sábado, 30 de agosto de 2014

Horóscopo: conheça as flores e as plantas correspondentes a cada signo


Você sabia que cada signo do zodíaco é representado por uma flor ou planta? Descubra qual é a sua, a influência que ela tem e aprenda a preparar um banho mágico.


AQUÁRIO (21 DE JANEIRO A 19 DE FEVEREIRO)

Flor: Bálsamo
Sob sua influência, a aquariana vê as pessoas e as coisas objetivamente, sem considerações sentimentais. Adora liderar.

Características
Teimosa, determinada, calma e indiferente.

No amor
Ama a liberdade. Analisa friamente as emoções e não se deixa levar.

No trabalho
Costuma exercer profissões pouco convencionais.
Foto: Dmytro_Skorobogatov/Thinkstock/Getty Images

PEIXES (20 DE FEVEREIRO A 20 DE MA

Flor: Lírio
Os regidos por lírio não gostam de julgamentos e ouvem sempre a própria intuição. São conselheiros e ajudam as outras pessoas a mergulhar em seu mais íntimo ser.

Características
Sonhadora, sensível e indecisa.

No amor
É romântica e almeja viver um conto de fadas.

No trabalho
Identifica-se com carreiras como música e psiquiatria. 
 Foto: pixynook/Thinkstock/Getty Images

ÁRIES (21 DE MARÇO A 20 DE ABRIL)

Flor: Hibisco
Alegre e criativa, quem tem influência dessa flor gosta de novas experiências. O impulso faz parte de seu dia a dia. Conserve a garra e será recompensada.

Características
Dinâmica, corajosa, ambiciosa e autoritária.

No amor
Detesta ser policiada e foge de relações monótonas.

No trabalho
Respeita metas e cumpre prazos.
Foto: THACHKORN_TJ/Thinkstock/Getty Images

TOURO (21 DE ABRIL A 20 DE MAIO)

Flor: Amora
Ela ajudará você a preservar as conquistas, diminuindo seus medos e fazendo com que seus esforços gerem bons frutos.

Características
Teimosa, calma, negativa e leal.

No amor
É confiável. Porém, possui forte sentimento de posse.

No trabalho
Busca por profissões mais estáveis e não suporta competições.
Foto: Daniel Slocum/Thinkstock/Getty Images

GÊMEOS (21 DE MAIO A 20 DE JUNHO)

Flor: Alfazema
Desperta a intelectualidade, estimulando o poder de se relacionar e diminuindo as preocupações.

Características
Comunicativa, curiosa, flexível e adaptável.

No amor
Apaixona-se rapidamente e tem facilidade de se expressar. Pode ser infiel.

No trabalho
Envolve-se em carreiras ligadas à comunicação.
Foto: RK2Photography/Thinkstock/Getty Images

CÂNCER (21 DE JUNHO A 21 DE JULHO)

Flor: Azaleia
Equilibra os sentimentos da canceriana e a faz compreender as pessoas a sua volta.

Características
Mudam de humor com rapidez, são tímidas e ficam presas ao passado.

No amor
Romântica e delicada, demora a tomar a iniciativa.

No trabalho
Gosta de atuar em lugares que lembrem o lar, como restaurantes, e em áreas da saúde.
Foto: JillLang/Thinkstock/Getty Images


LEÃO (22 DE JULHO A 22 DE AGOSTO)

Flor: Angélica
Quem é representado por essa flor tem capacidade de criação e gosta de ver as coisas certas.

Características
Extrovertida, criativa e arrogante.

No amor
É ardente, apaixonada e fiel. Magoa-se facilmente e tem dificuldade para conceder o perdão aos outros.

No trabalho
Precisa de reconhecimento e, por isso, costuma ser líder.
Foto: Tom Coultas/Thinkstock/Getty Images

VIRGEM (23 DE AGOSTO A 22 DE SETEMBRO)

Flor: Orégano
Adora vencer os obstáculos e fazer os outros felizes. O orégano rege pessoas que são analíticas e não se deixam levar pelas conversas dos outros.

Características
Organizada, racional e prestativa.

No amor
Não se entrega facilmente a um relacionamento.

