quinta-feira, 31 de outubro de 2013

Feliz Aniversário Mãe!!




Neste dia especial, eu quero lhe agradecer!
Obrigada pelo seu carinho.
Obrigada por sua amizade.
Obrigada por sua presença na minha vida.


Neste dia especial,  quero lhe desejar!
Que você tenha saúde!
Que você tenha sucesso!
Que esta data se repita por muitos anos!
Que você seja feliz hoje e sempre!


Neste dia especial, eu quero lhe parabenizar!
Parabéns por você ser você!
Parabéns por você ser tão especial!
Parabéns pelo seu aniversário !!


Por Kaliane Gama - via Facebook

quarta-feira, 30 de outubro de 2013

6 mitos e verdades sobre absorventes

Conversamos com ginecologistas e tiramos todas as suas dúvidas sobre troca de absorventes e o modelo que mais se adapta ao seu corpo. Olha só!


Esclareça suas dúvidas e faça a higiene íntima corretamente
Foto: Getty Images



 1 - Devo testar diversos absorventes para saber com qual me adapto, porque não são todos iguais.

Verdade - Nem sempre o último lançamento é o ideal para você. Para saber qual é melhor, é preciso testar vários modelos, levando em consideração suas preferências e seu fluxo menstrual. "Indico os de cobertura suave, porque são de algodão", diz Alessandra Palma, ginecologista e obstetra da Faculdade de Medicina do ABC.


2 - Absorvente perfumado elimina o cheiro da menstruação

Mito - O cheirinho do produto pode até enganar, mas não elimina o problema. "O odor é característico do sangue. Não tem como o absorvente tirar isso. E nem é bom usar esse modelo, porque pode causar alergia", alerta Sergio Podgaec, ginecologista do Hospital Albert Einstein.


3 - Absorvente interno tira a virgindade e pode dar cólica

Mito - "Se for bem colocado não há risco de romper o hímen", afirma Alessandra. Para prevenir e não se machucar, leia direitinho as instruções e coloque da forma indicada. O absorvente não deve incomodar nem provocar ardência. Caso isso aconteça, tire-o imediatamente e coloque outro. O certo é não sentir nenhum desconforto ao usar absorvente interno.


4 - Só devo ficar no máximo três horas com qualquer absorvente

Verdade - Ficar com o absorvente por muito tempo só vai facilitar infecções na vagina. O ideal é que você não passe mais de três horas com o mesmo absorvente. Que tal trocar toda vez que for ao banheiro? O cuidado deve ser maior ainda com o absorvente interno, ok?


5 - Não é bom usar absorvente diário todos os dias

Verdade - Mesmo que seja pequeno e tenha esse nome, o absorvente diário pode dar o maior trabalhão e até deixar você doente. "Ele retém a transpiração da vagina, diminui a secreção natural e ajuda no aparecimento de bactérias e fungos. Usando diariamente a mulher dificilmente vai se livrar de um corrimento", diz Alessandra.


6 - Absorvente interno faz mal à saúde

Mito - Há boatos de que causaria doenças como endometriose, mas é tudo balela! Ao usá-lo só é preciso tomar alguns cuidados. "Troque o absorvente interno no máximo de três em três horas e jamais durma com ele. São muitas horas sem trocar e isso pode causar infecções", diz Sergio. Ah! E antes de manuseá-lo, lave sempre as mãos.


Reportagem: Carla Nastari - Edição: MdeMulher-mdemulher
Conteúdo VIVA!MAIS

Nasce o quarto filho de Solange Almeida, do Aviões do Forró

Solange Almeida deu à luz. A cantora teve  seu quarto filho na terça-feira (29), na Gastroclínica, em Fortaleza. A pequena Maria Esther, que nasceu com 2,14kg e 46cm, é fruto do relacionamento da vocalista da banda Aviões do Forró com Wagner Miau.
 
 
Solange Almeida deu entrada na maternidade na tarde de terça-feira e o marido dela chegou mais tarde por causa de um compromisso em São José do Rio Preto.
 
 
E antes de dar a luz, Solange postou uma mensagem para os seus fãs nas redes sociais. “Boa tarde amores! Depois de meses de deliciosos momentos de espera, aqui estou eu a caminho da maternidade. Com o coração ansioso, porém, cheio de felicidade venho dizer que daqui a há poucas horas nossa princesinha Maria Esther estará entre nós. Estamos muito felizes, aproveito para agradecer o carinho e as orações de todos vocês”, escreveu. O Fuxico | Foto: Getty Images 
 
Via Lucineide Medeiros

terça-feira, 29 de outubro de 2013

Unhas de zebrinha com corações







Unha decorada de zebrinha com corações: linda e fácil de fazer.
Foto/reprodução YouTube


As unhas decoradas nunca saem de moda, e se querem saber nunca deixarão de ser tendência, principalmente as mais fáceis de fazer. 


