terça-feira, 29 de abril de 2014

Homem arranca os próprios testículos em Parnamirim

Ocorreu por volta das 8h30 da manhã de hoje, no bairro Bela Vista, em Parnamirim.

Um homem visivelmente transtornado sentou em uma calçada, nu, e utilizando sei lá o que arrancou fora os próprios testículos. 

A cena aperreou os moradores, que presenciaram tudo e chamaram a PM.

O cara foi socorrido e levado para o hospital Deoclécio Marques de Lucena. 

Segundo o policial com quem conversamos, moradores da rua disseram que o homem estava sob efeito de drogas.

Fonte: Jacson Demasceno

FOTO: whatsapp
Via Blog do Cassinho Morais  

Cada dia mais jovem e cheia de energia? Inclua o mel em sua dieta

O mel retarde o envelhecimento da pele e é símbolo da prosperidade. Foto Dremastime



Rico em proteínas, vitaminas, minerais, carboidratos e enzimas, o mel tem o poder de regenerar as células e retardar o envelhecimento. Tomando uma ou duas colheres por dia, a resistência física também aumenta, dando mais disposição e energia.



Máscara rejuvenescedora
Embora hoje existam cosméticos produzidos com tecnologia de ponta, uma máscara natural feita com mel de boa qualidade tem efeito rejuvenescedor. quer saber como fazer? É simples:



Passe um pouco de mel puro no rosto previamente lavado. Com a ponta dos dedos, vá dedilhando até o mel ficar com a consistência de cola. Massageie por 15 minutos e enxague com água fria.
Quer saber mais a respeito dessa maravilha?


Fonte:  MdeMulher. Acesse o canal Saúde no Portal M de Mulher.

Luciano Camargo decidiu emagrecer após perder o fôlego na cama

O cantor já há perdido peso outras vezes, mas desta vez foi diferente


Depois de perder mais de 20 quilos com dieta e exercícios, Luciano virou exemplo de determinação. O cantor conversou com a coluna Retratos da Vida, do jornal Extra, sobre essa transformação, e revelou que apesar de ter emagrecido outras vezes, desta vez seguiu firme por um motivo especial.
 
 
“Estava namorando minha mulher, Flávia, e perdi o fôlego. Foi o momento que percebi que precisava agir”, disse ele, ressaltando que adorou a mudança. “Fico feliz e me sinto satisfeito. Acredito que desta vez não vou engordar mais, pois, pela primeira vez, não tomo remédios para emagrecer.
 
 
 O processo de emagrecimento não foi da noite para o dia, levou um ano.
“Agora brinco melhor com minhas filhas. Na Disney, treinei todos os dias e era o primeiro a chegar aos parques e o último a sair. E nos shows, quando desço do palco, não me sinto mais cansado. Comecei com 89 kg e hoje estou com 65kg. Foram mais de 20 quilos perdidos. Cheguei à minha meta”, disse, acrescentando que a mulher está amando a novidade.
 
  Flavia Almeida | Foto: Ag.News
Via Lucineide Medeiros

Saiba como combater a cólica menstrual em 15 minutos

Quem já sentiu essa dor sabe como é a sensação. Se todo mês você sofre com ela, atente-se aos exercícios a seguir e dê um basta nesse incômodo de uma vez por todas!

Texto: Rita Travisan / Colaborou: Letícia Ronche / Foto: Shutterstock / Adaptação: Clara Ribeiro



A menstruação trata-se da tentativa de expulsão do sangue acumulado dentro do útero,o que causa dores intensas. Veja dicas para eliminar o incômodo em 15 minutos
Foto: Shutterstock

 A maioria das mulheres já vivenciou aquela sensação em que nenhuma posição é confortável, tudo em volta parece estar errado e nada pode ser feito para melhorar. Pois saiba que, com os exercícios corretos, é possível dar adeus às dores
 
A cólica é o espasmo de um órgão oco que tem uma cavidade. “No caso da cólica menstrual, é provocada pela contração uterina para eliminar os tecidos presos no endométrio quando não há fecundação do óvulo”, explica Marcos Arcader, ginecologista do Hospital Adventista Silvestre (RJ). Ou seja, trata-se da tentativa de expulsão do sangue acumulado dentro do útero, o que causa dores intensas, desconforto e pressão na região do baixo ventre.

Existem casos em que o incômodo é maior. “A cólica da endometriose é forte pela contração em cima de uma área inflamada. Outro exemplo é a cólica do abortamento, já que o útero tenta expelir o saco gestacional. Nas situações extremas, pode-se utilizar o anticoncepcional de uma forma contínua para evitar a menstruação, evitando a dor”, diz Arcader.


APOSTE NOS EXERCÍCIOS
Com a atividade física é possível afastar essas dores, já que com ela há a melhora da qualidade da circulação pélvica, o que diminui o acúmulo de sangue na pelve. “Mas isso é possível em uma cólica sem doenças. Nos casos de endometriose ou de outra patologia, não há registro científico que comprove a melhora da dor com exercícios”, esclarece o ginecologista.
Em pessoas saudáveis, “a produção de endorfinas e a concentração nos movimentos do exercício podem ser os responsáveis pela redução da dor em boa parcela das mulheres”, lembra Jomar Souza, ex-presidente da Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte (SBMEE). 


Além disso, a prática regular de exercícios auxilia para melhor adequação do metabolismo e melhor aporte sanguíneo à região pélvica. “Assim, o organismo passa a secretar mais neurotransmissores: noradrenalina, serotonina, encefalinas edopamina, que agem na inibição da dor”, diz Helder Montenegro, fisioterapeuta, sócio fundador da Sociedade Brasileira de Fisioterapia Esportiva (Sobrafe).


AJUDA DESDE A TPM
O relaxamento da musculatura pélvica, por meio de exercícios específicos pode ajudar. E até na tensão pré-menstrual (TPM) a atividade física é indicada. “Uma dissertação da Universidade Gama Filho (RJ) observou a relação entre atividade física sistemática e a tensão pré-menstrual, em mulheres de 18 a 50 anos. Houve discreta piora dos sintomas de TPM nas mulheres ativas que não fizeram atividades físicas durante um mês”, conta o fisiologista Ricardo Zanuto (SP).


POR QUE FUNCIONA?
Esses exercícios trabalham a musculatura pélvica, além disso, durante a atividade física, liberamos o hormônio ligado à sensação de bem-estar. Assim que a rotina começa a ser seguida, a pessoa já sente a diminuição dos sintomas. “Vale lembrar que esses movimentos não são para o alívio instantâneo e sim para manter o assoalho pélvico e o músculo abdominal cada vez mais fortes para que os efeitos sejam amenizados”, lembra a professora de educação física, Marcella Simões (SP).




sábado, 26 de abril de 2014

Melancia a favor do coração

Um trabalho da Universidade de Kentucky, nos Estados Unidos, revela que a melancia presta um belo serviço à circulação sanguínea. Em um experimento com o seu suco administrado a cobaias, os especialistas perceberam que o preparo fez diminuir a massa gorda e a formação de placas nos vasos.


 "A própria fruta também deve exercer esse desempenho", diz o líder do estudo, Sibu Saha. Ora, a melancia é rica em citrulina, substância que, dentro do corpo, aciona um mecanismo de relaxamento das artérias. De acordo com a nutricionista Regina Pereira, da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo, ela se encontra tanto na parte vermelha quanto na branca. "Como a fruta tem bastante açúcar, é melhor consumir entre as refeições para evitar picos glicêmicos", recomenda.

Fonte: Revista Saúde É Vital

Invista nos alimentos e hábitos que previnem a gripe

Além da vitamina C, outros nutrientes blindam o seu organismo


Segundo dados do Ministério da Saúde, pelo menos 2 mil pessoas morrem ao ano em consequência da gripe sazonal, que é a gripe comum. Por isso é muito importante tomar certos cuidados, incluindo tomar a vacina e ficar atento em fortalecer nosso sistema imunológico. Conheça aqui alguns hábitos e alimentos que podem fortalecer sua imunidade e manter a gripe bem longe de você.

Doses de vitamina A

Essa vitamina é formada a partir de substâncias conhecidas como carotenoides, cujas funções principais são: manutenção do equilíbrio da pele, nutrição do globo ocular e fortalecimento do sistema imunológico. Capriche no consumo desse grupo.

"Os alimentos ricos nesse nutriente são os vegetais e frutas que apresentam cores vivas e fortes, tais como: abóbora, abacate, acelga, brócolis, alfafa, caju, cenoura, espinafre, escarola, mamão, manga e fígado", explica a nutricionista Elisa Goulart, do Laboratório Sabin. 

