segunda-feira, 30 de abril de 2012

Camisinhas femininas deverão ser distribuídas pelo SUS a partir deste mês

                                            Foto:   Vivendo a Adolescência              


A partir da segunda quinzena de maio, o Sistema Único de Saúde (SUS) deverá começar a distribuir preservativos femininos. O primeiro lote das camisinhas importadas está agendado para chegar na próxima sexta-feira (4). O governo federal gastou R$ 27, 3 milhões para a compra das unidades – cada uma custou R$ 1,36.

Ao longo do ano, devem ser distribuídos 20 milhões de preservativos, divididos em cinco lotes, informou o Departamento de Doenças Sexualmente Transmissível, Aids e Hepatites Virais, vinculado ao Ministério da Saúde. Todas as camisinhas femininas são feitos de borracha nitrílica – material antialérgico, macio e mais fino do que o látex usado na versão masculina.

De acordo com o ministério, o público-alvo da iniciativa são mulheres com aids ou outras doenças sexualmente transmissíveis, usuárias de drogas, mulheres de baixa renda e com parceiros que resistem ao uso do preservativo masculino, mulheres em situação de violência doméstica e sexual e profissionais do sexo.

Em 2008, uma pesquisa do departamento vinculado ao Ministério da Saúde constatou que aproximadamente 90% das mulheres sexualmente ativas no país conhecem ou já ouviram falar da camisinha feminina. A adesão ao preservativo, no então, ainda é menor em comparação ao masculino.

A camisinha feminina é uma espécie de bolsa com dois anéis flexíveis. Em uma ponta, fica o anel móvel que deve ser apertado e introduzido pelo canal vaginal até chegar ao colo do útero. O segundo anel, na extremidade oposta, é aberto e cobre a parte externa da vagina. O preservativo pode ser colocado até oito horas antes da relação sexual e não pode ser usado ao mesmo tempo que o masculino.

O preservativo feminino previne contra doenças transmitidas pelo sexo, hepatites virais e gravidez não desejada. Nesta página na internet estão disponíveis informações sobre o uso correto da camisinha feminina.

 Por Carolina Pimentel, Agência Brasil

Primos podem se casar e ter filhos?




Existe muita controvérsia no casamento entre dois primos, e ainda assim muitos deles se casam no mundo todo.

Segundo especialistas, uma melhor compreensão dos efeitos na saúde do casamento entre primos pode significar leis mais adequadas e melhor assistência médica para casais primos e seus filhos.

Em “A Consanguinidade em Contexto”, o autor e médico geneticista Alan H. Bittles examina equívocos comuns sobre o casamento entre primos de perspectivas legais, culturais, religiosas e médicas.

O casamento entre primos é tabu em boa parte do mundo ocidental. Nos Estados Unidos, 31 dos 50 estados consideram ilegal o casamento entre primos de primeiro grau, ou o permite somente sob determinadas circunstâncias.

No Brasil, não existe questão legal, mas religiosa. O casamento consanguíneo encontra resistência por parte da Igreja Católica, e só um bispo pode autorizá-lo. Cerca de 2% dos casais brasileiros têm esse grau de parentesco.


No sul da Ásia e no Oriente Médio, por outro lado, 20 a 50% dos casamentos são entre primos de primeiro grau ou parentes ainda mais próximos. Mais de 10% da população mundial está casada com um primo de segundo grau ou mais próximo, ou tem pais que são primos.

Nos exemplos famosos, Charles Darwin e sua esposa Emma eram primos de primeiro grau. Os avós de Darwin eram primos também.

Culturas onde o casamento entre primos é comum refletem os seus benefícios sociais e econômicos, tais como fortalecimento dos laços familiares e a manutenção da riqueza na família.

Os opositores desse tipo de união argumentam que o casamento entre primos de primeiro grau aumenta o risco de transmissão de anormalidades genéticas. 

Mas, para Bittles, 35 anos de pesquisa sobre os efeitos na saúde do casamento entre primos o levaram a acreditar que os riscos de se casar com um primo foram muito exagerados.

Não há dúvida de que as crianças cujos pais são parentes biológicos próximos estão em maior risco médio de herdar doenças genéticas, mas os riscos de doença e morte precoce são apenas 3 a 4% mais elevados do que no resto da população. E os riscos se aplicam principalmente aos casais que são portadores de doenças que normalmente são muito, muito raras. 

“Em mais de 90% dos casamentos entre primos, o risco [de ter um filho com uma anomalia genética] é o mesmo que para a população em geral”, disse Bittles.

Além disso, muitos estudos sobre os efeitos do casamento entre primos não levam em conta a influência de fatores não genéticos sobre a saúde infantil, como status socioeconômico, dieta materna durante a gravidez e infecções. 

Endogamia histórica

Algum grau de endogamia tem sido a norma por grande parte da história humana. Senão, como nós nos reproduzimos no começo da humanidade?

Os cientistas estimam que os primeiros povos a migrar da África tinham entre 700 a 10.000 reprodutores. Diante desses números pequenos, e do fato de que essas pessoas estavam provavelmente dispersas em pequenos grupos de caçadores/coletores e muitas vezes casadas dentro de seu clã ou tribo, parece inevitável que algum nível de acasalamento entre parentes próximos tenha ocorrido.

Bittles está estudando os efeitos do acasalamento entre parentes de seres humanos primitivos e as consequências genéticas para as pessoas de hoje.

Uma vantagem surpreendente e muitas vezes esquecida do casamento entre parentes biológicos próximos é um fenômeno chamado de “purificação”, em que os genes das doenças são expostos e removidos da sequência genética.

Graças a esse fenômeno, o casamento entre parentes próximos no início das populações humanas manteve a prevalência de desordens genéticas baixa.