Que tal então aprender como fazer em casa essa unha de zebrinha? E para isso você precisa de pouca coisa: um esmalte branco, mas bem branco, nada de transparência, um esmalte preto, e dois ou três coloridos, e uma espátula com bolinha da ponta, que você encontra em perfumarias e farmácias. E voilá, mãos à obra:






Fonte: VilaMulher - Por Giseli Miliozi

Dê mais volume aos cabelos finos em dez passos

Usar xampus neutros e dispensar a escova ajuda a dar forma aos fios


Cabelo sem volume. Essa costuma ser a reclamação número 1 de quem tem cabelos finos. Os fios podem ficar muito escorridos e sem forma, dando trabalho na hora de montar um penteado mais elaborado. "Além disso, os cabelos finos são naturalmente mais oleosos, porque o couro cabeludo fica mais exposto ao sol e à sujeira", diz a hair stylist Patricia Xavier, do Cat's Cabeleireiros Vila Olímpia, em São Paulo. Se você sofre com a falta de volume dos seus cabelos fininhos, veja como arrasar no visual:

Xampu neutro

A hair stylist Patricia Xavier afirma que como os cabelos finos são mais oleosos, o ideal é lavar em dias alternados, usar um xampu neutro ou próprio para cabelos finos e dispensar o condicionador. "O leave-in usado após o banho já dará a hidratação que o cabelo precisa, sem deixá-lo com uma aparência pesada e escorrida", diz. Agora, se os seus cabelos são do tipo que embaraçam facilmente não tem como dispensar o condicionador. Aplique o produto ao longo dos fios, sempre preservando a raiz. Outra dica é pentear os cabelos com um pente, ainda no chuveiro.  

mulher tomando banho - Foto: Getty Images

Temperatura da água

Apesar de a água quente retirar a oleosidade dos fios, para quem tem os cabelos oleosos isso pode ser uma cilada: o couro cabeludo, ao perceber que ficou ressecado, produz ainda mais oleosidade. "Por isso a temperatura da água deve ser o mais natural possível, evitando que ele fique muito oleoso, perdendo o volume e ficando com aspecto sujo", aconselha o hair stylist Jonas Lázaro, do salão Fino Capelli, no Rio de Janeiro. 

mulher com creme nas mãos - Foto: Getty Images

Use leave-in

Após o banho, retire a umidade do cabelo e aplique um leave-in próprio para cabelos finos do comprimento dos fios até as pontas. "Ele irá ajudar o cabelo a ganhar mais volume, mas tome cuidado para não aplicar grandes quantidades, deixando o cabelo emplastado', afirma a hair stylist Priscila. Exagerar no creme sem enxágue fará com que o cabelo fique pesado, prejudicando o volume. "Os cabelos cacheados, principalmente devem se valer do leave-in, que ajuda a formar o cacho e confere mais volume." 

mulher secando o cabelo com a toalha - Foto: Getty Images

Secando com a toalha

Para fios que precisam de volume, Priscila Xavier recomenda fazer o seguinte movimento com a toalha: iniciar a secagem pela raiz, e só depois ir para as pontas. "A secagem com toalha é mais recomendada para cabelos finos e enrolados, já que o secador irá tirar o volume natural dos cachos", diz. 

mulher usando secador nos cabelos - Foto: Getty Images

Usando o secador

Com secador a lógica é a mesma: comece pela raiz e termine secando as pontas. "Evite usar escovas, pois essa tração dá mais oleosidade ao couro cabeludo, deixando os fios pesados", aconselha o hair stylist Jonas. A temperatura do secador não pode estar muito quente, para não agredir os cabelos. "Coloque o secador perto do braço e veja se a sua pele suporta o calor - se é confortável para a sua pele, é para o seu cabelo", diz Patrícia Xavier. Lembre-se de sempre retirar a umidade dos fios antes de iniciar a secagem, para facilitar o processo.  

pomada para cabelos - Foto: Getty Images

Escolhendo finalizadores

Fique longe de finalizadores com fixação forte e que sejam pastosos, pois assim irão pesar no seu cabelo, deixando-o sem volume. "Terminando de secar, use uma pomada leve, se houver necessidade de fixar o penteado", afirma a hair stylist Patrícia. As pomadas mais recomendadas são as masculinas, que no geral são mais suaves. "Sprays fixadores específicos para dar volume também ajudam a manter o cabelo armado, mas seu efeito não dura o dia inteiro." O ideal é aplicar nas mechas, próximo a raiz e secar os fios com a cabeça para baixo. Mas cuidado com os exageros: quanto mais produtos nos fios, mais pesados eles ficarão, consequentemente com menos volume.  

