quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

Veja 8 fatos desconhecidos sobre o corpo feminino

Pesquisas são capazes de encontrar explicações para algumas coisas que acontecem com o corpo feminino
Foto: Getty Images

  Homens vivem falando que as mulheres são complicadas. E de fato parece que há muita coisa que nem elas entendem. Por isso, o site Huffington Post consultou especialistas para revelar oito fatos desconhecidos sobre o corpo feminino. Confira.


Vaginas e tubarões têm algo em comum
O lubrificante natural da vagina é composto de sebo, suor, muco cervical, células descamadas, ureia, ácido acético e láctico, álcoois complexos, cetonas e esqualeno. Já ouviu falar desta última substância? Segundo Lissa Rankin, especialista em medicina integrativa, esse composto orgânico não é exclusivo para os seres humanos, ele também é encontrado no fígado de tubarões. O esqualeno derivado do óleo de fígado de tubarão é utilizado às vezes na fórmula de cremes hidratantes. Um estudo recente realizado pela Sociedade Americana do Câncer concluiu que o esqualeno de tubarão pode proteger as células humanas normais dos efeitos nocivos das drogas de quimioterapia, sem inibir seu efeito em células cancerosas.

   
Mulheres ouvem com os dois lados do cérebro
Pesquisadores da Escola de Medicina da Universidade de Indiana usaram máquinas de ressonância magnética para monitorar a atividade do cérebro enquanto homens e mulheres ouviram uma passagem de um romance de John Grisham. Embora a maioria dos homens tenha demonstrado atividade exclusivamente no lado esquerdo do cérebro, área normalmente associada à audição e fala, a maioria das mulheres apresentou uma atividade adicional do lado direito, responsável pela criatividade e expressão. Esse pode ser o motivo pelo qual as mulheres geralmente são capazes de ouvir o que foi deixado por dizer em uma conversa.


Mulheres tendem a parecer mais jovens em fotos do que homens
Más notícias primeiro: devido a alterações hormonais, as mulheres na menopausa perdem colágeno na pele muito mais rápido do que os homens. Porém, independentemente do quão rápido a pele feminina envelhece, os homens sempre tendem a parecer mais velhos. De acordo com a pesquisadora Patricia Barnes-Sverney, isso acontece porque a pele dos homens é mais espessa e mais propensas a mostrar linhas de expressão e manchas da idade. Outro ponto é a agressão continua causada pela lâmina de barbear, loções pós-barba, adistringentes e outros produtos. Além disso, o hormônio testosterona ainda pode fazer a pele parecer mais oleosa.


Hormônios femininos podem determinar o melhor momento de ir ao dentista
O estrógeno torna a boca feminina mais apta a procedimentos dentários em determinados momentos do ciclo menstrual. Em determinados momentos arrancar um dente, por exemplo, pode ser mais dolorido e ter mais riscos de infecção. Patricia recomenda agendar esse tipo de procedimento na última semana do ciclo, entre o dia 23 e 28, quando os níveis de estrógeno são mais baixos. Caso esteja grávida, ou planeje ficar, saiba que as alterações no estrógeno aumentam os riscos de inchaço na gengiva e gengivite, por isso, é bom que a mulher passe por pelo menos uma limpeza antes da chegada do bebê.


A aversão feminina a aranhas pode ser genética
Sua reação perante uma aranha pode não ser algo controlável. Pesquisadores da Universidade Carnegie Mellon mediram as reações instintivas a insetos mostrando fotos de aranhas e ilustrações de rostos sorridentes e expressões negativas a bebês de 11 meses. Com isso eles descobriram que as meninas aprenderam mais rapidamente a associar a imagem das aranhas a expressões faciais negativas. A suposição apresentada é de que mulheres evoluíram para serem cuidados com aranhas, cobras e outras criaturas venenosas como forma de proteger os filhos desses bichos, enquanto os homens estavam fora caçando.


Mulheres tentem a ter mais problemas digestivos
Embora mulheres e homens tenham a mesma base de sistema digestivo (estômago, fígado, vesícula biliar, cólon), a porção inferior do cólon, chamado sigmóide, tende a ser maior no corpo feminino. Como a parte inferior da mulher também possui órgãos reprodutivos, elas tem menos espaço para mais coisa. Segundo a gastroenterologista Cynthia Yoshida, esse é um dos motivos pelos quais a mulher tende a ter mais problemas digestivos. O sistema digestivo da mulher não tem tanto espaço para expandir quando há um excesso de gases ou de comida, causando problemas no intestino e de digestão.


Pelos pubianos femininos não crescem muito
“Pelos pubianos tendem a cair após apenas três semanas”, conta Lissa. Isso é apenas uma fração da expectativa de vida do cabelo da cabeça da mulher, que pode crescer por até sete anos.


Fonte: Terra
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário