terça-feira, 30 de dezembro de 2014

Simpatias para o Ano Novo

AS SIMPATIAS PARA O ANO NOVO!!

Para começarmos bem o novo ano é importante que tenhamos vontade de mudar para melhor com pensamentos positivos e boas vibrações, por isso recomendamos algumas simpatias para começar o ano bem e atrair coisas boas ao longo do ano.

CADA COR PARA SE VESTIR NA NOITE DA VIRADA?

Usar roupas novas na virada do ano é muito bom, para começar o ano renovada.
 


Amarelo: Atrai dinheiro, prosperidade.
Azul: Atrai tranquilidade, proteção.
Branco: Atrai paz, harmonia, luz, pureza, sabedoria.
Rosa: Atrai amor, transformação.
Vermelho: Atrai paixão, força.
Laranja: Atrai alegria.
Roxo: Atrai talento, poder.
Verde: Atrai calma, equilíbrio.
Marrom: Atrai segurança.
Lilás: Atrai energia.
Preto: Atrai elegância, poder.

Vale lembrar, que usar roupa apertada na noite de ano novo não é bom, pois você poderá passar por apertos durante o ano. Não esqueça de deixar dinheiro dentro do bolso, para garantir que você tenha sempre dinheiro no bolso.


COMO DEIXAR A CASA PARA A NOITE DA VIRADA?

Limpar a casa varrendo do fundo para a entrada.
Não deixar nada quebrado dentro da casa.

Verificar se as roupas não estão pelo avesso.

Decorar a casa com flores para atrair tranquilidade.

Usar roupas de cama e banho novos.

É importante deixar a casa bem iluminada, com as janelas e portas abertas.


O QUE COMER NA NOITE DA VIRADA?

Lentilha: Chama fortuna e fartura.


Uvas: Comer 12 uvas que representa os doze meses do ano. Pense somente em coisas positivas enquanto come as uvas, para garantir um ano bom.



Romã: Chama boa sorte, e recomenda que guarde sete caroços na carteira.


Frutas secas, cristalizadas, pêssego, figo, amêndoa ou avelã: Chama fartura.


Carnes: As aves são recomendáveis para a ceia de ano novo, porque ciscam para trás e deixam o que passou para traz. Também é recomendável preparar carnes como boi, cordeiro e principalmente porco.


Merengue ou Suspiro: Comer após a meia noite, para garantir um ano doce.


Bebida: Beber champagne em taças de cristal, é o ideal para festas de final de ano, para celebrar o novo.


O QUE FAZER NA HORA DA VIRADA

A primeira pessoa que você for abraçar deve ser do sexo oposto.
Dê alguns pulinhos com o pé direito, assim você irá atrair boas vibrações para o ano que inicia.



Se for passar o ano novo na praia, pule as sete ondas e faça um pedido para cada pulo que você der.



Guarde em lugar seguro, para ninguém achar, a tampa da garrafa de "champangne", que tenha feito muito barulho, usada na festa de Ano Novo, chama dinheiro.


Fonte:  http://www.oguru.com.br/simpatias/ano_novo

segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

10 objetos surpreendentemente sujos com os quais temos contato todos os dias

Diariamente estamos expostos a milhões de bactérias e infecções que viajam através do ar e estão nos diversos ambientes que nos rodeiam. Um sistema imunológico saudável permite que combatamos essas infeções, conservando assim o bem estar do nosso corpo. Entretanto, todos dia nos deparamos com diversos objetos comuns que contêm milhares dessas bactérias, sendo considerados assim objetos surpreendentemente sujos, pois são tocados por muitas pessoas e, além disso, são muito vulneráveis. Para o conhecimento de tal assunto, apresentamos uma lista com os objetos de uso diários que possuem grande quantidade de bactérias e, provavelmente, podem causar doenças.