pomada em pó - Foto: Getty Images

Aplique pomadas em pó

Uma opção para dar aos cabelos um volume extra é a pomada em pó, que ajuda a reduzir a oleosidade da raiz, deixando os fios com mais volume - mas, assim como os sprays, as pomadas não deixam o cabelo com volume por muito tempo. "Ela deve ser aplicada na raiz dos cabelos após a escova", diz Patrícia. "Não se esqueça de dar uma balançada no cabelo com os dedos depois de aplicar a pomada, para que ela se espalhe pela raiz e dê volume." 

pente de madeira - Foto: Getty Images

Tipo de escova

Prefira sempre usar escovas com cerdas naturais e pentes de madeira, que separam mechas maiores de cabelo, ajudando a manter o volume. Lembre-se que a escova é dispensável ao usar o secador, mas você pode usá-la, desde que não tracione muito o cabelo. 

mulher com um coque no cabelo - Foto: Getty Images

Faça um coque com o cabelo úmido

Depois de retirar a umidade do cabelo com uma toalha, você pode fazer um coque com grampos no alto da cabeça. "Ao soltá-lo, os fios já estarão com um volume natural e as pontas onduladas", afirma a hair stylist Patrícia. O mesmo truque pode ser usado com ajuda do secador: faça o coque e, em vez de deixa-lo secando naturalmente, acelere o processo com o secador. De acordo com a especialista, o efeito é o mesmo

Manutenção do corte

Alguns cuidados também devem ser tomados na hora de cortar um cabelo muito fino. "Nunca deixe muito longo, porque ele vai ficar pesado e com menos volume ainda, o corte na altura dos ombros é o ideal", diz o hair stylist Jonas. "Prefira cabelos repicados em vez de desfiados."
  
Fonte: Minha Vida -Por Carolina Serpejante

Beber três xícaras de café por dia pode reduzir risco de câncer de fígado

Pesquisadores afirmam que o hábito diminui as chances em até 50%


Já é sabido que a ingestão moderada de café pode ajudar na prevenção de diversos tipos de câncer, como próstata e mama. Agora, um pesquisador do departamento de epidemiologia do Istituto Di Ricerche Farmacologiche Mario Negri e do departamento de ciências clínicas e de saúde da Università degli Studi di Milano, na Itália, descobriu que beber três xícaras de café por dia diminui o risco de câncer de fígado, particularmente o tipo mais comum, que é o carcinoma hepatocelular. A pesquisa foi publicada em outubro na revista Clinical Gastroenterology and Hepatology.


Os pesquisadores realizaram uma meta- análise de artigos publicados entre 1996 e setembro de 2012, envolvendo 16 estudos de alta qualidade com um total de 3.153 casos. Também foram incluídos dados sobre 900 casos mais recentes de carcinoma hepatocelular. Feita a análise, os autores chegaram à conclusão de que o café pode reduzir as chances de câncer de fígado em 40%, podendo chegar a 50% em alguns casos.


Apesar da consistência dos resultados entre os estudos acompanhados, os cientistas afirmam que é difícil estabelecer se a associação entre o consumo de café e carcinoma hepatocalular é causal, ou se pode estar parcialmente atribuída ao fato de que os pacientes com doenças hepáticas e digestivas muitas vezes param voluntariamente sua ingestão de café. Além disso, o café comprovadamente ajuda a prevenir o diabetes, que é um conhecido fator de risco para o câncer de fígado. Sabe-se também que o café tem efeitos benéficos sobre a cirrose e as enzimas hepáticas.


O câncer primário de é altamente evitável se feita vacinação do vírus da hepatite B, o controle da transmissão do vírus da hepatite C e redução do consumo de álcool. Essas três medidas podem, em princípio, evitar mais de 90% dos cânceres primários de fígado em todo o mundo. O câncer de fígado é o sexto tipo de câncer mais comum no mundo, e a terceira causa mais comum de morte por câncer.


Sete dicas para preparar um café mais saboroso e saudável
 Quem sabe fazer café pode até falar que não existe qualquer segredo no preparo, mas isso não é verdade. Quem nunca foi vítima de um café praticamente intragável ou tomou um café que valeu uma segunda rodada? E a questão pode estar muito além do equilíbrio entre água e pó. A qualidade dos grãos, o tipo de água, a forma de filtrar e até os complementos podem mudar completamente o sabor da bebida. Por isso, buscamos dicas com verdadeiras experts no assunto que ensinam passo a passo de como preparar um bom café. Assim, além de aproveitar uma bebida deliciosa, você ainda se beneficia das substâncias antioxidantes presentes na cafeína, que atuam na prevenção de doenças cardiovasculares, câncer, depressão e até diabetes tipo 2. Confira:




Água precisa ser filtrada

Segundo Beatriz Cintra, gerente do Café Raiz, eleito um dos melhores cafés de São Paulo, o tipo de água usado no preparo do café é muito importante. A água de torneira, mesmo depois de aquecida, pode conter pequenas partículas sólidas que podem alterar o sabor da bebida. "Por isso, prefira água mineral ou filtrada", recomenda. Se a máquina de café ainda oferecer filtro interno, melhor ainda. 