No trabalho
Escolhe profissões ligadas ao raciocínio e planejamento.
Foto: alisbalb/Thinkstock/Getty Images

LIBRA (23 DE SETEMBRO A 22 DE OUTUBRO)

Flor: Margarida
Quem sofre sua influência busca a justiça e o equilíbrio. É capaz de fazer concessões para evitar aborrecimentos e tem a difícil tarefa de ser apaziguadora.

Características
Extrovertida, diplomática, justa e indecisa.

No amor
Carinhosa, envolve-se facilmente nos relacionamentos.

No trabalho
Talento para arquitetura, dança e artes plásticas.
Foto: scorpp/Thinkstock/Getty Images

ESCORPIÃO (23 DE OUTUBRO A 21 DE NOVEMBRO)

Flor: Camélia
As pessoas ligadas a essa flor lutam para vencer na vida. Além de sedutoras e determinadas, nunca revelam seus objetivos.

Características
Ansiosa, ciumenta, estrategista e manipuladora.

No amor
É intensa. Suas grandes paixões transformam-se em ódio quando são frustradas.

No trabalho
São grandes médicas e estrategistas. Adoram o poder.
Foto: MIMOHE/Thinkstock/Getty Images

SAGITÁRIO (22 DE NOVEMBRO A 21 DE DEZEMBRO)

Flor: Dente-de-leão
Não se contenta com pouco e busca novas filosofias e culturas. Generosa, tem a mente aberta.

Características
Flexível, inquieta, aventureira e intolerante.

No amor
Apaixona-se com bastante entusiasmo. Não suporta o tédio sexual e exige fidelidade do parceiro.

No trabalho
Sente-se atraída pela carreira acadêmica e filosófica.
Foto: s_derevianko/Thinkstock/Getty Images

CAPRICÓRNIO (22 DE DEZEMBRO A 20 DE JANEIRO)

Flor: Hera
Representa pessoas controladoras. Para viver grandes emoções, devem aprender a confiar mais nas pessoas.

Características
Determinada, séria, autodisciplinada e pessimista.

No amor
Tem dificuldade para expressar emoções. Isso a faz parecer fria.

No trabalho
Ambiciosa, luta para alcançar suas metas profissionais.
Foto: Weedezign/Thinkstock/Getty Images

Banho mágico

Banhar-se com sua flor pessoal atrai proteção divina ao seu cotidiano. Confira a forma certa de preparar o banho mágico e prepare-se para uma vida melhor.

Ingredientes
·1 litro de água
·1 buquê de 10 flores do seu signo

Modo de preparo
Ferva a água e coloque o buquê de flores. Desligue o fogo e deixe a panela tampada por dois minutos. Espere esfriar e jogue a mistura da cabeça para os pés, logo após o banho convencional.
Foto: Jupiterimages/Thinkstock/Getty Images
Fonte: MdeMulher - Por Giulia Gazetta
 Conteúdo VIVA!MAIS

O que diz sobre nós a posição em que dormimos?

A posição de dormir diz muito sobre personalidade, hábitos e até mesmo preocupações. Existem muitas formas de dormir, sozinhos ou acompanhados. Vamos descobrir o significado de cada uma a seguir.


As posições para dormir: o que elas nos dizem?

Pode-se inferir muito sobre a personalidade de uma pessoa pela maneira que dorme. Trata-se apenas de observar, se é que temos a oportunidade, ou perguntar, se queremos nos conhecer a nós mesmos. O corpo descansa durante o sono, mas também a mente se restaura e refresca. Embora, possa haver praticamente tantas posições quantas as pessoas no mundo, a verdade é que podemos destacar seis principais (com algumas variações específicas para cada caso).


Após várias pesquisas, foi possível verificar a relação entre a posição e a personalidade individual. A linguagem corporal existe em todos os momentos e também quando dormimos. Cada posição afeta também a saúde.


dormir2

As 6 posições no momento de dormir

Posição fetal: trata-se de dormir de lado, encolhido com os joelhos na direção do peito, braços cruzados perto das pernas. Seu nome deriva da posição dos bebês no ventre materno. Às vezes, um braço fica debaixo do travesseiro. É a posição mais frequente. No estudo citado acima, 41% dos 1.000 entrevistados a escolheram, as mulheres duas vezes mais que os homens. Quanto à personalidade, existem diversas variantes. Por exemplo, “enroscar-se” para dormir está relacionado com a sensibilidade e emotividade, assim como a tendência para relações mais intensas. A pessoa pode parecer tímida quando encontra alguém, mas depois relaxa e se torna muito cordial, amorosa e teme ser ferida sentimentalmente.