Flavonoides - Foto Getty Images

Consuma mais flavonoides

Tratam-se de substâncias que possuem ação antioxidante e anti-inflamatória, auxiliando na recuperação dos pacientes em estados gripais. Eles são encontrados em alguns vegetais e frutas secas, no chá verde, no vinho tinto, sucos de uva e laranja, cebola, tomate e até no chocolate, preferencialmente no tipo amargo.
Vitamina C - Foto Getty Images

Poderosa vitamina C

Os estudos mais recentes apontam que a Vitamina C não cura a gripe, mas é um santo remédio para prevenir e ainda ajuda a amenizar os sintomas clássicos. "Depois do vírus já instalado e em processo de replicação no organismo, a vitamina dificilmente auxiliará como elemento curativo", diz a nutricionista Elisa Goulart. A vitamina C também possui atividade antioxidante. Os alimentos mais ricos nesse nutriente são: Acerola, Caju, limão e laranja, nessa ordem.

Zinco - Foto Getty Images

Defenda-se com o zinco

O principal papel do zinco no organismo é fortalecer o sistema imunológico. "O zinco é importante tanto para a síntese de células imunológicas como em sua ação de defesa contra vírus, bactérias e fungos", diz a nutricionista Natália Lauterbach, da rede Mundo Verde. Um estudo feito com mais de mil pessoas no Instituto de Pós-Graduação em Educação Médica e Pesquisa de Chandigarh, na Índia, afirma que a administração de zinco até um dia depois do início dos sintomas do resfriado acelera a recuperação dos pacientes, e que o mineral também é capaz de encobrir os vírus do resfriado e impedi-los de entrar no organismo por meio da mucosa do nariz. São fontes de Zinco: ostras, oleaginosas, como nozes e castanhas, semente de abóbora, todos os tipos de carne e alimentos integrais. 

Evite o jejum - Foto Getty Images

Evite o Jejum

Passar muitas horas sem se alimentar é prejudicial ao organismo em qualquer situação, e não somente durante um episódio de gripe. "Isso porque o organismo passa a trabalhar em estado de alerta, priorizando a manutenção das funções vitais; e, com isso, o combate a infecção torna-se secundário e ineficiente", alerta a nutricionista do Laboratório Sabin.

Água  - Foto Getty Images

Tome água

Uma boa hidratação pode prevenir a ocorrência de infecções. O otorrinolaringologista Fernando Pochini, do Hospital São Luis, explica que deve-se ingerir cerca de dois litros de água por dia para permitir uma boa hidratação das mucosas. "O uso de soro fisiológico insuflado ou inalado também melhora a drenagem da secreção, dos micro-organismos e das impurezas do nariz ao estômago", afirma.

Lavar as mãos - Foto Getty Images

Lave as mãos

Nossas mãos estão sempre propensas a entrar em contato com o vírus da gripe e outros diversos agentes alergênicos. Por isso devemos sempre lavá-las antes de manusear alimentos, levá-las a boca ou aos olhos e sempre que chegar em casa ou no trabalho, depois de dirigir ou usar transporte público.

Álcool e cigarros - Foto Getty Images

Fuja dos vícios

O infectologista Alexandre Naime explica que vícios como o cigarro e bebidas alcoólicas em excesso não só derrubam nossa imunidade, aumentando as chances de contrairmos doenças como a gripe, como também prejudica vários outros sistemas do nosso corpo. 

Refeição equilibrada - Foto Getty Images

Refeições equilibradas

Uma alimentação fracionada, com 5 a 6 refeições ao dia e a presença de todos os grupos alimentares, não só protege o sistema imunológico contra gripes e outras infecções, como também auxilia na manutenção do peso ideal e na qualidade de vida em geral.

Respirar - Foto Getty Images

Respirar com o nariz

Pode parecer uma recomendação estranha, porém o médico Fernando Pochini afirma que muitas pessoas respiram pela boca, ficando mais expostas a doenças como a gripe. "O nariz apresenta uma capacidade maior de umidificar e aquecer o ar, permitindo que a temperatura e a umidade do ar nos pulmões sejam quase constantes, evitando um maior risco de infecções", diz o especialista.