Hoje, o casamento entre primos está em ascensão em regiões com um grande influxo de imigrantes vindos de áreas onde a prática é mais comum, como o norte da África, Oriente Médio e Ásia Central e Meridional.

Mas, a longo prazo, a redução do tamanho das famílias e a maior mobilidade em muitas partes do mundo significa que o casamento entre primos deve declinar, o que pode até gerar mais problemas para a nossa população, no que diz respeito à doenças.[Phys, Foto]

Fonte: Hypescience

Com doença de pele rara, britânica de 6 anos tem vida limitada

Ciara Paczensky, de Dartford, precisa usar faixas para proteger-se de qualquer contato
Foto: BBC Brasil



Seu pai, Grant Paczensky, diz que a doença "afeta uma em cada 17 mil crianças e restringe as coisas que Ciara pode fazer". O problema "limita sua habilidade de interagir com todos os outros porque temos que ficar alerta quanto a batidas, quedas e hematomas. O mais leve toque pode fazer com que toda a sua pele descame".

"Imagine a ferida mais dolorida que você já teve, e agora multiplique essa dor por dez e aumente o tamanho da ferida para o mesmo de uma bola de tênis, e você terá uma ideia do que Ciara enfrenta todos os dias", acrescenta o pai da garota.

Doença rara
 
De acordo com o Serviço Público de Saúde da Grã-Bretanha, a Epidermólise Bolhosa é uma doença rara que afeta cerca de 5 mil pessoas no país.

Tanto o pai quanto a mãe de Ciara tinham em seus DNAs o gene responsável pela doença, embora não tenham desenvolvido os sintomas. Segundo os médicos que tratam a menina, há mais chances de uma pessoa ganhar na loteria do que um homem e uma mulher com os genes para o problema se conhecerem e terem um filho com a doença.

Atualmente não há cura para a Epidermólise Bolhosa e os tratamentos baseiam-se em prevenção de acidentes e cuidado com as feridas. "Não acho que exista um "não posso" no vocabulário de Ciara - ela tenta qualquer coisa", diz a mãe da menina, Maggie Paczensky.

BBC Brasil

A importância do mel para a saúde


Além de excelente adoçante natural, o mel traz vários benefícios e é um dos melhores e mais eficientes remédios naturais


O mel é tão saboroso, que além de poder ser consumido puro, também serve como ingrediente especial em diversas receitas de culinária. Além disso, ele é um excelente adoçante natural e é um dos melhores e mais eficientes remédios naturais contra os efeitos da gripe e resfriados, asma, amigdalite, bronquite, problemas de circulação, músculos e ainda prepara o corpo para se defender de infecções.


Os benefícios do mel não acabam por aí. Ele também fortalece o sistema nervoso, ajuda a desintoxicar, facilita a digestão, é um excelente antisséptico e antibiótico. Em forma de chá, puro, acrescentado no suco ou nas receitas, quem consome o mel só tem a ganhar.


Confira abaixo algumas misturas com mel que ajudam a combater alguns males para a saúde e tenha bons motivos para incluir o alimento no seu cardápio.

Mel com própolis

A dupla mel com própolis é infalível. Essa mistura tem propriedade bactericida com o efeito antibiótico do própolis, eficaz para quem possui problemas nas vias respiratórias. Se preferir acrescentar eucalipto, a mistura dá ainda mais efeito, pois o ingrediente também ajuda a combater a gripe, pois cuida dos brônquios.

Mel com eucalipto:

Tem função expectorante e ação antibactericida das vias aéreas. A mistura de mel com eucalipto é eficaz para aliviar os sintomas de tosse e bronquite.

Mel com guaco e própolis

O mel com guaco facilita a eliminação da secreção com a tosse e é um ótimo broncodilatador, antiasmático e expectorante.


Mel com própolis e limão-cravo

A mistura do mel com própolis e limão-cravo é indicada principalmente para casos de gripes e resfriados muito fortes, pois é rica em vitamina C. O ideal é consumir em forma de chá quente para aliviar a sensação de mal-estar do corpo. Quem tem asma, amigdalite ou bronquite deve trocar o limão-cravo por lótus, um ótimo dilatador dos brônquios e expectorante.

Mel com própolis e agrião

A mistura desses três ingredientes é um ótimo descongestionante, anti-inflamatório e diurético. O mel com própolis e agrião tem a função de limpar o sangue, melhorando as articulações.

 Por Alessandra Busko
Fonte: Dicasdemulher

Como o estresse pode afetar sua beleza

O estresse vivido no dia-a-dia pode provocar dores de cabeça, indisposição entre outros sinais de mal-estar que, se não forem combatidos, podem oferecer grandes riscos à saúde. Mas o que muita gente não sabe, é que além de ameaçar a saúde, o estresse também prejudica a beleza. Pele, cabelos e unhas são os principais alvos.

Pele

Durante a gestação, o sistema nervoso e a pele do bebê têm formação conjunta. De acordo com especialistas, isso explicaria porque muitos dos problemas emocionais – entre eles, o estresse – resultam em problemas de pele, que podem variar desde o envelhecimento precoce até doenças crônicas como vitiligo e psoríase. O estresse também influencia no aumento da oleosidade da pele.


Os períodos de tensão provocam alterações intensas no corpo, principalmente hormonais, além da geração de radicais livres (o chamado de estresse oxidativo) e alteração do colágeno. Com isso, a pele fica mais suscetível ao surgimento precoce de rugas, manchas, acne e outras doenças de pele.

Sem falar nas terríveis olheiras, que deixam a aparência cansada. A região em volta dos olhos é cheia de vasinhos e em situação de estresse, o excesso de adrenalina compromete a circulação sanguínea e eles acabam congestionados. O resultado disso é aquele aspecto de olho roxo.