Posição “tronco: caracteriza-se por dormir de lado com as pernas esticadas e juntas, na linha do ombro. As mãos ficam geralmente ao lado do corpo ou uma delas debaixo do travesseiro ou até esticada. É adotada por 15% das pessoas entrevistadas na pesquisa. Essas pessoas são desinibidas, descontraídos e com descomplicadas. São muito sociáveis, se dão bem com a maioria das pessoas, se sentem bem quando fazem parte de um grupo, confiam nos outros, mas costumam ser bastante inocentes.
dormir3
Posição “melancólica”: o ombro está reto, as pernas ligeiramente dobradas para frente, a mãos esticadas para frente, podendo ir debaixo do travesseiro. 13% dos voluntários do estudo afirmaram dormir assim. Essa posição denota uma personalidade mais complexa. Embora amistosa e aberta, a pessoa tende a ser um pouco cínica e desconfiada em relação aos outros. A tomada de decisão é realizada com muita calma, mas quando encontra uma razão é muito “cabeça-dura” e não há nada que lhe faça mudar de ideia. Pode ser a melhor amiga e ser carinhosa com todos.



Posição “barriga para cima”: Dorme-se com a barriga para cima, com as pernas abertas na largura dos quadris ou dos ombros, os braços são esticados ao longo do corpo (geralmente colados). Não mais de 8% dormem desta forma, com queixo virado para o teto. Essas pessoas são reservadas, caladas, quase sem emoções fortes, não falam muito sobre si para os outros, não gostam do “comum” e tem metas e objetivos muito elevados. São leais e protegem sua família e entes queridos, além de valorizar os laços interpessoais.


dormir4
Posição “queda livre”: chama-se desta forma porque parece que as pessoas acabaram de cair do céu. São deitadas de bruços, com a cabeça virada para um lado, com uma mão debaixo do travesseiro ou esticada para cima. Representam 7% dos entrevistados na pesquisa. São pessoas muito intensas, extrovertidas, atrevidas e, no fundo, muito sensíveis. Amam muito a liberdade, não gostam de serem “conduzidas” sobre o que fazer (em qualquer campo, amor, carreira, família, sociedade etc.), muito menos de serem criticadas.


Posição “estrela do mar”: é o oposto da anterior, porque a pessoa se encontra virada para cima, com os braços circundando parcialmente ou completamente o travesseiro e as pernas semiflexionadas ou uma dobrada. É a posição preferida de 5% das pessoas, que são melhores como ouvintes dos problemas alheios, muito boas amigas, sempre dispostas a ajudarem os outros, mas na maioria das vezes preferem ser o centro da atenção onde quer que estejam.


As posições laterais (fetal, tronco e melancólica) são as mais saudáveis. Segundo os médicos, deve-se dormir de lado para evitar colocar pressão sobre o coração e os órgãos mais vitais. Aconselha-se a rotação sobre o lado direito. Alguns textos também recomendam mudar de posição no meio da noite (metade de um lado e metade do outro).


A duas posições de costas (estrela e soldado) podem causar agitação durante a noite, também contribuindo para o ronco e outros problemas respiratórios, como apneia. Por sua vez, produzem refluxo estomacal. Por fim, a única posição de bruços (queda livre) é boa para a digestão segundo alguns, enquanto outros indicam que é a menos recomendada, pois todos os órgãos vitais estão “pressionados” contra o colchão.

Imagens cortesia de Tony Alter, David Goehring, Betssssy, Joi Ito, Timothy Krause. 

Fonte:  http://melhorcomsaude.com/forma-dormir-respeito-gente/

Frieiras: entenda como prevenir o aparecimento desses fungos

Secar as virilhas e entre os dedos dos pés com papel higiênico e preferir roupas de algodão ajuda a evitar o problema


Frieira é o termo popularmente usado para designar as micoses, que são infecções de pele muito comuns, causadas por fungos. Os fungos são encontrados na natureza, tanto nos seres humanos, como nos animais, na poeira de casa, roupas e no solo. 