10 objetos sujos com os quais temos contato diariamente


1. O dinheiro

O dinheiro é um dos principais objetos da lista, devido ao fato de entrarem em contato com muitas pessoas que podem ter bactérias em suas mãos. É um dos elementos que mais passam de mão em mão todos os dias, aumentando assim a quantidade de sujeira acumulada nas notas e nas moedas. É inevitável o contato com esses objetos, mas recomendamos que depois que utilizá-los que lave as mãos e evite consumir alimentos com as mãos sujas.



objetos sujos que temos contato todo dia

2. As maçanetas

As maçanetas, placas ou puxadores das portas têm uma grande quantidade de bactérias, pois são objetos que se encontram em qualquer lugar, como nas casas, escolas, locais públicos, e muitas pessoas entram em contato com eles, deixando assim as sujeiras e bactérias que estavam em suas mãos.

3. Os objetos no supermercado

Cada vez que você vai ao supermercado e pega um carrinho ou uma cestinha par colocar suas coisas mesmo esses sendo indispensáveis, são muito perigosos, pois possuem muitas bactérias e sujeiras acumuladas das mãos das pessoas que tiveram contato com eles.  Essas bactérias podem causar diversas infecções e enfermidades.

4. Caixas automáticos

Hoje em dia a tecnologia financeira vem permitindo que as pessoas não necessitem mais ficar horas em longas filas nos bancos para retirar dinheiro, e utilizem os caixas automáticos. Mas alguma vez você já se perguntou quantas pessoas utilizam esse serviço diariamente? A quantidade de pessoas só aumenta mais e mais, e foi demonstrado que os teclados desses caixas eletrônicos podem acumular dois tipos de bactérias,as quais, geralmente, causam problemas gastrointestinais.



5. O celular

Por um lado o celular converteu-se em uma peça chave na vida das pessoas. São poucas as pessoas que não possuem esse dispositivo tecnológico,  mas que acabam utilizando-se de cabines telefônicas públicas, o que acaba dando no mesmo. por outro lado, o celular é um objeto que contem milhões de bactéricas, não apenas pelo constante contato com as mãos, mas também pelas partículas e germes que saem da boca quando falamos. Ele é um aparelho que nos deixa exposto a infecções e até mesmo a problemas de pele.

6. Interruptores

Os interruptores de luz encontrados em nossas casas e nos escritórios contam com grande quantidade de bactérias acumuladas durante anos. Mesmo sendo um objeto que não demonstre ter muita sujeita, estão muito sujos sim devido o contato constante, além de serem um grande dispensador de germes que atentam contra nossa saúde.


gel_bacteria

7. O controle remoto

O controle remoto é um objeto que tanto as pessoas que vivem na sua casa, quanto pessoas alheias como visitas, acabam manuseando-o, convertendo-o assim em um multiplicador de bactérias. Recomendamos a limpeza constante desse objeto.



8. Os elevadores

Os elevadores, por estarem em locais públicos, contam com o contato de centenas de usuários diariamente, e, por isso, seu teclado pode chegar possuir milhões de bactérias e sujeiras que afetam a saúde, causando, geralmente, doenças digestivas e infecções.

9. Os teclado e mouses

exerícios no escritorio
Elementos de uso laboral como o teclado e o mouse do computador têm uma grande quantidade de bactérias e germes, o que aumenta a quantidade de sujeiras nesses e expõe nossa saúde, podendo causar infecções.

10. A cama

Por último, a cama é um objeto que, em primeiro momento, você não pensaria que possui sujeiras e bactérias, mas ela conta com a presença de ácaros que são pequenos aracnídeos que se alimentam de pele morta, que eliminamos toda noite. Eles não são diretamente prejudiciais a saúde, mas o que os fazem serem perigosos são seus dejetos, que podem causar asma e diversas infeções respiratórias. A melhor maneira de se desfazer deles é manter uma ventilação constante em toda a casa e permitir que a cama se ventile diariamente.

O que podemos fazer?

São muitos os riscos diários aos quais enfrentam a saúde do ser humano. É inevitável o contato com as bactérias que causam problemas, mas a forma mais recomendável de evitar problemas de saúde é lavar as mãos constantemente e limpar aqueles objetos que muitas pessoas entram em contato. Tudo isso para garantir uma vida mais saudável.

Fonte: Melhor com Saúde

Sexo conta como exercício físico?