Cabelos

Perdemos cerca de 50 fios de cabelo por dia, é normal. Mas em situações de muito estresse, problemas psicológicos e o cansaço acumulado, podem aparecer fios aos montes no travesseiro ou no chão do banheiro. A queda excessiva de cabelo também é uma forma do corpo sinalizar que há algo errado.


O excesso de oleosidade do couro cabeludo é outro efeito do estresse. Quando associada à ação de fungos, essa oleosidade faz com que o couro cabeludo descame. O resultado disso é a caspa, que desce pelos fios e fica aparente nas roupas e nas sobrancelhas. Outro inconveniente é a coceira.

Para acabar com o problema, a receita é usar loções antifúngicas. Tinturas, alisamentos e outras químicas pioram a situação, pois deixam o couro cabeludo sensibilizado. Portanto, o melhor é evita-las enquanto a caspa não some.

Unhas

Os efeitos do estresse na beleza também podem ser percebidos nas unhas. Algumas pessoas têm unhas naturalmente frágeis. Mas, quem sempre teve unhas fortes e começa a notar que, de repente, elas começaram a se tornar menos saudáveis, precisa ficar alerta. Pode ser um sinal alguma disfunção hormonal, problemas na glândula tireoide ou doenças que têm um fator emocional envolvido.

Além de procurar alternativas para aliviar o estresse e tratar esses distúrbios, é importante manter as unhas bem aparadas para evitar que elas se quebrem com facilidade. Usar esmaltes fortalecedores à base de cálcio, uma vez por semana, ajuda a endurecer as unhas.


Por Deborah Busko
Fonte: Dicasdemulher

sexta-feira, 27 de abril de 2012

10 hábitos saudáveis que você deve adotar

Saiba como é possível viver melhor tomando atitudes saudáveis no seu dia a dia.

Fizemos uma seleção de dez hábitos que toda mulher deveria incluir em sua vida para viver de forma mais agradável e saudável. Se você quer ter mais qualidade de vida, confira nossas sugestões e comece a colocar as dicas em prática desde já.


1 – Livre-se do estresse
O primeiro passo a se tomar para ter uma vida com mais qualidade e tranquilidade é tentar evitar as situações de estresse e ansiedade. O que você puder evitar, tente e o que não puder, tente enfrentar de outra maneira para não deixar que o nervosismo tome conta.

Seja na sua casa ou no seu emprego, sempre promova conversas tranquilas e nunca dê atenção à brigas e discussões mais acaloradas. Assim, você encoraja todos a terem uma atitude mais calma mesmo diante de grandes problemas. Afinal, desesperar-se não vai resolvê-lo.


2 – Durma bem
Ter boas noites de sono, de no mínimo 7 horas, agrega muita qualidade à sua vida. Além disso, dormir bem é saudável. Observe-se e percebe se existe algo que incomoda o seu sono. Se for um problema psicológico, procure aconselhamento de um psicólogo. Se for uma condição física, não hesite em visitar o médico para tratar esse problema. Investir em boas noites de sono, pode te render uma vida mais agradável e saudável.


3 – Alimente-se com qualidade
Outro fator importante para se ter uma boa qualidade de vida é a alimentação, ela tem papel chave nessa empreitada. Procure sempre se alimentar de maneira saudável e sem exageros. Faça pequenas refeições ao longo do dia e nunca passe muito tempo sem comer. Caso tenha dúvidas sobre qual é a dieta ideal para você se alimentar de forma saudável, consulte um nutricionista.


4 – Faça exercícios regularmente
Exercícios também não podem faltar na rotina de quem quer ter uma vida saudável. Por isso, vale a pena largar o sedentarismo e colocar o corpo em movimento da forma que lhe for mais conveniente. Você pode correr na sua esteira vendo televisão, fazer uma caminhada no parque, ir à academia ou dar um mergulho na piscina com seus filhos – o que não pode é ficar parada.


5 – Divirta-se sempre que possível
A diversão também deve estar presente, afinal ela é necessária para que você relaxe fazendo coisas que ama. Pode ser vendo um filme ou saindo com as amigas para tomar um sorvete, por que não? Você merece e isso faz parte de uma vida prazerosa.


6 – Cuide da sua saúde
Fazer exames regularmente também é essencial para manter tudo em ordem na sua vida. Por isso, todo começo de ano organize uma programação para fazer os exames médicos de rotina para prevenir quaisquer doenças e vá ao médico sempre que notar algo de diferente ou suspeito na sua saúde.


7 – Fique de olho no seu ciclo menstrual
O seu ciclo menstrual pode dizer muito a respeito do seu estado emocional e físico de saúde. Sendo assim, é necessário observar constantemente se ele está regular e se tem algo de estranho no seu ciclo menstrual. A qualquer sinal duvidoso, o ideal é consultar a ginecologista para manter sua saúde em dia.


8 – Leia mais
A leitura além de ser uma atividade relaxante, também ajuda você a expandir seus conhecimentos, aguçar sua criatividade e até a se sentir melhor consigo mesma. Não há dúvidas de que essa é uma atividade muito indicada para quem deseja investir em qualidade de vida.


9 – Afaste a negatividade
Pensamentos negativos, apesar de serem apenas pensamentos, podem ter um impacto tão forte na sua vida que podem levar até sua saúde embora. Leve isso em consideração e afaste da sua mente tudo que for negativo e tente sempre ver o lado positivo de qualquer situação. Não guarde rancor e nem fique remoendo situações que já passaram. Pense no que ainda há de bom por vir e não nas coisas ruins que já aconteceram.


10 – Faça amigos
As amizades também são muito importantes para manter a qualidade da sua vida. Eles são um apoio na hora triste e são boas companhias nas horas felizes. Não é à toa que popularmente se diz que “os amigos são a família que a gente escolhe”. Valorize os relacionamentos que você tem, pois amizades verdadeiras podem gerar bons frutos tanto na sua vida quanto na vida dos seus amigos.