Termômetro - Foto Getty Images

Evite mudanças bruscas de temperatura

O frio pode desencadear uma resposta na mucosa, que por meio de estímulos nos receptores nervosos de temperatura ou pela liberação de substâncias alergênicas, como a histamina, poderia provocar espirros, hipersecreção mucosa e prurido nasal

Sorvete - Foto Getty Images

Evite o excesso de bebidas e alimentos gelados

Aqui a lógica é a mesma das mudanças bruscas de temperatura. Quando ingerimos alguma bebida ou alimento muito gelado, nossa mucosa reage para manter a temperatura estável, podendo liberar alergênicas.

Evite aglomerações em ambientes ou salas fechadas

Dessa forma você diminui as chances de inalar micro-organismos indesejados, principalmente se estiver com a imunidade baixa. "O contato com um número grande de micro-organismos exigirá uma resposta imunológica maior da mucosa para impedir que eles penetrem e sejam combatidos", explica Fernando Pochini.

Fonte: Minha Vida  -Por Carolina Serpejante

Como gastar mais energia e emagrecer mais facilmente

                                          Foto: Getty Images


Faça seu corpo gastar mais energia e perca peso mais facilmente. Veja algumas dicas:


 Mexa-se mais durante o dia: saia do sofá, desça uma parada antes do que de costume quando andar de ônibus, não vá de carro para lugares muito próximos, vá até a mesa do colega de trabalho ao invés de mandar um e-mail, escolha o banheiro mais longe da sua sala, leve seu animal de estimação para passear. Com meia hora acumulada por dia, logo ficará mais fácil perceber a melhora.


 Exercite-se regularmente: escolha uma atividade que tenha a ver com você, pode ser ao ar livre ou na academia. A musculação está entre as mais indicadas, porque o corpo precisa gastar mais energia para manter os músculos vivos do que o tecido gorduroso e faz queimar calorias mesmo em repouso. A caminhada também é ótima!


 Coma mais fibras: o organismo precisa gastar mais energia para digerir as fibras —  presentes nos cereais integrais 0 — do que outros tipos de alimentos.


Não pule as refeições: comer mais vezes durante o dia, mas em quantidades menores, ajuda a manter o ritmo do metabolismo. Quando ficamos muito tempo sem nos alimentar, o corpo faz um estoque de energia.


 Durma bem: uma boa noite de sono é o combustível principal do metabolismo. O ideal, segundo os especialistas, é dormir, em média, 8 horas por dia.


fonte: Nutrilipo
Via Blog da Karlinha

Beterraba contra a hipertensão

O suco de beterraba, além de muito saboroso, pode ajudar a combater essa doença. Em uma pesquisa da Universidade Queen Mary, no Reino Unido, participantes que tomaram 250 mililitros da bebida apresentaram uma redução de 10 mmHg na pressão sistólica — ou seja, se uma pessoa tem pressão de 140 por 90 mmHg, ao tomar o refresco a medida cairia para 130 por 90 mmHg. 

Isso porque, além de carregar flavonoides e potássio, moléculas que reduzem a pressão, a beterraba é fonte de nitrato, substância precursora de óxido nítrico, um vasodilatador natural. 


Para fazer o suco, use duas beterrabas, preferencialmente cruas, para evitar perdas nutricionais. E, se por um acaso você não gostar dessa opção, também dá coloque o vegetal em sanduíches e saladas.

Fonte: Revista Saúde É Vital

sexta-feira, 25 de abril de 2014

Açaí pode prevenir câncer de mama além muitos outros benefícios.



Foi descoberto outro benefício proporcionado pelo açaí! Agora, ele pode prevenir o câncer de mama, que é o tipo mais comum entre as mulheres, por isso é de extrema importância fazer exames mamográficos periodicamente para diagnosticar a doença em estágio inicial.


Os cientistas da Universidade Federal do Rio de Janeiro estão buscando 100% de certeza (não foram feitos testes em pessoas), entretanto, por enquanto, as informações que deram sobre essa descoberta foi que a substância que está em destaque em relação a esse fenômeno é a Antocianina, embora as outras substâncias envolvidas não tenham sido identificadas. 

 Ela é responsável pela coloração roxa do açaí e da uva também, mas em menores quantidades.


É importante enfatizar que os indivíduos que estão sendo submetidos ao tratamento de quimioterapia devem evitar a fruta pelo fato dela conter função antioxidante, o que pode sabotar o procedimento, já que esse tem efeito oxidativo, exatamente o contrário.