Grãos devem ser moídos na hora - Foto Getty Images

Grãos devem ser moídos na hora

"Para que o café tenha aroma e sabor mais gostoso, o ideal é ter um moinho doméstico para moer os grãos antes do preparo", aponta Cleia Junqueira, coordenadora do centro de Preparação de Café (CPC) do Sindicafé, em São Paulo. O pó sofre mais influência do ar, da umidade, do calor e até do contato com outros odores, o que faz com que perca sua qualidade. Para conservar o que restou, coloque o pacote do pó ou dos grãos bem fechado dentro de um pote plástico escuro para evitar contato com a luz, mantenha-o em local seco e fresco e dentro da geladeira. Por fim, não misture o conteúdo de um pacote que você acabou de abrir com um que já estava aberto. "A mistura não omite o sabor do produto aberto e piora o do café novo", explica.


Café bom é tomado puro - Foto Getty Images

Café bom é tomado puro

 Um café de qualidade não precisa ser adoçado. Açúcar ou adoçante servem apenas para mascarar o sabor e as propriedades da bebida. "Caso a pessoa faça questão de usar um dos dois, entretanto, o que confere mais sabor é o açúcar", explica a nutricionista Amanda Epifanio, do Centro Integrado de Terapia Nutricional (Citen), em São Paulo. O adoçante, segundo ela, deve ser a primeira opção para quem precisa controlar a ingestão de doces ou calorias, como portadores do diabetes. O único problema do adoçante é o fato de poder deixar um gosto residual na bebida que não costuma agradar a maior parte dos paladares. Se, ainda assim, a preferência for pela adição de açúcar ou adoçante, deixe para adicionar os complementos na xícara. Quando se prepara café já adoçado, há formação de uma película de caramelo em torno do recipiente que faz com que o café oxide e perca o sabor mais rapidamente.
 
Acerte na proporção - Foto Getty Images

Acerte na proporção

De acordo com a gerente Beatriz, para um expresso normal ou curto, é recomendado usar 50 ou 30 ml de água e 7 g de café. "Para um café em pó com filtro de papel, sugiro cinco a seis colheres de sopa de café para cada litro de água", diz. Ela alerta para que a água não chegue ao ponto de fervura e, neste segundo caso, sejam molhadas primeiro as bordas do filtro e depois o centro sem auxílio de colher. A nutricionista Amanda, por sua vez, adverte que não basta respeitar apenas a proporção. "Também é fundamental consumir a bebida com moderação, principalmente quem prefere um café mais forte", afirma. Usá-la para aumentar o estado de atenção após noites mal dormidas, por exemplo, não muda o fato de que seu corpo precisa descansar.


Filtro de papel é mais higiênico - Foto Getty Images

Filtro de papel é mais higiênico

"Filtro de papel é mais higiênico, desde que não seja reutilizado", aponta a coordenadora Cleia. O coador de pano, entretanto, costuma deixar o café mais encorpado, pelo fato de o tecido permitir que o líquido passe mais facilmente por suas paredes. Se esta for sua escolha, muito cuidado com a conservação. "Lave o pano com água quente antes e depois do uso e compre um novo com alguma regularidade", recomenda.


Complementos engordam a bebida - Foto Getty Images

Complementos engordam a bebida

Chantili, petit four e até chocolate são ótimos complementos do café que podem realçar o sabor da bebida, mas é fundamental ficar em alerta quanto às calorias. "Pequenas quantidades não afetam significativamente a dieta, mas, se consumidos sem moderação, podem se tornar vilões, especialmente pela quantidade de açúcar", explica a nutricionista Amanda. Ela sugere, portanto, limitar o consumo de café a, no máximo, seis xícaras ao dia.