Fonte:  dicasdemulher - Por Andressa Dias

quinta-feira, 26 de abril de 2012

8 coisas que uma mulher grávida pode fazer

Sempre surgem dúvidas sobre o que a mulher pode ou não pode fazer durante a gravidez. Embora o período inspire cuidados, é possível que a gestante mantenha uma rotina sem muitas restrições. Listamos 8 coisas que uma mulher grávida pode fazer e trazemos as explicações para acabar de vez com as dúvidas, acompanhe:

Fazer depilação

A tradicional depilação com cera pode, já que a composição não traz nenhum risco para o bebê. No entanto, a depilação a laser deve ser evitada. Como a pele fica mais sensível durante a gestação, é normal a mulher sentir um desconforto maior ao se depilar, principalmente na região da virilha. Por isso, o mais indicado é continuar usando o método com cera, que deve ser morna, e não quente.


Tomar anestesia

A grávida pode e deve cuidar dos dentes enquanto espera a chegada do bebê, não há problemas. A mulher pode tomar anestesia, mas é necessário informar ao dentista sobre a gravidez, caso ela ainda não seja aparente.

Isso porque uma substância usada pelos cirurgiões-dentistas junto com a anestesia nos casos em que é necessário reduzir o sangramento pode elevar a pressão arterial. Quem já tem problemas de pressão não deve se expor a essa substância.

Usar acetona

O uso de acetona para remover o esmalte das unhas não traz riscos à gestante e ao bebê. A única restrição é que a gestante só não deve aspirar o produto diretamente. Para isso, o ideal é mantê-lo longe do nariz ou usar um ventilador ao fazer as unhas.

Tomar café

A gravidez não impede que a mulher aprecie uma boa xícara de café, mas desde que sem exageros. O limite é de 4 a 6 xícaras por dia. O consumo moderado de cafeína não traz riscos ao bebê, mas em quantidades elevadas – acima de 300mg ao dia – pode causar complicações como restrição do crescimento do feto, parto prematuro e até aborto. Vale lembrar que refrigerantes, chá preto e chocolate entram na conta da quantidade diária de cafeína.

Dormir de bruços

Se a gestante se sentir confortável, não há contraindicações em dormir de barriga para baixo. O único problema é que, a partir do quarto mês de gestação, o volume abdominal aumenta bastante e a tendência é de que a posição de torne desconfortável. A partir daí, o ideal é que a mulher adote a posição lateral esquerda, com a perna esquerda esticada e a direita dobrada para dormir.

Para aumentar o conforto, uma dica é usar um travesseiro pequeno entre as pernas e um grande para apoiar a barriga. Dessa maneira, ela tira o peso da barriga, melhora a circulação sanguínea, mantém a coluna alinhada e previne dores musculares.

Usar água sanitária na limpeza da casa

Não há contraindicações para o uso de água sanitária (hipoclorito de sódio) na limpeza doméstica. O único inconveniente, talvez, possa ser o mau cheiro do produto que incomode um pouco.

Em geral, produtos de limpeza não interferem na gestação e a mulher deve observar as recomendações gerais de manipulação contidas na embalagem – que valem também para quem não está grávida.

Tomar banho de mar

A praia está liberada para as futuras mamães. O banho de mar ajuda a relaxar e promove sensação de bem-estar, mas só não vale querer bancar a sereia, mergulhar e furar ondas. As grávidas devem evitar o impacto da água sobre o ventre e preferir locais mais tranquilos.
Outras recomendações para as gestantes na praia são não permanecer com roupas úmidas por muito tempo, para evitar a candidíase, problema bastante comum na gravidez e reforçar o uso de protetor solar para prevenir as manchas na pele conhecidas como cloasma ou melasma.

Viajar de avião

As grávidas podem sim andar de avião, porém as companhias aéreas só permitem o embarque normalmente até o 8º mês de gestação. Isso porque após a 34ª semana, aumenta o risco de a grávida entrar em trabalho de parto em pleno voo. Grávidas em situações especiais podem embarcar desde que apresentem atestado médico.

Por Deborah Busko
Fonte: dicasdemulher


Ginecologista americano diz ter encontrado o Ponto G

Arte UOL
Um ginecologista americano afirma ter encontrado o famoso Ponto G, um suposto centro de extremo prazer feminino localizado na parede inferior frontal da vagina e cuja existência é alvo de controvérsia há décadas.

Adam Ostrzenski, do Instituto de Ginecologia de St. Petersburg, Flórida, diz ter confirmado a existência do Ponto G depois de realizar uma dissecação na parede interna da vagina do cadáver de uma mulher de 83 anos, indica o estudo publicado nesta quarta-feira pelo Journal of Sexual Medicine.

O Ponto G identificado se apresenta como uma pequena cavidade bem definida na parte posterior da membrana perineal, de 16,5 milímetros da parte superior do orifício da uretra, criando um ângulo de 35 graus na parte lateral da uretra, de acordo com Ostrzenski, principal autor do estudo.

Formado por três regiões distintas, o Ponto G no cadáver analisado media 8,1 mm de comprimento e uma largura variável entre 3,6 mm e 1,5 mm e uma altura de 0,4 mm.
Uma vez extraído do cadáver, o Ponte G e todos os tecidos adjacentes variaram entre 8,1 a 33 mm.

"Este estudo confirma a existência anatômica do Ponto G, o que pode levar a uma melhor compreensão e melhoria da função sexual feminina", segundo Ostrzenski.

O editor-chefe da revista, Irwin Goldstein, destacou a descoberta por contribuir para o conhecimento da anatomia sexual da mulher e sua fisiologia.