Apesar do farto material científico sobre os benefícios que o sexo pode trazer à saúde, ainda há um aspecto pouco explorado: será que o ato sexual equivale a um exercício físico propriamente dito (como, digamos, uma partida de tênis)? Quanta energia é gasta, em média? Qual o efeito sobre a frequência cardíaca?

Essas e outras perguntas nortearam uma equipe de pesquisadores do Canadá, que recrutou 21 casais (todos heterossexuais e “jovens”) para comparar os efeitos do ato sexual com os de exercícios físicos.

Primeiramente, os voluntários correram por 30 minutos em esteiras, enquanto eram monitorados. Em seguida, foi pedido que eles usassem um sensor de monitoramento em um dos braços e tivessem relações com seus parceiros pelo menos uma vez por semana ao longo de um mês, além de responder a um pequeno questionário sobre cada uma das “sessões”.

Considerando as diversas variáveis, o sexo foi classificado como “exercício moderado”, equivalente a jogar uma partida de tênis em dupla ou fazer uma caminhada morro acima.

Em termos de gasto de energia, ele atingiu o nível 6 para homens e 5,6 para mulheres, em média – sendo que a corrida na esteira é de 8,5 e 8,4, respectivamente. Os homens gastaram cerca de 4 quilocalorias por minuto, e as mulheres gastaram 2, em “sessões” que duraram entre 10 e 57 minutos (!) – incluindo as preliminares. [NY Times]

Via professor José Costa

Brasil produz células-tronco sem embriões

Laboratório Nacional de Células-Tronco Embrionárias (Lance), no Rio de Janeiro, produz células-tronco sem embriões

Texto Ivan Alves/ Foto: Shutterstock/ Adaptação: Marília Alencar

O país ganha seu primeiro laboratório público para produção de células-tronco pluripotentes. O Laboratório Nacional de Células-Tronco Embrionárias (Lance) foi inaugurado na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). O centro produzirá células-tronco pluripotentes induzidas (iPS), que têm a mesma capacidade das embrionárias de se transformarem em qualquer célula ou tecido humano. 


Ao todo, o empreendimento recebeu investimentos de R$ 4 milhões, somando se os valores do Ministério da Saúde, o BNDES, a FINEP e CNPq. No início de 2009, uma pesquisa coordenada por Lygia da Veiga Pereira, da Universidade de São Paulo (USP), e Stevens Rehen, da UFRJ, colocou o Brasil entre as cinco nações do mundo que detêm a tecnologia de produção de células-tronco iPS, ao lado da China, EUA, Alemanha e Japão.




Dormir pouco engorda

Dormir pouco engorda? É o que responde o médico endocrinologista Bruno Geloneze

Texto Renata Armas/ Foto: Shutterstock / Adaptação: Marília Alencar
Sim, e por diversas razões. A redução de horas de sono desencadeia mecanismos que ativam a glândula suprarrenal a produzir mais cortisol, um dos hormônios que aumentam em situações de estresse. Dessa forma, o cortisol prepara o organismo para o perigo iminente e, para tanto, ajuda a acumular gordura, em especial a gordura abdominal, que é mais maléfica para a saúde. Estudos realizados na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), pelo Laboratório de Investigação em Metabolismo e Diabetes (LIMED ), demonstraram que pessoas que trabalham em turnos noturnos tendem a engordar, pois a produção de hormônios intestinais, como a grelina, é aumentada, provocando mais apetite.


 Outra razão para o ganho de peso dos insones é comportamental. Muitas pessoas comem mais, à noite, por estarem tristes, entediadas ou simplesmente carentes, encontrandono alimento uma fonte de prazer e fuga.

Quem responde: Bruno Geloneze, vice-presidente do departamento de Obesidade da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (sbem).

sábado, 27 de dezembro de 2014

Conheça sete benefícios de andar de bicicleta

Além de queimar calorias, você foge do trânsito e trabalha os membros inferiores


A bicicleta já foi um dos principais meios de transporte no mundo, mas hoje a história é bem diferente. Grande parte das pessoas nunca teve uma bicicleta própria ou deixa a sua cheia de teias de aranha na garagem. Seja por preguiça ou falta de tempo, quem não costuma pedalar está perdendo inúmeros benefícios - desde definir músculos até melhorar a frequência cardíaca. Conheça sete deles e se torne mais um adepto desse exercício físico.