Consuma na hora

Para poder apreciar melhor todas as características do café, inclusive suas propriedades, o ideal é consumi-lo assim que ficar pronto. O café expresso, principalmente, perde seu sabor pouco tempo depois do preparo. O coado dura um pouco mais se preservado em uma garrafa térmica. A nutricionista Amanda aponta, entretanto, aponta que não há qualquer risco em tomá-lo depois de algum tempo de preparo ou feito com água fervente. "Ele mantém seus nutrientes, apesar de perder em sabor", diz.
Fonte: Minha Vida

quinta-feira, 24 de outubro de 2013

Elimine o inchaço com oito mudanças na alimentação

Evitar o sal e comer proteínas ajuda a acabar com o desconforto


 O inchaço pode ter muitas causas e ser inclusive sintoma de muitas doenças. Mas uma das principais razões para o incômodo é manter uma rotina de maus hábitos alimentares. A causa mais comum do inchaço é a retenção de líquidos, provocada pelo acúmulo excessivo de água no organismo, o que leva ao inchaço principalmente na barriga, pés, mãos, coxas, tornozelos e mamas. "Outras causas de inchaço são a flatulência, gerada pelo acúmulo de gases no corpo, e a prisão de ventre, que pode formar aquela barriguinha indesejada", diz a nutricionista Noadia Lobão, do Rio de Janeiro. Mas com os ajustes certos no cardápio é possível eliminar o desconforto. Veja logo abaixo quais sãos mudanças simples na alimentação para eliminar o inchaço.

                                             

Evite bebidas gaseificadas

Refrigerantes e outras bebidas gaseificadas devem ser evitadas por quem sofre de inchaço. "Esse gases dilatam o estômago, causando desconforto e a sensação de que estamos cheios", diz a nutricionista Roseli Rossi, da Clínica Equilíbrio Nutricional, em São Paulo. Ela ressalva que esses gases proporcionam um inchaço temporário, que apenas agravam os sintomas que já sofrem com o problema. "No entanto, os refrigerantes são ricos em sódio, outro vilão da barriga inchada", diz. Para evitar esses efeitos, prefira sucos e água sem gás. 

 
salada com ovos cozidos - Foto Getty Images

Fuja dos alimentos produtores de gás

Certos alimentos são mais difíceis para o nosso corpo quebrar e digerir, havendo a necessidade de o intestino fermentá-los para facilitar sua absorção. "Essa fermentação tem como resultado a produção de gases, que podem levar ao inchaço", diz a nutricionista funcional Camila Borduqui, da clínica Dr. Alan Landecker. Brócolis, repolho, couve-flor, couve-manteiga, couve de bruxelas, batata doce, ovo, feijão e leguminosas no geral, cebola, leite e alimentos ricos em açúcar são os maiores causadores de flatulência.

Apesar de favorecerem o inchaço, esses alimentos não devem ser eliminados da alimentação, pois são ricos em nutrientes e contribuem para uma dieta saudável. 'No entanto, pessoas que sofrem com flatulências devem moderar o consumo desses alimentos, visando melhorar a sensação de inchaço." 



saleiro - Foto Getty Images

Reduza o sódio do cardápio

"Alimentos com muito sódio seguram a água no corpo, promovendo a retenção de líquido e causando a sensação de inchaço", explica a nutricionista Noadia Lobão. Dessa forma, o recomendado é não acrescentar sal a refeições prontas e evitar a ingestão de alimentos industrializados (biscoitos, sopas, macarrão instantâneo), embutidos e conservas. 



frutas, pães e um copo de suco - Foto Getty Images

Equilibre fibras e líquidos

 "Uma dieta rica em fibras vai contribuir para o inchaço quando a ingestão de líquido não for adequada", diz a nutricionista Camila. Isso porque o excesso de fibras irá se concentrar no intestino e levar à prisão de ventre, outro agente causador de inchaços. Quando o consumo de fibras e líquidos está equilibrado, o efeito é inclusive contrário, favorecendo o trânsito intestinal e eliminando os inchaços. A quantidade mínima de fibras recomendada é de 30g por dia, combinada com a ingestão de dois litros de água em média. As fibras são encontradas em cereais, farelos, alimentos integrais, frutas e verduras.


 
homem comendo um hambúrguer - Foto Getty Images

Não exagere nas refeições

Além de nos deixar com aquela sensação de "estômago cheio", o que já é desconfortável, exagerar nas refeições pode contribuir para o inchaço porque sobrecarregam o trato gastrointestinal, dificultando a digestão. "Grandes refeições também podem distender nosso estômago, causando um efeito parecido com o de ingerir bebidas gaseificadas", diz a nutricionista Noadia. 


mulher comendo uma maçã verde - Foto Getty Images

Mastigue bem os alimentos

De acordo com Camila Borduqui, comer depressa faz com que você não mastigue direito os alimentos, atrapalhando a digestão. "Isso fará com que o bolo fecal chegue ao intestino sem estar adequadamente digerido, prendendo o intestino e causando o inchaço."


queijo cottage - Foto Getty Images

Incorpore proteínas magras à dieta

Proteínas com menor teor de gordura, como ovos, queijos magros, carne branca (aves e peixes) e soja podem agir como um diurético natural, ajudando o corpo a eliminar o excesso de água. "A água vai para onde ela é mais necessária, ou seja, onde tem menos, que é o caso das proteínas", diz a nutricionista Roseli. "Para serem digeridas, as proteínas geram subprodutos tóxicos ao organismo, como creatinina e ureia, que precisam ser eliminados pela urina, outro fator que pode ajudar a aliviar a retenção de líquidos", diz a nutricionista Noadia. "No entanto, é importante uma alimentação equilibrada e sem exageros, já que excesso de proteínas levará a superprodução desses componentes, que podem intoxicar o organismo", alerta. 