O Ponto G, chamado assim pelo ginecologista alemão Ernst Graefenberg, o primeiro a mencionar sua existência em 1950, é um lugar muito sensível na vagina que, estimulado, concede à mulher grande excitação e um potente orgasmo.

No entanto, a existência do Ponto G foi questionada por quem afirma que é subjetivo, e alguns especialistas afirmam, inclusive, que não existe.

Os críticos questionam também as descobertas mais recentes, destacando que o Ponto G só parece excitar algumas mulheres e que sua importância pode ser exagerada pelos vendedores de produtos sexuais.

"É um estudo de caso relativo à dissecação do corpo de uma mulher cujas experiências sexuais desconhecemos", escreveu a pesquisadora sexual Debby Herbenick na revista digital Daily Beast.

"Ela desfrutava de penetração vaginal? Achava prazerosa ou erótica estimulação do Ponto G? Não sabemos", assinalou.


Só para algumas

Em 2008, a mesma revista publicou um artigo de um pesquisador italiano que fez uma ecografia da área da vagina de nove mulheres que diziam experimentar orgasmos vaginais e 11 que diziam que não.

Este estudo concluiu que a característica anatômica existe, mas só algumas mulheres a têm.
Os críticos replicaram que não estava claro se o suposto Ponto G é uma estrutura nova ou, simplesmente, uma extensão do clitóris.

Herbenick insistiu que a última descoberta acrescenta pouco à pesquisa.
"Não sabemos quantas mulheres (caso haja alguma) têm estruturas similares. E certamente não sabemos se a estrutura tem algo a ver com a estimulação do Ponto G, o prazer sexual, as sensações eróticas ou o orgasmo", escreveu.

"Não é que as partes do corpo venham com etiquetas que indicam o que são, e chamar essa estrutura de 'ponto G' não faz com que seja".

 AFP

Homem grávido' diz ter apanhado da ex-mulher nas partes íntimas, diz site

Site 'TMZ' disse ter conseguido documentos judiciais de divórcio.
Thomas Beatie diz ter apanhado mais de uma vez de ex-mulher.

                                 Thomas mudou de sexo, mas mantém os
órgãos sexuais femininos. (Foto: Reprodução)

  Thomas Beatie, o transsexual conhecido como 'homem grávido' por ter gerado três filhos, disse ter apanhado nas partes íntimas pela ex-mulher em discussões na frente das crianças, informou nesta quinta-feira (26) o site 'TMZ' - que afirma ter conseguido documentos do processo de separação. A separação dos dois foi anunciada na mídia americana na semana passada.

 

De acordo com a reportagem, Thomas diz que a ex é alcoólatra e 'violenta' e que ele foi atacado fisicamente em diversas ocasiões. Ele já teria preenchido os papeis para pedir o divórcio de Nancy Beatie, com quem esteve casado por nove anos. Segundo o 'TMZ', nancy teria negado as acusações e dito que Thomas que abusava dela física e emocionalmente.

Thomas mudou de sexo aos 24 anos e é legalmente homem. Mas mantém os órgãos sexuais femininos. Quando era mulher, se chamava Tracy Lagondino.

Sua ex-mulher Nancy fez uma histerectomia e não pode ser mãe. O primeiro filho foi concebido por inseminação artificial, com esperma de um doador. Depois, ele teve outros dois filhos, Jensen e Austin Beatie.

Em abril de 2008, em entrevista à apresentadora Oprah Winfrey, Thomas disse que, para ele, "a necessidade de ter um filho não é um sentimento masculino ou feminino, mas humano". "Sou uma pessoa e tenho direito de ter um filho biológico", disse ele na época.

 Thomas Beatie (à direita) com a mulher Nancy e a filha Susan. (Foto: Hermann J. Knippertz/AP)

 Thomas Beatie, durante exames em abril de 2008. (Foto: Reprodução/The Oprah Winfrey Show)

 Do G1, em São Paulo

terça-feira, 24 de abril de 2012

Quer casar? Plante árvores!

Distribuir mudas de plantas por aí nunca foi garantia de que elas fossem plantadas. Entretanto, colocar um motivo maior por trás dessa ideia talvez dê certo. Os muçulmanos da Indonésia criaram uma inovadora lei ambiental: para obter autorização para casar, é necessário plantar duas mudas de árvore!

Quando um casal vai registrar a relação, recebe duas mudas. A licença de casamento só é emitida se essas duas mudas de plantas nativas são efetivamente plantadas. Por enquanto, só está sendo realizada em uma região da Indonésia na qual os muçulmanos predominam, mas por que não espalhá-la pelo mundo?

A medida faz a diferença, ainda mais em um país que está entre os maiores contribuintes para o aquecimento global, de acordo com o BNDES. A importância do plantio de árvores para o futuro do planeta é enorme e incorporá-lo a um momento tão feliz na vida de duas pessoas é super válido. Até porque, normalmente, o casamento é algo de futuro, assim como as mudas plantadas.

E você, acha ruim “obrigarem” o plantio ou concorda com a ação? 

Fonte: SuperInteressante
Via Blog da professorinha 

7 sintomas que você nunca deve ignorar

Fique de olho nos sinais que o seu corpo dá, eles podem dizer muito sobre a sua saúde

 

No dicionário, sintoma é definido como fenômeno indicador da existência de uma doença. O significado não poderia ser mais específico, mas na maior parte das vezes, acabamos ignorando um mal-estar acreditando não ser nada grave.

Na verdade, todos os sinais que o corpo envia podem ser indicativos de doenças mais sérias, para as quais devemos estar sempre alertas. Conheça agora 7 sintomas que nunca devem ser ignorados e se identificar algum deles, procure um médico imediatamente.


