estar bem descansado.
 
Durante o sono, seu cérebro fortalece sua memória, seu coração e seu sistema vascular conseguem fazer uma pausa, sua pressão arterial e frequência cardíaca abrandam. Se você não dorme o suficiente, seu corpo produz constantemente adrenalina e hormônios de estresse para mantê-lo acordado. Isso significa que sua pressão arterial e frequência cardíaca não diminuem, e isso machuca seu coração. Seu corpo adormecido também produz citocinas, o que ajuda a combater infecções e inflamações crônicas.
 
Estudos mostram que dormir mal – menos do que seis horas – prejudica mais mulheres do que homens. Sono ruim também pode agravar os sintomas de depressão e aumentar o risco de ataques cardíacos.

Mantenha-se ativa (incluindo sexo)
Qualquer tipo de exercício é essencial para o seu coração, incluindo o sexo. De acordo com a cardiologista Dra. Deidre Mattina, da organização de saúde Henry Ford Health System, nos EUA, o ideal é obter pelo menos 30 minutos diários de exercício físico de intensidade moderada de qualquer tipo – vale até uma simples caminhada.
 
O exercício físico reduz a pressão arterial, ajuda a perder peso, aumenta o colesterol bom, reduz o colesterol ruim e aumenta a sensibilidade à insulina.
 
Estar acima do peso faz mal para o coração. Se você tiver que perder muitos quilos, mude seu objetivo para 60 a 90 minutos de exercício por dia, conforme sugere a Dra. Carol Ma, cardiologista do Florida Hospital em Orlando, nos EUA.
 
Como dissemos acima, sexo conta como atividade. Além dele, chocolate e café, com moderação, também são bons para aliviar o estresse, e logo fazem bem ao coração.

Tome um copo de álcool por dia e coma bem
A Dra. Mattina sugere um copo de bebida alcoólica por dia para manter o coração saudável. Não precisa ser vinho tinto – de fato, ele tem antioxidantes saudáveis, mas qualquer bebida pode aumentar os níveis de colesterol bom e limitar danos às artérias. O álcool também pode ajudá-lo a relaxar.
 
O importante é não exagerar. No caso da cerveja, 350 ml bastam. Vinho, 120 ml. Bebidas destiladas mais fracas, 45 ml, ou 30 ml para as mais fortes.
 
Comer alimentos saudáveis também é essencial; diminua o açúcar refinado, sal e gordura e invista em frutas e legumes. A Dra. Ma ainda indica uma dieta rica em ácidos graxos ômega-3, como o que você encontra em peixes. Se você está à procura de sugestões, a dieta mediterrânea é particularmente boa para o coração.

Pare de fumar
Este é o item mais importante da lista. A Dra. Mattina disse que quando vê uma paciente jovem que teve um ataque cardíaco, 90% são fumantes. Esse é um fato pouco conhecido, mas a maioria dos fumantes morre de doenças do coração muito antes de ter câncer de pulmão.
 
Fumar pode criar coágulos sanguíneos, diminuir os níveis de colesterol bom, tornar mais difícil para a pessoa se exercitar fisicamente e elevar a pressão arterial temporariamente. Nada disso é bom para o coração.

Faça exames regularmente
Fazer exames com uma certa regularidade pode evitar problemas futuros. Com que frequência ou que tipos de exames são coisas que dependem de sua idade, o quanto você se exercita, sua dieta e histórico familiar (se seus pais ou irmãos têm problemas de coração, você está em maior risco).
 
A Associação Americana do Coração sugere que todos iniciem o monitoramento de sua saúde cardíaca aos 20, checando pressão arterial, peso e níveis de colesterol e triglicérides.
 
Se você quiser uma verificação mais abrangente, pode checar IMC, circunferência da cintura, atividade elétrica em seu coração, perfis lipídicos e fazer testes da espessura média da íntima-média da artéria carótida (que procuram sinais precoces de doenças cardíacas, como endurecimento das artérias).
 
Pressão arterial elevada aumenta sua chance de ter problemas cardíacos. Se a sua pressão estiver acima de 120/80 mmHg, faça exames com maior frequência. Além disso, tente controlá-la com medicamentos ou mudanças de estilo de vida.
 
A partir dos 45 anos, verifique também os níveis de glicose no sangue. Se estiverem altos – um sinal de diabetes tipo 2 -, isso pode levar a doenças cardíacas e acidente vascular cerebral.
 
Para as mulheres, é especialmente importante conhecer os sinais de problema de coração, pois eles podem ser diferentes dos vistos nos homens.
 
A clássica dor no peito é comum em ambos os sexos, mas nem todas as mulheres a sentem. Elas podem ter uma sensação ruim em seu pescoço ou mandíbula, palpitações, fraqueza, fadiga, medo – ou ainda sintomas que podem ser confundidos com doenças gastrointestinais, incluindo náuseas, vômitos e indigestão.
 
Vale lembrar que qualquer atraso no tratamento reduz significativamente as chances de sobrevivência. Se estiver com algum sintoma preocupante, procure imediatamente um médico. [CNN, RHB]

Fonte: https://hypescience.com/saude-5-dicas-para-as-mulheres-evitarem-doencas-cardiacas/ - Por Natasha Romanzoti/  Via professor José Costa