Faz bem à saúde

Segundo o médico do esporte Ricardo Nahas, do Hospital 9 de Julho, andar de bicicleta pode ser comparado à caminhada ou até mesmo à corrida. "Em um passeio de cerca de 40 minutos, três vezes por semana, já é possível dar adeus a diversos problemas decorrentes do sedentarismo", aponta. Antes, entretanto, recomenda-se fazer uma avaliação médica para determinar a intensidade do exercício, já que cada pessoa apresenta um determinado peso e condicionamento físico. "Para os que desejam emagrecer, é necessário associar a atividade a uma alimentação equilibrada", afirma.
 
Mulher andando de bicicleta - Foto Getty Images

Trabalha os membros inferiores

"Andar de bicicleta trabalha os grandes grupos musculares das pernas e ainda estimula a contração do abdômen, pois a atividade exige uma postura ereta do usuário", afirma Ricardo Nahas. Segundo o especialista, pedalar é um exercício aeróbico e de resistência muscular, o que melhora o condicionamento físico do praticante.

Homem colocando o capacete para andar de bicicleta - Foto Getty Images

Funciona como meio de transporte

A bicicleta já foi amplamente utilizada como meio de transporte, mas mudanças culturais fizeram com que ela passasse a ser vista apenas como um instrumento de lazer ou de ciclista profissional. "A maior parte das pessoas pedala apenas no fim de semana, como se andar de bike fosse somente uma atividade de entretenimento", aponta Thiago Benicchio, diretor geral da Ciclocidade - Associação dos Ciclistas Urbanos de São Paulo.

Outra grande razão que desestimula o uso da bike como meio de transporte é a falta de infraestrutura e educação de grande parte dos motoristas. Então, para quem não quer encarar os veículos motorizados, Thiago sugere usar a bike para trajetos curtos e de pouco movimento, como uma ida ao supermercado.


Médica ouvindo coração de idoso - Foto Getty Images

Melhora a frequência cardíaca

A intensidade de um exercício é controlada pela intensidade do batimento cardíaco de quem o pratica. Desse modo, é possível fortalecer o coração com um passeio de bicicleta, já que esta é uma atividade aeróbica. "Quem organiza treinos geralmente alterna a bicicleta com a caminhada ou a corrida, pois esses exercícios são equivalentes e, misturados, acabam com a monotonia", conta Ricardo Nahas.

Idosos andando de bicicleta no parque - Foto Getty Images

Oferece baixo impacto

Quando caminhamos ou corremos, todo nosso peso é jogado sobre as pernas, o que pode forçar as articulações dos membros inferiores. Sentado, entretanto, você distribui melhor a sua massa e não sobrecarrega nenhuma parte do corpo, como explica o médico do esporte Ricardo. "Por isso, a bicicleta é recomendada para quem está começando a fazer exercícios ou está acima do peso", diz.

Mulher arrumando bicicleta - Foto Getty Images

Tem baixo custo de manutenção

De acordo com o biker Thiago Benicchio, é possível comprar uma bicicleta de boa qualidade por cerca de mil reais. Apesar do susto desse investimento inicial, a manutenção do instrumento é baixíssima. "Com apenas 50 reais por mês, é possível deixá-la sempre pronta para uso", explica. Segundo ele, são pequenos os reparos que devem ser feitos e grande parte deles pode ser realizado pelo próprio usuário, pois não exigem grande conhecimento sobre o assunto. Os maiores gastos ocorrem quando é necessária a troca de pneus ou uma revisão geral, o que ocorre apenas uma vez por ano.

Mulheres andando de bicicleta na praia - Foto Getty Images

Promove a sensação de liberdade e independência

Imagine poder tomar rotas alternativas, passar em meio aos carros e ainda não afetar de maneira alguma o meio ambiente. Essa é a sensação de quem anda de bicicleta. "Em cima dela, é possível observar melhor tudo o que acontece a sua volta e você ainda foge do estresse de quem está preso no trânsito", lembra o biker Thiago. Segundo ele, os melhores locais para andar de bicicleta são os de terreno plano e arborizado.