Podem ocorrer na pele, principalmente nas plantas dos pés, palmas das mãos, entre os dedos das mãos e pés, axilas, virilha, região genital, couro cabeludo e unhas, pois são regiões ricas em queratina, alimento destes fungos. Os fungos preferem áreas quentes e úmidas do corpo. 


Em relação à contaminação, algumas pessoas tem maior propensão genética á adquirirem frieiras. Estas podem ter vários episódios de infecção durante a vida, enquanto outras pessoas, mesmo que expostas aos fungos, apresentam maior resistência. É claro que períodos de baixa resistência, como momentos de estresse, depressão, AIDS, tratamentos com imunossupressores ou antibióticos sistêmicos, facilitam a infecção. Maior umidade da pele também, além de maior contato com pessoas que tenham micoses em casa ou ambientes públicos, como praias e piscinas. 


Além destes locais, os fungos habitam praticamente todos os lugares. Assim, as micoses podem ser contraídas nos mais diversos ambientes, especialmente em lugares quentes e úmidos como vestiários, boxes de banheiros, alguns ambientes profissionais em que prevalece a umidade ou ainda por questões higiênicas, aumento de sudorese, uso de tecidos sintéticos. 


Para prevenir as micoses, algumas medidas são importantes, como: secar bem o corpo após o banho, principalmente virilha e entre os dedos dos pés, de preferência com papel higiênico e não com toalha; usar talco entre os dedos dos pés após secagem completa; evitar roupas apertadas ou sintéticas, pois com o calor e a transpiração a pele fica mais úmida. Roupas de algodão, inclusive as íntimas, são preferíveis, além de não compartilhar com outras pessoas objetos pessoais como: toalhas, sapatos, chinelos, meias. 


Evitar sapatos fechados sem meia e usar meias de algodão em vez de nylon ou lã, evitar usar o mesmo calçado dois dias seguidos, pois podem ficar úmidos. Os sapatos usados devem ser deixados para secar ao sol. Evitar andar descalço em locais públicos (usar chinelos mesmo para tomar banho) e contato direto do corpo com bancos de vestiários e cadeiras de praia. 


Na manicure, o ideal é que cada pessoa tenha o seu próprio material, sempre limpo e fervido por 5 minutos ou esterilizado. Para pessoas que lidam muito com água, o uso de luvas é útil para evitar excesso de umidade nas mãos e unhas. 


Quanto à transmissão e tratamento, as micoses são contagiosas e as outras pessoas em casa devem sempre ser examinadas pelo dermatologista, para que o foco doméstico seja eliminado e não haja re-infecção após o tratamento. As roupas devem ser lavadas e passadas, pois alguns fungos resistem à simples lavagem. Em caso de infecção genital, o cônjuge deve ser avaliado também e tratado, se necessário.


Oito hábitos que evitam enjoos na gravidez


Comer de três em três horas e praticar exercícios pode evitar náuseas 

O período gestacional é um momento de muita expectativa, mas nem sempre tão glamoroso quanto esperado. Mal estar, indisposição e cansaço são apenas alguns dos sintomas típicos dessa fase. Além desses, outro bastante comum é a náusea que geralmente ocorre entre a quinta e a 18ª semana da gravidez, explica a ginecologista e obstetra Bárbara Murayama, membro da Sociedade Paulista de Ginecologia Obstetrícia. "Quase todas as mulheres sentem enjoo durante a gestação, mas a gravidade do sintoma varia de uma para outra", afirma. As causas também são variadas e vão desde fatores psicológicos, passando por alterações hormonais até a motilidade gástrica anormal, quando o estômago não trabalha de maneira adequada retardando seu esvaziamento. Confira abaixo os principais hábitos que podem evitar enjoos durante a gestação.


Coma de três em três horas
Cultivar o hábito de comer de três em três horas não é apenas saudável pelo fato de acostumar o organismo a receber alimentos em horários pré-estabelecidos, mas também evita exageros nas principais refeições. Assim, quanto menos comida precisamos digerir, mais rápido é o processo de esvaziamento do estômago, explica o ginecologista obstetra Domingos Mantelli, especialista em Medicina Legal e Perícias Médicas. "Quando a comida fica retida por muito tempo no estômago, maior a chance de a gestante ter refluxo, gastrite e náusea", complementa. 