Beba mais chá

As nutricionistas explicam que os chás ricos em cafeína fazem com que a pessoa sinta vontade de urinar com mais frequência, ajudando a eliminar o excesso de líquido e toxinas, reduzindo o inchaço e limpando o organismo. Os chás mais recomendados para essa finalidade são chá branco, chá verde, cavalinha, cabelo de milho, alfafa, hibisco, quebra-pedra e dente-de-leão. 



Fonte: Minha Vida -Por Carolina Serpejante

Cisto no ovário: causas, sintomas e tratamentos

Ginecologista explica quais são os diferentes tipos de cistos ovarianos

                                            Foto: Thinkstock


A maioria das pessoas já ouviu falar sobre cistos no ovário e, talvez, conheça alguma mulher que já tenha tido o problema. Porém, existem muitas dúvidas em torno do assunto e a maior delas, certamente, é em relação à sua gravidade.


A boa notícia é que o cisto no ovário nem sempre representa algo grave. Porém, para entender este ponto, é fundamental saber a diferença entre os diferentes tipos de cistos ovarianos. Para, posteriormente, conhecer os possíveis sintomas e tratamentos para cada caso.


Cistos ovarianos

Alessandra Bedin Rubino, ginecologista do Hospital Israelita Albert Einstein, destaca, primeiramente, que existem diferentes tipos de cistos ovarianos:



  •  Os funcionais, que são fisiológicos, e nada mais que a ovulação;

  • Os microcistos, que podem estar relacionados a alterações hormonais;

  •  Os cistos simples, que se não forem os normais, ovulatórios, em geral, são de origem benigna, muitas vezes hormonal;
  •  Os cistos complexos, que podem ser benignos ou não.

 A ginecologista destaca que estes últimos, sim, devem ser acompanhados mais de perto e até operados, dependendo do caso.


Incidência

A ginecologista Alessandra explica que cerca de 40% das mulheres podem ter algum dos tipos de cisto de ovário durante a vida: microcistos, cistos simples ou cistos complexos. (Já que os funcionais fazem parte do processo normal de menstruação).


Idade

Uma dúvida comum entre as mulheres é se existe uma idade específica para o problema aparecer.

Mas a ginecologista Alessandra destaca que depende da causa. “Em geral, aqueles relacionados a alterações hormonais (grandes ou pequenos) vão por toda a época fértil das mulheres, na maioria das vezes, na adolescência e na pré-menopausa”, diz.

Os cistos complexos variam, ainda de acordo com a médica. “Endometriomas, por exemplo, acontecem entre 30-45 anos de idade, principalmente. Cistos tipo teratoma, em qualquer idade (são de origem embrionária, mas acredita-se que é ao redor dos 30 anos que os percebemos mais). Já os tumores malignos do ovário são mais típicos nas mulheres mais velhas, pós-menopausa”, explica.

Sintomas

A ginecologista explica que os cistos de ovário que não são acompanhados de alterações hormonais são superdifíceis de darem sintomas. “Quando apresentam, o principal é dor na região baixa do abdome, cólicas menstruais etc.”, diz.


No caso dos cistos hormonais, a irregularidade da menstruação é, em geral, a maior frequência. “Mas acne, aumento dos pelos, aumento de peso, entre outros sintomas, também podem acompanhar”, explica Alessandra Rubino.


Em que momento devo procurar ajuda?

A ginecologista Alessandra destaca que é importante buscar ajuda médica assim que a mulher tiver qualquer alteração menstrual ou sentir dor, especialmente menstrual.


Caso os seguintes sintomas – sensação de satisfação assim que começar a comer; perda de apetite e perda de peso involuntária – tenham se apresentado com frequência em um período de duas semanas, também vale a pena entrar em contato com seu ginecologista.


Tratamento do cisto ovariano

Alessandra Rubino explica que o tratamento de cisto ovariano varia dependendo da causa. “Às vezes é feito com o uso de anticoncepcionais, às vezes é necessária uma cirurgia, ou então, só é feito acompanhamento”, diz.


É um problema grave?