Fonte: Minha Vida -POR LAURA TAVARES

Como saber seu estado de saúde através dos pés?

Os pés refletem o estado de nossos órgãos e, se aprendermos a observar os seus detalhes , poderemos prevenir diversas doenças.


A temperatura, a cor, as calosidades, os joanetes, a forma dos dedos etc. Explicaremos o significado destes sinais.


Em termos gerais, a região dos dedos corresponde com a cabeça e a do calcanhar com os pés. Por isso, podemos visualizar aproximadamente como se localização os órgãos olhando a planta dos pés.


Quando uma zona está endurecida, significa que existe um órgão que também está endurecido. Estas calosidades também correspondem com rigidez física e mental na região refletida.

pies-bebe

O reflexo da coluna


A coluna se reflete em todo o perfil da parte interna dos pés. Por exemplo, quando uma pessoa sofre com joanetes, essa zona afetada se corresponderia com a zona superior das costas, logo ela provavelmente sofrerá algum problema nas cervicais.


Desse modo, nós podemos fazer uma auto massagem nas duas linhas internas do pé e isto repercutirá nas costas. Reforce mais nos pontos mais dolorosos.

Mover o intestino


O reflexo do intestino está situado no calcanhar. As fendas ou calos nos calcanhares podem estar refletindo algum problema intestinal. Neste caso, podemos massagear os calcanhares, ainda que pareçam ser uma zona mais dura. Uma dica é pegar uma pequena bola e pisar em cima repetidamente.

A regiãocentral do pé


A região central do pé corresponde a toda a região digestiva: o fígado, estômago, pâncreas e baço. Quando encontramos esta zona calosa, significa que podem existir cálculos biliares no fígado e na vesícula.

A cor dos pés


A cor amarela sempre faz referência ao fígado ou a vesícula, mas, por outro lado, a cor esverdeada corresponde com o baço e com o sistema linfático. Este sinal é uma oportunidade para nos prevenir. Devemos observar estes sinais, pois com o tempo, as toxinas podem acumular e formar cistos que podem se tornar nocivos.


Os dedos são reflexos da cabeça


Os dedos dos pés refletem, principalmente, a zona superior do corpo, com alguma exceção.


Uma calosidade na ponta do quarto dedo do pé ou endurecimento na área inferior do quarto dedo do pé nos diz que a vesícula não está funcionando corretamente. Quando os cálculos estão presentes há algum tempo, esse dedo ficará muito rígido, encurvado e dolorido.


Outro sinal de cálculo é quando o primeiro dedo do pé está curvado na direção do segundo dedo.


Nestes casos, é conveniente fazer uma boa limpeza do organismo, vigiando muito a alimentação, o que ajuda a expulsar toxinas.

dedos-pies-HeyDanielle

Os pés frios


Quando os pés apresentam a tendência de estar frios (o qual sucede às vezes nas mãos), existe um desequilíbrio térmico em nosso organismo. Normalmente, o sistema digestivo está fazendo um excessivo esforço e existe febre intestinal. 


Neste caso, devemos melhorar nossa alimentação e nossa função intestinal. Além disso, podemos fazer banhos nos pés com água quente e massageá-los com óleo de gengibre para aquecê-los.

Ataques de gota


Quando a base do dedão e o tornozelo estão avermelhados, inchados e com muita dor, pode estar acontecendo um ataque de gota, ou seja, um excesso de ácido úrico no organismo. O corpo tenta sempre eliminar o máximo possível de substâncias tóxicas (neste caso, o ácido úrico) dos órgãos vitais. Por isso, algumas doenças apresentam sinais nas mãos e nos pés.

Nota final


Esta informação nos confirma os benefícios da caminhar descalço pela areia da praia, pela grama, pela terra úmida, etc. Pois isso ativa todo nosso organismo, reequilibra as funções dos órgãos e é uma excelente terapia anti estresse.


pies-playa-rogiro

Podemos também massagear nossos pés, incidindo naqueles pontos endurecidos, dolorosos, etc.