E é exatamente esse poder antioxidante unido com o de anti-inflamatório que faz com que o açaí também tenha vantagens cardiovasculares. A Universidade Federal do Pará avaliou essa função de proteger as artérias. As taxas de HDL, colesterol bom aumentam, enquanto as de LDL (ruim) permanecem iguais.


Mesmo com tantos benefícios importantes para saúde, o consumo do açaí deve ser controlado em relação aos seus acompanhamentos, principalmente os que contêm grande quantidade de açúcar, como o leite condensado. Para ingeri-lo diariamente é recomendado que ele esteja na forma mais simples, na tigela ou em forma de suco com água ou água de coco (sugestão de Mariana Thomaz, nutricionista do Hospital Paulistano). Profissionais indicam uma porção de 200 ml de suco.


Combinando hábitos saudáveis: alimentação, exercícios físicos e adicionando o açaí com certeza você terá uma vida equilibrada, cheia de energia e disposição para fazer as atividades do dia a dia e ainda se divertir!


Fonte: açaifrooty
Patty
Via Vila Mulher

Mel em vez de remédio!

O mel é o melhor remédio contra a tosse!Oi, gente! Nasci em São Paulo e voltei a morar aqui há quinze anos, mas fui criada no interior. Com certeza continuo caipira com relação a muitas coisas, principalmente quando o assunto é algum desconforto, como resfriado e tosse. Antes de correr para a farmácia tento sempre um chazinho, umas colheradas de mel, um banho quente e bastante resguardo. Faço o mesmo com as minhas filhas. Por isso mesmo adorei uma reportagem que li recentemente e que diz que estudos mostram que o mel é o melhor remédio contra a tosse! É isso mesmo!


A pesquisa foi feita com 265 crianças que receberam de 2 a 5 ml de mel antes de dormir para melhora da tosse noturna e sono. Comparando grupos que receberam o mel e outros que não receberam tratamento, o mel demonstrou benefícios.


A pesquisa mostra também que, para crianças, o uso de antitussígeno, antialérgico e descongestionante tem efetividade similar a do placebo!
De acordo com os especialistas, em se tratando de crianças, não há nada que comprove a eficácia de remédios quando o assunto é tosse e gripe. O melhor tratamento continua sendo repouso e hidratação.


Para chegar a essa conclusão, os estudiosos da Colaboração Cochrane (organização internacional que elabora revisões da literatura médica) analisaram 27 estudos com 5.117 adultos e crianças. Com relação a crianças maiores de 6 anos o uso desses remédios promove uma melhora de 20 a 30%.
Termino essa nota feliz por incentivar o uso do mel e por ver que sou uma mãe caipira que sabe das coisas!


 
Fonte-site yahoo.com.br 
Via  Lucineide Medeiros

7 dicas para combater as espinhas

As terríveis espinhas surgem na adolescência e podem ainda aparecer na fase adulta. Confira algumas dicas simples para combater o problema de pele
 

Tão temida na adolescência, a acne é basicamente um quadro de aumento na secreção de sebo pelas glândulas sebáceas, em geral causada por alterações hormonais e por distúrbios na produção de queratina, o que ajuda a provocar o entupimento destas glândulas. Existe um componente de hereditariedade. As alterações levam a glândula sebácea a produzir mais sebo do que o necessário, obstruindo os poros da pele e formando pontinhos pretos (cravos) ou amarelos (acne).
 

 “A predisposição genética é a principal causa do aparecimento das espinhas que normalmente acometem os adolescentes de ambos os sexos, podendo aparecer também na idade adulta. Nesta fase, o aparecimento é mais comum nas mulheres”, conta Dra. Flávia Martelli, dermatologista e consultora da farmácia online da Netfarma.
 

Como tratar 

Os tratamentos variam de acordo com o estágio da doença. Podem ser prescritos pelo médico medicamentos via oral ou com remédios de uso local. “A correta limpeza da pele, tratamentos hormonais e até acompanhamento nutricional são opções de cuidados para se conseguir uma pele sem acne”, revela a Dra. Flávia.
 

Dicas para combater as espinhas 

1- Evitar cremes de textura oleosa, que podem piorar a acne;
 

2- Usar sabonetes que reduzem a produção de sebo, à base de enxofre e ácido salicílico, por exemplo;
 

3- Fazer limpeza de pele regularmente, com profissional habilitado (a cada 2 meses);
 

4- Não tentar espremer as espinhas, este hábito aumenta muito o risco de cicatrizes;
 

5- Fazer acompanhamento com dermatologista;
 

6- Seguir corretamente o que foi prescrito pelo profissional - o bom resultado do tratamento depende também da regularidade do uso dos medicamentos prescritos;
 

7- Usar diariamente um filtro solar de textura oil free ou oil control, isso também ajuda a minimizar o risco de cicatrizes.
 