De acordo com a ginecologista, os cistos ovarianos não representam necessariamente um problema de saúde grave. “Mas, dependendo da causa, ao longo da evolução, podem ocorrer distúrbios hormonais importantes ou doenças como a endometriose, que podem progredir, levando a quadros de dor crônica e esterilidade”, destaca.


Isso sem falar do câncer que, infelizmente, é uma possibilidade.

Prevenção

Segundo a ginecologista, não há uma maneira de evitar que os cistos ovarianos apareçam. “Mas ir ao ginecologista com uma frequência razoável é muito importante. Já que qualquer um dos casos, inclusive o câncer, são tratáveis se diagnosticados precocemente”, destaca.


Por isso, não deixe de visitar seu ginecologista regularmente e converse com ele sobre qualquer sintoma que você tenha considerado diferente. Essa é a melhor maneira de prevenir esses e outros problemas de saúde!


Fonte: DicasdeMulher - Por Tais Romanelli

domingo, 20 de outubro de 2013

10 usos inusitados para o vinagre

Produto pode ser usado como desinfetante, remover resíduos dos cabelos e ajudar a eliminar o mau-hálito


                                         Foto: Thinkstock

Que o vinagre é eficiente e imprescindível na cozinha, todo mundo sabe. Afinal, ele é útil na hora de conservar os alimentos, melhorar o sabor, temperar saladas, entre outras funções. Mas o produto pode ser um aliado também na hora da limpeza, pois por possuir uma alta concentração de ácido acético, ajuda a desinfetar, desengordurar, eliminar odores e dar brilho.
É um produto que possui muitas utilidades e pode ser usado de diferentes maneiras e em diversas ocasiões. Conheça algumas das principais funções do vinagre:


1 – Desinfetar

O vinagre é um antibacteriano natural, usado como base em qualquer solução de limpeza. E não é tóxico. Para preparar uma solução desinfetante em casa, dilua 1 parte de vinagre em 4 partes de água e use em qualquer lugar onde possa haver germes, como mesas, bancadas, ou objetos pessoais como teclados, telefones e controles remotos.


2 – Limpar o banheiro

Na hora de lavar o banheiro, despeje um copo de vinagre em torno do interior do vaso sanitário e deixe agir por uma hora. Depois, use uma escova para remover os resíduos e dê descarga. A solução ajuda a desinfetar e desodorizar o ambiente.


3 – Desentupir ralos

Quanto os ralos entopem, o vinagre é a solução. Despeje 1/2 xícara de bicarbonato de sódio direto no ralo e, em seguida, 1/2 xícara de vinagre. Aguarde até fazer uma espuma. Quando essa espuma começar a diminuir, jogue um litro de água fervente. A operação pode ser repetida quantas vezes for necessário.


4 – Remover resíduos

Remover um adesivo sempre deixa a superfície com resíduos de cola. Para eliminar os resíduos completamente, basta limpar a superfície com um pano embebido em uma solução de vinagre e água.


5 – Lavar o cabelo

Sim, isso mesmo! Mas não se preocupe, pois o cheiro forte não fica nos fios. Como xampus e condicionadores sempre deixam alguns resíduos, que podem deixar o cabelo sem brilho, o uso do vinagre pode ajudar. Dilua duas colheres de sopa de vinagre, duas colheres de sopa de suco de limão e três xícaras de água, misture bem e, após a lavagem, derrame sobre os cabelos. Depois enxágue normalmente com água. Essa mistura ajuda a eliminar os resíduos e fechar as cutículas, mantendo os fios macios e brilhantes.


6 – Remover manchas

Algumas manchas são difíceis de tirar. Mas borrifar uma mistura de 1/2 xícara de vinagre branco, 1/4 de xícara de bicarbonato de sódio e 3 xícaras de água sobre a roupa manchada, antes de lavá-la, ajuda a remover a sujeira de uma forma natural.


7 – Recuperar folhas verdes

Na hora de preparar a salda, utilizes o vinagre para recuperar as folhas verdes que às vezes ficam murchas. Basta mergulhá-las em uma vasilha com 2 xícaras de água fria e 1/2 colher de chá de vinagre para trazê-las de volta à vida.


8 – Remover verrugas

As verrugas são um verdadeiro incômodo, além de deixar uma aparência ruim. Para removê-las, mergulhe uma bola de algodão em vinagre, coloque sobre elas e prenda com uma bandagem. Diariamente troque a bola de algodão. O ácido do vinagre irá corroer a verruga ao longo do tempo. Não se esqueça de manter a pele ao redor da verruga bem hidratada, para que não haja ressecamento no local.