Finalmente, praticar a reflexoterapia ajudará a prevenir e melhorar doenças trabalhando-as desde os pés. O tratamento deverá durar pelo menos por alguns meses, a fim de obter resultados.

Imagens oferecidas por M Robinson, HeyDanielle y Rogiro

Fonte: Melhor com Saúde

Diminua o mau hálito causado pelo alho

Segundo pesquisa norte-americana, o leite é o responsável por amenizar o forte cheiro que exala da boca após comer o alimento

Texto: Marcela Carlini / Foto: Shuttesrtock / Adaptação: Clara Ribeiro

Cientistas afirmam ter encontrado uma solução para acabar de vez com aquele cheiro que exala pela boca logo após a ingestão de alho. A dica é: tomar leite! O “antídoto” foi divulgado por pesquisadores da Universidade Estadual de Ohio, nos EUA, depois de analisarem voluntários que ingeriram dentes de alho crus e cozidos e beberam leite.


Por meio das amostras de seus hálitos, os cientistas constataram que 200 ml (1 copo) da bebida diminuem em 50% as concentrações de substâncias químicas do alho, como o sulfeto de metila alilo, que não é absorvido durante a digestão e é liberado do corpo por meio do hálito e do suor. Ainda segundo os pesquisadores, a opção integral é mais eficaz que a desnatada.

Saiba porque comprimidos não podem ser quebrados

Tal procedimento pode prejudicar na eficácia do tratamento

Texto: Letícia Ronche / Foto: Shutterstock / Adaptação: Clara Ribeiro

Por que não devemos quebrar comprimidos? Porque as partes dos comprimidos partidos têm diferença de peso. Por isso, não contêm a mesma quantidade de seu princípio ativo. Dessa forma, o usuário pode ingerir diferentes doses em momentos distintos.


A consequência é o prejuízo do tratamento: o paciente pode estar consumindo dosagem diversa da prescrita pelo médico. Se os comprimidos são de liberação prolongada, não devem ser partidos ou mastigados, pois suas propriedades devem ser absorvidas aos poucos.


Caso seja necessário, o médico poderá solicitar às farmácias de manipulação a preparação de doses de fármacos indisponíveis no mercado. Ao preparar a dose ideal, o especialista trará mais segurança ao tratamento do paciente.


QUEM RESPONDE
Ademir Valério, presidente da Associação Nacional de Farmacêuticos Magistrais (Anfarmag).

sexta-feira, 26 de dezembro de 2014

7 razões pelas quais os seios podem doer

Muitas mulheres relacionam a dor nos seios com o câncer de mama, e isso pode causar preocupação. Porém, a maior parte dos casos de dor nos seios não está relacionada com essa doença e é por isso que é bom conhecer as outras razões pelas quais os seios podem doer.


A maior parte das mulheres costuma apresentar dores nos seios a qualquer momento de sua vida, pois esse é um sintoma comum de mudanças hormonais em períodos de menstruação ou inclusive na gravidez.


A inflamação ou sensibilidade dos seios antes ou durante o período menstruais é algo muito comum, que não está relacionado com algo grave e que pode ser causada simplesmente por uma mudança hormonal.


Se você não encontra anomalias ao fazer um autoexame dos seios, mas apresenta dores frequentes, é possível que outras patologias benignas estejam influenciando o sintoma. A seguir, falaremos sobre as causas mais comuns para as dores nos seios. Confira!


1. Causas hormonais

Geralmente adolescentes que iniciam seu ciclo menstrual costumam sentir certa dor nos seios. Inclusive, a tensão pré-menstrual pode causar dor antes da menstruação.


Muitas mulheres sofrem dores nos seis durante toda a sua etapa fértil, sendo mais frequentes na metade do ciclo menstrual, coincidindo com a ovulação e com os dias prévios à menstruação.  Essas duas fases do ciclo coincidem com as mudanças mais bruscas nos níveis dos hormônios femininos.