Fonte:http://revistavivasaúde.uol.com.br - Texto: Letícia Maciel/ Foto: Reprodução

quarta-feira, 23 de abril de 2014

Um pouco de vinho para os seus rins




Pesquisadores da Universidade de Colorado-Denver, nos Estados Unidos, descobriram que a prevalência de doença renal crônica entre quem toma, no máximo, uma taça de vinho por dia é 37% menor do que a observada entre aqueles que não têm esse hábito. Para chegar ao dado, apresentado no National Kidney Foundation's 2014 Spring Clinical Meetings, eles analisaram 5 852 indivíduos, sendo que 1 031 tinham a doença. E tem mais:


 desses pacientes diagnosticados com o problema, os que costumavam degustar uma taça da bebida ao dia eram 29% menos propensos a desenvolver males cardiovasculares. Mas é uma tacinha mesmo — e, de preferência, com o aval de seu médico. Afinal, o exagero de álcool está diretamente associado a prejuízos nas funções renais. Sem falar que o abuso pode piorar a hipertensão, uma das principais causas de doença renal crônica.

Fonte: Revista Saúde É Vital

Alimentação ideal para homens

Eles não são conhecidos por cuidar da saúde, mas merecem uma atenção especial na hora de repor os nutrientes. Veja quais são os alimentos que devem fazer parte da dieta dos homens

Texto: Letícia Ronche/ Foto: Fabio Mangabeira/ Adaptação: Letícia Maciel


 O licopeno, substância encontrada no tomate pode prevenir o aparecimento do câncer de próstata
Foto: Fabio Mangabeira  

 Os homens não são os mais famosos quando o assunto é cuidados com a saúde e alimentação exemplar, mas isso é algo que pode ser mudado. Porém, a preocupação com o equilíbrio físico e mental não deve visar apenas uma boa aparência. Afinal, de acordo com dados do Ministério da Saúde, a ala masculina brasileira apresenta maior suscetibilidade às doenças cardiovasculares. Confira, a seguir, quais são os alimentos que não podem faltar na sua dieta: 
 

Vegetais verde-escuros 

São fontes de vitaminas A, C e K. Além disso, possuem dezenas de flavonoides, com efeitos antioxidantes e anti-inflamatórios. Pode até substituir a carne no prato principal.


Aveia 

Contém propriedades que ajudam em casos de intolerância à glicose e no controle do diabetes tipo 2, uma das causas de impotência sexual masculina. Assim como o feijão e a lentilha, é rica em fibras solúveis.

Azeite de oliva

O azeite é um aliado no equilíbrio do colesterol e ajuda a aumentar o colesterol bom (HDL). Isso por trazer ácidos graxos monoinsaturados em sua composição. Mas é melhor consumi-lo de forma moderada para usufruir de seus benefícios.

Semente de girassol 

Fonte de nutrientes importantes para os músculos, como a vitamina E, previne os danos causados por radicais livres após treinos intensos e ajudam a queimar a gordura corporal.


Suco de uva integral 

Rico em polifenóis, flavonoides e antocianinas, substâncias que contêm antioxidantes que eliminam radicais livres e relaxam os vasos. Ajuda a controlar a pressão arterial, o colesterol e previne o câncer quando consumido moderadamente.

Tomate 

Um estudo realizado em Harvard (EUA), mostrou que o licopeno, substância presente nessa fruta e em outras de coloração vermelha, pode reduzir o risco de câncer de próstata.


5 dicas para falar de sexo com os filhos

                                           Foto: © Innocenti/Corbis


Quando os pais menos esperarem podem surgir as temidas perguntas: de onde vem os bebês? O que é sexo? Eu também posso usar camisinha? Essas dúvidas aparecem quando menos esperamos e nem sempre estamos preparados para esclarecer todos os questionamentos dos pequenos. 


E qual é o momento certo para falar de sexo com os filhos? O pediatra do Hospital e Maternidade São Luiz e criador do portal Pediatria em Foco dr. Marcelo Reibscheid, dá algumas dicas para se sair bem nessa hora:


1. Nada de puxar o assunto
O primeiro passo é saber que essa conversa não deve ser proativa durante a infância. Responda apenas o que for questionado, na medida em que a curiosidade aparece e de uma forma satisfatória para o seu filho.