1 – Dores constantes

Uma boa dose de descanso e um relaxante muscular podem ajudar a aliviar a dor causada pelos primeiros dias de exercícios na academia ou por uma noite mal dormida. Mas se as dores no corpo se estendem por semanas e sem explicação, melhor procurar o médico.
Dor nas articulações e rigidez muscular podem ser sinal de lúpus, uma doença autoimune que atinge em sua maioria mulheres entre 30 e 40 anos. O especialista pode sugerir mudanças de estilo de vida e orientar sobre os repousos juntamente com a prática de exercícios para ajudar a reduzir os desconfortos.


2 – Sede excessiva

A sensação de sede que não passa mesmo depois de beber bastante água, principalmente se estiver aliada ao aumento de idas ao banheiro para urinar e à perda de peso sem motivo aparente, é um sinal gritante de que é preciso ficar alerta. Esses sintomas são característicos do diabetes do tipo 2, que se não for controldo, pode levar a acidente vascular cerebral, cegueira e dobrar o risco de doenças cardíacas.


3 – Fadiga

A exaustão pode ser mais do que um sinal de que a rotina está muito puxada, de que você anda dormindo mal ou chegou ao limite do cansaço.
Quando sair da cama parece uma missão pra lá de complicada e não há aparentemente nenhuma mudança no estilo de vida que possa ser apontada como culpada, a causa pode ser simples, como uma anemia, ou indicar algo mais complicado, como um câncer. A fadiga é uma maneira do seu copo e lhe dizer que algo está errado, portanto, ouça.


4 – Visão embaçada

Você tem dificuldade para decifrar letras miúdas? Pois então é hora de marcar uma consulta com o oftalmologista. Embora mudanças na visão, principalmente de perto, sejam normais à medida que envelhecemos, visão turva constantemente ou alterações súbitas podem ser um sinal precoce de catarata, problemas na retina, diabetes ou pressão alta.


5 – Sexo doloroso

Se as relações sexuais tem sido dolorosas, informe seu ginecologista. A secura vaginal pode ser um problema simples, facilmente corrigido com o uso de lubrificantes que tornam a penetração menos desconfortável.
Entretanto, também pode indicar infecção vaginal, mioma no útero ou talvez algo mais grave. Um exemplo é a endometriose, problema que afeta principalmente mulheres entre 30 e 40 anos e surge quando o revestimento do útero cresce fora da região pélvica e vai parar em diferentes partes do corpo, causando períodos muito dolorosos. Além de permitir apreciar o sexo sem dores novamente, o tratamento para endometriose é fundamental porque a doença pode causar infertilidade.


6 – Azia

Fazer uso de um antiácido após uma refeição pesada é comum, mas se você precisa dele pelo menos uma vez por semana, procure um especialista. O médico pode receitar uma solução temporária para inibir a queimação causada pelos ácidos estomacais, mas é preciso fazer exames e descobrir as causas do problema para encontrar soluções duradouras, como uma dieta balanceada ou perda de peso.


7 – Dificuldade para lidar com decepções

O fim de um relacionamento te deixa deprimida por meses? A demora para ser atendida em uma loja é um motivo capaz de fazer com que você perca a cabeça? Fique de olho. A falta de resistência a situações estressantes ou reações exageradas que as pessoas costumam descrever como estresse podem ser sinais de depressão.
Muitas pessoas deprimidas nem desconfiam do problema e se descrevem apenas como “dramáticas por natureza”. Quanto mais cedo a pessoa procurar um médico ou terapeuta, maiores as chances de recuperação rápida.

 Por Deborah Busko
Fonte: dicasdemulher

Falar sozinho faz bem

Já se foi o tempo em que falar sozinho era considerado coisa de louco. Pesquisa publicada no Quarterly Journal of Experimental Psychology mostra que esse comportamento não significa demência e que pode trazer benefícios cognitivos.
O comportamento de falar sozinho é considerado pelos especialistas como algo “irracional, mas inofensivo”. 

 Pesquisa, realizada por cientistas das universidades de Wisconsin-Madison e da Pensilvânia, mostrou, também, que grande parte das pessoas fala sozinha algumas vezes por semana, e algumas conversam consigo mesmo várias vezes ao dia.

Entre os benefícios de falar sozinho estão o de encontrar coisas perdidas ou produtos em supermercados.

Blog de Boa Saúde

Cuidado: um único espirro pode contaminar o ambiente durante horas

                                                      Foto reprodução


Um único espirro de uma pessoa gripada pode contaminar o ambiente durante horas, de acordo com uma pesquisa da Universidade Virginia Polytechnic Institute and State, dos Estados Unidos. Segundo os cientistas, os perdigotos flutuam no ar em concentrações suficientes para propagar a doença.

A descoberta dos pesquisadores apenas reforça a ideia de que não se deve ficar muito tempo dentro de uma sala de espera em um consultório médico, por exemplo, já que é um lugar com alta concentração de partículas microscópicas contaminadas. Os resultados do estudo também podem explicar o motivo de ser tão comum pegar resfriados e gripes durante viagens de avião e ônibus.

Para realizar a pesquisa, foram recolhidas amostras do ar de salas de espera de clínicas médicas, de enfermarias e também de aeronaves. Metade dessas amostras estavam contaminadas. De acordo com os cientistas, um metro cúbico de ar contém, em média, 16.000 gotículas liberadas na tosse ou no espirro: “Dada a alta concentração, a quantidade de vírus que uma pessoa vai inalar, durante uma hora, é suficiente para que ela se contamine”, explicou Lindsey Marr, um dos responsáveis pelo estudo.

Fonte: Jornal Extra

Não demonstrar os sentimentos aumenta o risco de depressão

                                                Foto Getty Images


Pesquisas mostram que pessoas que “engolem” a raiva e não demonstram seus sentimentos têm mais risco de sofrer de depressão e transtornos alimentares.