Além disso, o uso de anticoncepcionais e a terapia de substituição hormonal também podem ter fortes influencias sobre esse problema.

2. Gravidez

como-enfrentar-as-nauseas-durante-a-gravidez
Um dos primeiros sintomas que se apresentam durante a gravidez é a dor nos seios. A mulher costuma apresentar maior sensibilidade quando engravida mais cedo ou quando experimenta a sua primeira gravidez.


Geralmente, no primeiro trimestre da gravidez surgem dores, os seios crescem e veias azuis na região se tornam visíveis, indicando um aumento do fluxo sanguíneo.

3. Lactação

Quando a mulher dá a luz, costuma apresentar dor nos seios devido ao aumento da produção de leite, e isso independe de ela estar amamentando ou não. Entretanto, é preciso dar muita atenção caso a dor se torne frequente, intensa e não melhore, pois esse pode ser um indicativo de mastite.


4. Mastite

Verdades sobre os seios que você não sabia
A mastite é a inflamação da glândula mamária, que ocorre devido à obstrução de alguns condutos do seio. Essa inflamação pode ser causada por uma infecção na mama gerada por vírus, bactérias ou fungos. Os sintomas que devem nos deixar em alerta são: vermelhidão dos seios, dor e principalmente febre.


5. Cistos nas mamas

Os cistos mamários são uma espécie de sacos cheios de líquido que se formam no interior dos seios. Costumam se formar quando as glândulas mamárias normais crescem, e pode ser que se forme um ou mais cistos. Eles costumam ser benignos e caracterizam-se por causar dor nos seios. Quando são muito grandes podem ser apalpados, mas alguns requerem uma mamografia ou ecografia para serem detectados.


6. Abcessos nos seios

Os abcessos nos seios nada mais são do que o acúmulo de pus no tecido mamário, ou seja, trata-se de um processo infeccioso. É um problema que pode causar muita dor nos seios, e é possível sentir nós moles na região afetada. Geralmente é causado por bactérias, que entram no seio através das fissuras nos mamilos, ou por problemas com a lactação. Independentemente da causa, o melhor é consultar um médico para realizar os exames necessários e receber o tratamento mais adequado.


7. Câncer de mama

Seios
Como mencionamos inicialmente, muitas mulheres costumam relacionar a dor nos seios com o câncer de mama, e geralmente não é exatamente disso que se trata. A dor nos seios é um dos sintomas que mais demoram a aparecer quando sofremos de um câncer de mama. Se a mulher detectar e tratar a tempo qualquer anomalia nos seios, é possível que ela nem chegue a sentir uma dor na região causada por um câncer.


Recomendações para prevenir e tratar a dor nos seios

Geralmente não é necessário usar medicamentos para aliviar a dor nos seios. O que se pode considerar são algumas mudanças no estilo de vida que podem ajudar a tratar e prevenir o problema. Então, atenção:


  • Evite o uso de sutiãs que apertem muito os seios;
  • Mantenha uma alimentação saudável, com baixo teor de gorduras e rica em frutas, vegetais e grãos;
  • Mantenha o peso equilibrado, pois isso ajuda a estabilizar os níveis hormonais;
  • Incremente o consumo de vitamina B6 (piridoxina), vitamina B1 (tiamina) e vitamina E;
  • Em caso de dor, aplique remédios caseiros tais como compressas de água, de suco de limão, vinagre ou café.


Fonte: Melhor com Saúde

Por que não conseguimos nos lembrar de nosso nascimento?

Sem dúvidas você já se fez essa pergunta em algum momento. Muitas pessoas se lembram com facilidade da infância e da adolescência, porém, a maioria não pode se lembrar daquele instante em que veio ao mundo. Qual seria o motivo? Explicaremos nesse artigo.


1. A neurogênese neural nos primeiros anos de vida

O nascimento não deixa de ser um instante traumático. Chegamos ao mundo com a ajuda de mãos desconhecidas, que nos tiram daquele interior plácido e acolhedor que é o ventre materno. Nunca existirá um lugar onde poderemos estar mais seguros e nos sentir mais queridos do que esse.