2. Vale investigar
É importante entender o que a criança sabe sobre sexo para que as informações sejam passadas de maneira clara e de acordo com os valores da família. "Pergunte o que ele sabe sobre o assunto, aonde aprendeu. Agir de forma natural ajuda a criar uma relação de confiança e garante segurança para o filho", alerta Reibscheid.


3. Camisinha: DST’s e gravidez
Se o seu filho perguntar sobre o uso de preservativos, explique que ele protege contra doenças sexualmente transmissíveis e gravidez. É importante que a criança saiba que a gravidez surge de uma relação íntima sem proteção e que pode ser evitada. Mas nem pense em aproveitar o momento para sermões, isso pode confundi-lo.


4. Não se incomode
Muitas vezes esse é um assunto muito mais delicado para os adultos do que para as crianças. Se o seu filho fizer a mesma pergunta várias vezes, não demonstre irritação. Repita a explicação quantas vezes forem necessárias. "Se a criança pergunta duas vezes a mesma coisa é porque ainda está com dúvidas", esclarece o pediatra.


5. Ufa, passou. Mas até quando?
Não é porque a criança falou sobre sexo que está pensando em praticá-lo. Não há motivos para se preocupar. A infância é uma fase de descobertas e contos da carochinha como cegonhas e sementinhas não preparam o seu filho para a vida. A verdade é sempre o melhor caminho.

Fonte: Vila Mulher

11 benefícios que o riso traz para a sua saúde

Rir fortalece o sistema imunológico, combate o estresse e elimina rugas

Na correria do dia a dia, é muito comum nos estressarmos com os empecilhos da rotina ou ficarmos extremamente cansados no fim do dia, sem vontade de fazer nada. Embora pareçam não ter remédio, esses males podem ter uma solução muito simples: sorrir! É de graça e você não precisa de mais nada além de você mesmo para isso.

O riso, além de trazer aquela sensação de bem-estar que todo mundo conhece, pode ser um grande aliado da saúde, ajudando a prevenir doenças e auxiliando o organismo a cumprir as suas funções diárias. É benefício da cabeça aos pés! Veja aqui tudo o que uma boa gargalhada pode fazer por você: 



Coração
Uma pesquisa na Universidade de Loma Linda, na Califórnia (EUA), afirma que o riso pode reduzir o risco de doenças cardíacas. A equipe separou dois grupos de pessoas que tinham sofrido um ataque cardíaco e estavam sob cuidados médicos. O primeiro grupo assistia a vídeos de humor durante 20 minutos, todos os dias.

Após um ano, esse grupo apresentou uma queda de 66% da proteína C-reativa, que é um marcador da inflamação e do risco de problemas cardiovasculares. A queda dessa substância no outro grupo foi de apenas 26%. Como conclusão, as pessoas que riram mais tiveram o risco de problemas cardíacos reduzido significativamente.  


diabetes - Foto Getty Images Colesterol e diabetes
Dar boas risadas pode aumentar os níveis de colesterol bom no sangue, de acordo com uma pesquisa realizada na Universidade Loma Linda. Os pesquisadores acompanharam 20 pacientes diabéticos com altas taxas de colesterol ruim no sangue. Todos usavam remédios para controlar esses problemas.

Metade desses pacientes continuou com o tratamento padrão, enquanto a outra metade, além de tomar a medicação, assistia a filmes de comédia diariamente, durante 30 minutos. Após um ano, o grupo que foi estimulado a gargalhar elevou seus níveis de HDL, o bom colesterol, em até 26%. No grupo de controle o aumento foi de apenas 3%. 



pressão arterial - Foto Getty Images Pressão arterial
Um estudo realizado na escola de medicina da Universidade de Baltimore, nos Estados Unidos, descobriu que rir diminui a pressão arterial, enquanto o estressa a aumenta.

A equipe estudou 20 voluntários saudáveis, não fumantes, com idade média de 33 anos. Eles assistiam primeiro a um trecho de um filme que causasse estresse e, 48 horas depois, viam um filme de comédia.

Antes de assistir a cada filme, os voluntários ficavam em jejum e submetiam-se a testes para saber como vasos sanguíneos respondiam a súbitos aumentos no fluxo de sangue.