9 – Refrescar o hálito

Sim, o vinagre, mesmo com um cheiro e um gosto fortes, ajuda a eliminar o mau hálito. Use duas colheres de sopa de vinagre e uma colher de sopa de sal diluídos em um copo de água para lavar a boca. É eficaz principalmente quando o mal hálito é proveniente do consumo de cebola e alho.


10 – Amaciar pincéis

Quem faz trabalhos artesanais, como pintura, sabe que muitas vezes os pincéis ficam duros. Mas nem por isso eles precisam ser inutilizados. Se colocados em uma imersão de vinagre por cerca de uma hora, as cerdas voltam a ficar macias. Depois, basta lavar com água morna e sabão, e deixar secar normalmente.


Dica:

Antes de testar qualquer uma das funções acima, lembre-se de que nem todos os vinagres são iguais. Enquanto alguns requerem etanol na produção, outros são feitos com etanol produzido sinteticamente a partir do petróleo. Quando for comprar, verifique o rótulo para garantir que você está comprando um produto feito a partir de fontes naturais.



Fonte: DicasdeMulher - Por Mariana Bueno

10 usos inusitados para a cebola

De polidor de metais até repelente para insetos, os usos da cebola vão muito além da cozinha


                                          Foto: Thinkstock


Muito utilizada na alimentação, como tempero e para complementar os mais diversos tipos de pratos, a cebola possui muitos antioxidantes, o que faz dela uma aliada poderosa no combate a doenças como o câncer. As propriedades dessa leguminosa, no entanto, vão muito além do mero uso culinário.

1 – Repelente

Os repelentes comercializados nas farmácias e supermercados nem sempre funcionam como seria esperado. Além disso, algumas pessoas podem ter alergia a algum dos componentes da fórmula. Por que não tentar algo mais natural? Esfregar cebola na pele é uma forma eficaz de manter os insetos afastados, desde que você não se incomode com o cheiro.

2 – Anti prurido

Se a picada de inseto já aconteceu, não há motivo para pânico. Esfregar a cebola sobre a pele também pode ajudar a diminuir a coceira causada pelos bichinhos. Nesse caso, restrinja a aplicação à área afetada.

3 – Remédio para a garganta

Se você nunca ouviu falar do chá de cebola, pode estar tomando antibióticos à toa. A bebida é muito recomendada para o tratamento de dores e inflamações de garganta. Para prepara-la, basta usar as cascas de meia cebola para cada xícara de água, ferver tudo e retirar as cascas antes de ingerir o chá.

4 – Polidor de metais

A dica serve para todo tipo de metal, desde a prataria da cozinha até suas joias ou bijuterias. Basta cortar a cebola e, em seguida, esmaga-la com um pouco de água. Na sequência, utilize um pano limpo e seco para aplicar a misturinha sobre a superfície a ser polida, esfregando-a. Para finalizar, passe um outro pano limpo e seco.

5 – Limpador de grelhas e grill

Esfregar pedaços de cebola sobre a grelha da churrasqueira ou mesmo sobre a chapa do grill da cozinha é bastante eficaz para retirar a sujeira. Você pode realizar o procedimento utilizando um pano ou mesmo um garfo, que servirão para esfregar a cebola nos lugares desejados.

6 – Remédio para a hemorroida

Para quem sofre com a temida hemorroida, a cebola pode trazer alívio da dor e até melhora do quadro de inflamação. Nesse caso, deve-se preparar um banho de assento com o vegetal, colocando vários pedaços de cebola em uma bacia com água previamente fervida. Deixe por alguns minutos e realize o banho de assento, sempre tomando cuidado e esperando a água esfriar para evitar queimaduras.

7 – Remédio para a frieira

Se você não sabe como lidar com as frieiras, experimente friccionar alguns pedaços de cebola sobre as feridas. A dor para quase que imediatamente e, em alguns dias, a frieira seca.

8 – “Salvador” de arroz queimado

Para não ter que jogar fora aquela panela de arroz que ficou tempo demais no fogo, corte uma cebola ao meio e coloque uma das metades sobre o arroz, com a casca para cima. A cebola absorve todo o gosto de queimado e você pode servir o arroz normalmente.

9 – Conservante para abacate

Após cortar o abacate, se quiser impedir que ele escureça, basta coloca-lo em um plástico com meia cebola, fechando bem o pacote. Essa dica funciona melhor com a cebola roxa.

10 – Receita rápida de cebola com ovos

Corte a cebola em fatias, de modo a obter anéis. Após coloca-los na frigideira com um fio de óleo até que um dos lados doure levemente, quebre o ovo no meio dos anéis. Jogue um pouco de água no fundo da frigideira e tampe-a, aguardando até que os ovos estejam no ponto de sua preferência.


Fonte: DicasdeMulher - Por Carolina Werneck