Porém, saímos para o mundo externo, cheio de luz, sombras e sons, sem saber muito bem como e por quê. Sem dúvidas sentimos dor. É nesse primeiro momento que choramos, nosso primeiro choro (logo, vem muitos mais, alguns dos quais nunca nos esquecemos).


Mas além de dor, o que mais sentimos no momento do nascimento? Medo? Expectativa? Curiosidade? Não sabemos, são perguntas sem respostas e ninguém, ou quase ninguém, consegue se lembrar desse instante vital.


O motivo para que isso seja assim é a chamada neurogenese neural. Uma palavra complexa para algo realmente fascinante. Antes de nascermos e dias depois de virmos ao mundo, são momentos que marcam o instante em que nosso cérebro experimenta um crescimento neuronal maior.


Alguns neurônios vão se superpondo a outros em um processo intenso e cheio de energia. Pode ser que isso te surpreenda… por que, então, nos esquecemos? A memória e a competência cognitiva normalmente não estão associados aos neurônios? Ter mais neurônios não seria sinônimo de mais memória?


No caso dos recém-nascidos não é assim que funciona. Não nos primeiros meses de vida. As memórias não se mantêm porque a neurogenese neural é muito intensa, estruturas se sobrepõem a outras e as memórias não duram porque sempre surgem neurônios novos.


As memórias não são estáveis nesses primeiros instantes de vida devido a esse crescimento contínuo. Quando a criança chega aos cinco ou seis meses o processo se estabiliza, ou seja, continuam a surgir novos neurônios, porém de forma menos intensa.


E a memória então pode se estabilizar ou perdurar. Após os seis ou sete anos o processo começa a se inverter, alguns neurônios já começam a desaparecer. Por isso que o período evolutivo mais intenso para uma criança está entre um e cinco anos. São “esponjas” ávidas por conhecimento, é o momento em que são capazes de aprender vários idiomas ao mesmo tempo. Porém, são incapazes de se lembrar de seus primeiros dias de vida.

2. A importância da linguagem e da memória

bebe-aprende-falar
Segundo médicos e psicólogos podemos nos lembrar apenas daquilo que podemos explicar com palavras. Para fazer um pequeno teste e comprovar isso, tente pensar em qual é a sua primeira lembrança. É possível que seja uma sensação, um cheio e inclusive uma cena: você nos braços de sua mãe, um passeio pelo parque



Nessa época você já estava começando a falar. São muitos os experimentos que se realizaram a esse respeito, demonstrando que, efetivamente, é mais fácil nos lembrarmos daquilo que podemos explicar com palavras.


O cérebro organiza e armazena melhor as coisas no hipocampo, essa estrutura associada à memória. É uma lembrança significativa que pode ser resgatada com palavras, visto que a região linguística está intimamente relacionada com a memória.


Assim, é muito complicado se lembrar de um momento tão intenso como é o próprio nascimento, onde ainda não dispomos de uma linguagem consolidada. Ainda que existam casos isolados de pessoas que conservam pequenos fragmentos de seu nascimento, pequenas sensações… talvez você seja uma dessas pessoas? Então nos conte sua experiência!

Fonte: Melhor com Saúde

quarta-feira, 24 de dezembro de 2014

Veneno de aranha pode ser solução para impotência sexual

Uma solução para impotência sexual! Veneno de aranha brasileira pode ajudar na disfunção erétil

Texto Ivan Alves / Foto: Shutterstock/ Adaptação: Marília Alencar
Estudo apresentado na Conferência da Associação Americana do Coração mostra que o veneno de uma aranha brasileira armadeira (Phoneutrianigriventer) pode servir de base para o tratamento da disfunção erétil. Na pesquisa, cientistas brasileiros e americanos purificaram uma toxina do veneno e testaram em roedores.


 Os resultados mostraram que a substância causa uma reação química em cadeia que ajuda a melhorar o fluxo sanguíneo no pênis — o que ajudaria a tratar a impotência sexual. Resta saber se essa toxina pode ser utilizada no desenvolvimento de novos agentes para o tratamento da disfunção erétil.