Ao final do estudo, foi revelado que o estresse reduz o fluxo de sangue em 35%. Já as risadas provocadas pela comédia fizeram com que o fluxo aumentasse 22%, reduzindo a pressão arterial. Paralelo a isso, ocorria uma limpeza dos vasos sanguíneos. 



pulmões - Foto Getty Images Pulmões
De acordo com a especialista em terapia do riso Conceição Trucom, dona do site Doce Limão, quando damos uma boa gargalhada, a absorção de oxigênio pelos pulmões aumenta. Inalamos mais ar e, com isso, a expiração também fica mais forte. "Com maior ventilação pulmonar, o excesso de dióxido de carbono e vapores residuais é rapidamente eliminado, promovendo uma limpeza ou desintoxicação". Ou seja, rir limpa os seus pulmões e ainda os deixa mais fortes! 



digestão - Foto Getty Images Digestão
De acordo com a psicóloga Fátima Niemeyer, da Sociedade Brasileira de Psicologia, os músculos que são mais estimulados quando rimos são os abdominais. Esses movimentos fazem uma espécie de massagem em nosso sistema gastrointestinal, melhorando a digestão. "Essa massagem também revigora todo o trabalho hepático", diz Conceição. 



circulação - Foto Getty Images Circulação do sangue
O ritmo cardíaco acelera quando começamos a rir. Os batimentos podem atingir até 120 pulsações por minuto, em comparação com as 70 pulsações por minuto quando estamos em repouso. "Quando a pulsação aumenta, o sangue circula mais intensamente no organismo, o que aumenta a oxigenação de todas as células, tecidos e órgãos", afirma Fátima. Isso faz com que nosso organismo funcione a todo vapor! 



imunidade - Foto Getty Images Estresse e sistema imunológico
"Durante uma sessão de gargalhadas, os níveis de cortisol e adrenalina - hormônios do estresse - baixam", diz Conceição. Além disso, nosso cérebro passa a produzir endorfina, hormônio que nos deixa relaxado.

Isso faz com que o corpo consiga produzir mais células de defesa, que ficam mais ativas, fortalecendo o sistema imunológico e blindando o organismo contra doenças.

Segundo Conceição, as células que ganham vantagem na produção - quando os níveis de estresse abaixam - são os linfócitos B, responsáveis pela produção de anticorpos; os linfócitos T, que são verdadeiros rastreadores de vírus e bactérias; a imunoglobina A, um anticorpo essencial no combate às infecções respiratórias; e as células NK, que são destruidoras de células cancerígenas. 



rugas - Foto Getty Images Combate as rugas
Ao dar boas risadas, nós movimentamos 12 músculos faciais e, ao dar gargalhadas, movimentamos 24 desses músculos. Quando conversamos e gargalhamos ao mesmo tempo, então, são 84 músculos. Todo esse exercício facial estica a pele, retardando o aparecimento de rugas.  



idosos - Foto Getty Images Exercício físico para os idosos
De acordo com uma pesquisa feita pela equipe da Universidade de Loma Linda, uma gargalhada é tão saudável quanto a prática de exercícios físicos. Isso porque ela estimula a circulação, produz endorfina e também movimenta nossos músculos, não só do abdômen, mas das pernas, braços e pés.

Os pesquisadores afirmaram que o riso pode ser a chave para a saúde de idosos que não conseguem praticar atividades físicas. 



autoestima - Foto Getty Images Autoestima
"O sorriso melhora o bom humor, eleva a autoestima te deixa mais seguro", diz a psicóloga Melina Blanco Amarins, do Hospital Albert Einstein. Ela afirma que a Terapia do Riso nos hospitais é capaz levantar o alto astral do paciente e diminuir o sofrimento da internação, deixando-o mais confiante.

A psicóloga Fátima conta que o sorriso traz uma série de sensações agradáveis e ajuda a eliminar sensações negativas, como tristeza e, até mesmo, depressão



Sorrir é contagioso!
A psicóloga Melina explica que o sorriso, além de trazer todos esses benefícios a nossa saúde, ainda é capaz de nos aproximar das pessoas conhecidas e aumentar as chances de fazer novas amizades. Afinal, ele não deixa de ser uma forma de comunicação. "Sorrir faz parte das relações sociais e compartilhá-lo faz bem a você a ao próximo!", diz Melina. 

Fonte: Minha Vida - Por Carolina Serpejante