Da mesma forma, pular no pescoço de alguém quando estamos com raiva também pode ser prejudicial para a saúde. Devemos, então, buscar o meio termo. Tentar resolver os problemas por meio de diálogo e expressar opiniões mesmo quando os outros não concordam com elas.

fonte: Flávia Morais, nutricionista da Rede Mundo Verde

Valorize os professores

“Conta uma estória que um correligionário procura um amigo deputado federal para pedir um emprego para o seu filho que tinha acabado de completar o supletivo do 1º grau. O deputado oferece uma vaga de assessor para ganhar 10 mil reais. Ele diz ao deputado que é muito. O deputado oferece outro cargo ganhando 5 mil reais. Ele pergunta se não tem um empreguinho que pagasse 1mil até 2 mil reais. O deputado responde que tem, mas aí é só por concurso e é para quem tem curso superior, pós-graduação ou mestrado, além do mais ele terá que comparecer ao trabalho todos os dias.”

No Brasil é assim, os amigos e apadrinhados dos políticos ganham cargos com altos salários e não precisam trabalhar, enquanto os professores têm que trabalhar bastante planejando aulas, estudando, atualizando-se, ensinando, realizando avaliações, investindo na profissão, mas ganhando pouco e não têm direito a fazer greve para reivindicar melhoria salarial e condições de trabalho em prol da educação. Para os políticos e algumas pessoas da sociedade os professores devem ser abnegados à profissão, porque já sabem de antemão que vão ganhar mal e por isso não podem reclamar da baixa remuneração e esta cruz terá que ser carregada pelo resto da vida.


Já virou rotina todos os anos, alguns governadores e prefeitos não querem pagar o piso salarial e os professores entram em greve para ter seus direitos assegurados por lei. Os que querem pagar o piso retiram direitos adquiridos dos educadores conquistados anos atrás e outros só querem pagar o piso aos professores de nível médio, não valorizando os professores graduados.


Os professores não desejam fazer greve todos os anos, apenas querem que a lei do piso do magistério seja cumprida como determinou o STF, quando foi questionado por alguns governadores sobre a inconstitucionalidade do piso. Quando a greve ocorre é por necessidade de pressionar os governantes a pagar o piso, até porque a luta dos educadores não é só por aumento salarial, mas a favor da educação pública de qualidade.


Não tem nada pior que um empregado mal remunerado, desiludido e desmotivado, e isto vêm acontecendo com os professores há décadas. Com a criação e aprovação do piso salarial do magistério pelo congresso e sancionado pelo Presidente da República, os professores sentiram-se valorizados e ficaram entusiasmados com a possibilidade de melhorar os salários. No entanto, alguns governadores e prefeitos acreditam que os educadores não merecem ganhar um piso de R$ 1.451.00, pouco mais de dois salários mínimos, porque deve ser muito dinheiro para quem tem a responsabilidade de formar integralmente crianças e jovens através da educação.


De quatro em quatro anos, os políticos disputam as eleições, sobem aos palanques e prometem que em seu governo a Educação será prioridade e os professores serão valorizados. Depois que assumem, eles esquecem as promessas e tentam iludir a sociedade, principalmente os mais pobres, dizendo que a educação pública tem qualidade. Então, por que eles só colocam seus filhos para estudarem nas melhores escolas particulares? O Senador Cristovam Buarque encaminhou um projeto ao senado obrigando os filhos de políticos a estudarem em escola pública, eles engavetaram o projeto, por que será?


Os políticos não valorizam os professores das escolas públicas porque a maioria deles estudou em escolas particulares e, como alunos, eles não conheceram o descaso dos governantes pela educação pública, pela falta de condições de trabalho, falta de professores nas escolas, prédios deteriorados, falta de quadras esportivas, falta de carteiras, giz e papel e a baixa remuneração dos professores, esta sempre foi a realidade da escola pública. . É importante lembrar que todos os profissionais aprenderam e foram formados através dos professores, da Educação Infantil à Universidade e os políticos estão inclusos neste contexto.


O professor é de extrema importância para o presente e o futuro da sociedade, pois tem a capacidade de construir um mundo melhor através da formação integral de seus alunos. Sendo o professor um formador de opinião, é através da educação que poderemos formar cidadãos conscientes dos seus direitos e deveres para a construção de uma sociedade mais justa, igualitária e democrática.


Professor, vença todos os percalços que surgirem na sua profissão, defenda seus direitos, valorize-se, lute, seja um guerreiro, porque seus alunos precisam que você seja um exemplo, um espelho para toda a vida. Esperamos que nossos alunos atuais sejam os futuros governantes, menos técnicos e mais humanos, e que valorizem quem os ajudam a se tornarem mulheres e homens sábios, dignos, honestos e cristãos: os PROFESSORES.


José Costa

Professor de Educação física

sexta-feira, 20 de abril de 2012

Erva-doce: santo remédio contra cólicas

O óleo essencial da erva-doce, contido principalmente nas sementes, tem grande quantidade de anetol, substância poderosa no combate às contrações do intestino. Daí seu chá ser um santo remédio contra cólicas. Mas os superpoderes do anis (outro nome pelo qual ela é conhecida) não acabam aí:

- ela aumenta a secreção do suco gástrico, facilitando a digestão. O bulbo e os talos têm flavonoides, que são antioxidantes que liquidam os radicais livres, prevenindo contra o envelhecimento, além de substâncias parecidas com o estrógeno, capazes de diminuir o risco de tumores de mama e ovário.

Dica esperta 

Se for preparar um chá com erva-doce, não deixe-o por mais de 24 horas na geladeira para não perder suas propriedades.

fonte: Guia completo de nutrição – Saúde! é vital

Pornografia pode desativar parte do cérebro

Atividades muito visuais, como assistir filmes, fazem com que o corpo mande mais sangue para a região do cérebro que processa estímulos visuais. Mas o processo é diferente quando a pessoa está assistindo pornografia. De acordo com uma pesquisa desenvolvida na Universidade de Groningen (na Holanda), o cérebro direciona o fluxo sanguíneo e energia para outros lugares, o que deixa a área responsável por estímulos visuais em repouso.
 
De acordo com o pesquisadore Gert Holstege, o cérebro não precisa absorver os detalhes visuais de uma cena de sexo. “Se você olha, por exemplo, para o seu computador e você tem que escrever algo, então você tem que olhar especificamente e cuidadosamente para o que você está fazendo, porque se você não fizer isso, você cometerá erros. Mas no momento em que você está assistindo filmes sexuais explícitos, isso não é necessário, porque você sabe exatamente o que está acontecendo. Não é importante se a porta é verde ou amarela”, completa.

A pesquisa foi publicada no periódico Journal of Sexual Medicine
Blog de Boa Saúde

Menina que nasceu sem as mãos ganha concurso de caligrafia nos Estados Unidos




Annie Clark nasceu sem as mãos e ganhou um concurso de caligrafia nos EUA

Uma menina de 7 anos que nasceu sem as mãos ganhou nesta quarta-feira (18) um prêmio de caligrafia nos Estados Unidos. Annie Clark, que estuda em uma escola da região de Pittsburgh, foi a primeira ganhadora da premiação Nicholas Maxim, concedida por uma editora.

Além de escrever, a garota também aprendeu a pintar, desenhar e colorir. Annie também nada, se veste, come e abre latas de refrigerante sozinha. A menina, que também consegue usar o iPod touch e computadores sem ajuda, quer escrever um livro sobre animais no futuro.

Annie foi adotada por Tom e Mary Ellen Clark e tem oito irmãos –cinco deles, adotivos. Ela, assim como os irmãos, são chineses. Quatro dos adotivos têm deficiências que afetam as mãos ou os braços. Outras duas irmãs de Annie, Alyssa, 18, e Abbey, 21, têm síndrome de Down.

“Nós não estávamos procurando adotar crianças com necessidades especiais, mas foi o que aconteceu”, disse Mary Ellen. “Essa foi a família que Deus quis que tivéssemos.”
(*Com informações da Associated Press)
UOL

Comer para a saúde do coração - 9 super alimentos para o coração




Talvez a medida mais simples para garantir a saúde do coração seja também uma das mais eficazes, a escolha dos alimentos que irão compor o cardápio.

Estudos mostram que 70% das doenças cardíacas podem ser evitadas com boa alimentação, então escolhemos 9 alimentos que não podem faltar no cardápio de quem quer ter o coração forte e saudável.

1. Laranja
A laranja é rica em um tipo de fibra solúvel, a pectina. Essa fibra reduz a absorção do colesterol ingerido na dieta e diminui seu acumulo nas veias e artérias.

Também é boa fonte de potássio, mineral importante no controle da pressão arterial.

2. Couve
A couve é rica em antioxidantes, vitaminas A e E além de magnésio e fibras. Esses antioxidantes diminuem a oxidação da gordura e a formação de placas de colesterol. O magnésio melhora a elasticidade das artérias e consequentemente a circulação ajudando no controle da pressão arterial.

3. Alho
O alho tem potente ação no controle da pressão arterial. Pesquisas mostram que o alho inibe uma enzima chamada angiotensina que tem papel vasoconstrictor. Com essa enzima inibida os vasos são mais relaxados e o sangue circula melhor.

As cápsulas de óleo de alho também tem esse efeito.

4. Vinho tinto e Suco de uva
As uvas escuras são ricas em polifenois que melhoram a elasticidade dos vasos e ajudam e diminuir a formação de placas de colesterol. Estudos mostram que o consumo de 200ml ao dia tem relação inversa com doenças do coração.

5. Chocolate amargo ou cacau
O cacau é rico em flavonoides, antioxidantes que diminuem a formação de placas de colesterol ao mesmo tempo que melhoram a flexibilidade dos vasos. Assim seu consumo está relacionado a redução da pressão arterial e também a menor risco de infarto. 

Use 30g do chocolate amargo ao dia ou use o cacau em pó em bebidas ou frutas.

6. Peixes de água marinha e profunda
O omega 3 presente no salmão, atum ou sardinha são fundamentais para a saúde cardiovascular. Esse tipo de gordura do bem diminui os níveis de triglicérides, aumenta os níveis de HDL e diminui o risco de arritmias. Além de ser anti-inflamatório.

Para os que não comem peixe a chia e a semente de linhaça são boas fontes de omega 3.

7. Lentilhas
Estudos relacionam o consumo de leguminosas, com destaque para a lentilha, e menor risco de doenças cardiovasculares. Isso devido ao alto teor de fibras, mas também de magnésio, potássio e ácido fólico nutrientes relacionados ao controle da pressão arterial.

8. Amêndoas
Amêndoas são fontes de gorduras insaturadas, um tipo de gordura que no fígado não é transformada em colesterol. Também tem fito-esteróis que diminuem a absorção do colesterol da dieta.

Inclua com opção de lanche da manhã ou da tarde.

9. Romã
Pesquisa feita em Israel mostrou que o consumo de suco de romã, devido aos seus antioxidantes não só controlou a formação de placas de colesterol, mas também reduziu o entupimento das artérias. A sugestão de consumo é de 250ml ao dia do suco.

A inclusão desses alimentos na dieta é um primeiro passo para um coração saudável, mas o restante da dieta também deve ser saudável – priorize cereais integrais, óleos vegetais a frio, frutas, verduras e legumes – e não se esqueça de outros bons hábitos como a prática regular de atividade física, não fumar e controlar o stress.

Fonte: Flavia Morais - nutricionista da Rede Mundo Verde