Repouso - Foto Getty Images Faça repousos
"Levando em conta fatores psicológicos que podem desencadear enjoos, como estresse e ansiedade, a melhor maneira de evitar o problema é fazendo repousos periódicos", aponta Bárbara Murayama. Além disso, quando estamos em repouso, nosso corpo consegue direcionar o fluxo sanguíneo para funções específicas do corpo, como a digestão, acelerando o processo.

Exercícios - Foto Getty Images Pratique exercícios
Atividades leves, como a caminhada, favorecem a digestão, proporcionam a sensação de bem-estar e aliviam o estresse emocional. "Quando fazemos uma atividade prazerosa, nosso corpo libera endorfinas, substâncias que melhoram nossa disposição física e mental e até aliviam dores", afirma Domingos.

Motorista - Foto Getty Images Seja a motorista
A recomendação de dirigir ao invés de ser o passageiro em passeios de carro é dada não apenas a gestantes, mas a todas as pessoas que costumam sentir enjoo quando estão em movimento. Afinal, quem controla o veículo não é pego de surpresa em curvas, desvios e brecadas, o que poderia causar mal estar. Entretanto, como alerta a ginecologista Bárbara Murayama, o estado geral de saúde da gestante deve ser avaliado. Se a gravidez for caracterizada por desmaios frequentes, por exemplo, ela deve ser impedida de dirigir, pois pode causar acidentes.

Movimentos bruscos - Foto Getty Images Evite movimentos bruscos
Quando estamos em repouso, deitados ou sentados, nosso sangue alcança uma distribuição uniforme pelo corpo. Por isso, quando realizamos movimentos bruscos, como levantar rapidamente, há uma queda repentina da pressão arterial, o que pode causar mal estar, enjoo e até desmaio. "Tais reações são mecanismos de defesa do corpo, pois nos impedem de prosseguir uma atividade até que o fluxo sanguíneo seja restabelecido", esclarece Domingos.

Líquido - Foto Getty Images Evite líquidos durante as refeições
"A dieta para quem quer evitar enjoos e vômitos deve ser seca e fracionada", aponta Bárbara. Assim, ela recomenda que molhos, caldos e condimentos sejam evitados nesta fase. Além disso, levando em conta a teoria de que o estômago da gestante leva mais tempo para esvaziar, ao ingerirmos líquido durante as refeições, criamos um bolo alimentar ainda maior, dificultando a digestão.

Café - Foto Getty Images Diminua a ingestão de café
Segundo o ginecologista Domingos Mantelli, todo alimento de gosto ou odor acentuado pode piorar enjoos e náuseas, portanto, o consumo de café deve ser diminuído ou cortado da dieta. Fique atento ainda ao fato de o excesso de café é um estimulante, aumentando, assim, a frequência cardíaca da mãe e do bebê.

Afaste-se de odores fortes
Algumas gestantes têm seus enjoos desencadeados por odores fortes e variados. Por isso, assim que o cheiro responsável pela náusea for identificado aconselha-se ficar longe dele e evitar consumir o alimento até o momento em que ele não incomodar mais.

Fonte: Minha Vida - Por Laura Tavares

sexta-feira, 29 de agosto de 2014

Principais doenças bucais causadas pelo cigarro

No Dia Nacional de Combate Ao Fumo, listamos as principais doenças de boca causadas pelo cigarro. Saiba mais


                                        
 Dia Nacional de Combate ao Fumo
(Foto: Divulgação)


No Dia Nacional de Combate ao Fumo, 29 de agosto, o cigarro, um dos produtos de consumo mais vendidos mundialmente, é colocado em discussão. Considerado um dos principais vilões da saúde e do meio ambiente, ele causa graves problemas, como doenças cardiovasculares, bucais, pulmonares, impotência sexual e infertilidade. Tendo conhecimento ou não, o fumante além de atingir seu próprio organismo, prejudica outras pessoas que convivem com ele, tornando-os um tabagista passivo. 


Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o fumo passivo, no ambiente de trabalho, mata ao menos 200 mil pessoas por ano no mundo todo e é a principal causa de morte evitável. Mundialmente, cerca de 5 milhões de pessoas fumantes morrem por ano. "O cigarro é um grande vilão da saúde e a nossa saúde começa pela boca. Muitos não sabem ou fingem que não sabem sobre as doenças que o cigarro pode causar", afirma a Dra. Aline Codina Polezzi, dentista clínico geral e especialista em ortodontia, pelo Instituto Paulista de Estudos Ortodônticos (IPEO).


Estudos da OMS comprovam que a fumaça do cigarro tem mais de 4,7 mil substâncias tóxicas, que também afetam a boca. Para esclarecer mais sobre o assunto, com ajuda da especialista, A VivaSaúde listou as principais doenças bucais causadas pelo tabaco. Confira:  


Halitose
Os produtos da combustão do tabaco são uma das principais causas de mau hálito, também denominado halitose. Os odores da fumaça inalada são expelidos durante a fala e a respiração. 


O uso de cigarro, charuto, cachimbo ou tabaco mascado (fumo de rolo), associado a uma má higiene da boca, da língua e à presença de doença periodontal, pode tornar o hálito extremamente desagradável. Outro agravante é a diminuição do fluxo salivar (boca seca) causada por essas substâncias, diminuindo a “limpeza” fisiológica do próprio organismo, aumentando a halitose do paciente.


Doença Periodontal

A doença periodontal é um processo inflamatório crônico da gengiva e/ou dos tecidos de suporte dos dentes, podendo levar à reabsorção óssea alveolar, ao aumento da mobilidade dental, à exposição das raízes e perda dos dentes. 


O uso do cigarro tem sido relacionado a prevalência e severidade da doença periodontal, principalmente em relação a inflamação e perda óssea. Fumantes têm maior acúmulo de placa que não-fumantes e que as bactérias presentes nessa placa são mais agressivas, podendo causar formas mais graves de doença periodontal. A severidade da doença periodontal está relacionada com a duração e a quantidade de cigarros fumados por dia. Portanto, tendo em vista todas essas alterações que o tabaco pode causar, é importante uma intervenção do dentista. 


Câncer de Boca


O câncer de boca é uma denominação que inclui os cânceres de lábio e de cavidade oral (mucosa bucal, gengivas, palato duro, língua oral e assoalho da boca). O câncer de lábio é mais freqüente em pessoas brancas, e registra maior ocorrência no lábio inferior em relação ao superior. 


"Infelizmente, um dos meus pacientes, de 71 anos, acabou falecendo devido a um diagnóstico errado de afta. Fumante desde os 14 anos, ele estava com uma lesão em assoalho de boca, o profissional que o atendia não soube diagnosticar e disse que era uma afta, indicando uma pomada para passar na região afetada. Um mês depois, sem a lesão regredir, vi que a "afta" já tinha 1,5 cm de diâmetro. O paciente  foi encaminhado pra um estomatologista, que fez a biopsia da lesão. O diagnóstico foi de câncer já em estágio avançado", conta a Dra. Aline.  


O câncer em outras regiões da boca acomete principalmente tabagistas e os riscos aumentam quando o tabagista é também alcoólatra. Dependendo do tipo e da quantidade de tabaco usado, os fumantes apresentam uma probabilidade 4 a 15 vezes maior de desenvolver câncer de boca do que os não-fumantes. Se a pessoa deixa de fumar esse risco diminui, mas somente após 10 anos sem fumar terá o mesmo risco de desenvolver a doença que uma pessoa que nunca fumou. Os fatores que podem levar ao câncer de boca são idade superior a 40 anos, consumo de álcool, má higiene bucal e uso de próteses dentárias mal-ajustadas.

Fonte: Revista Viva Saúde
por Marília Alencar

Aprenda a reconhecer os primeiros sintomas do câncer de mama

Se falamos de câncer, em qualquer de seus tipos, a primeira reação das pessoas geralmente é o medo. Claro que não se trata de uma doença “menor” em gravidade, mas atualmente as pessoas têm maiores probabilidades de tratarem e lidarem com o problema quando recebem o tratamento adequado.


É de vital importância o autoexame dos seios, que deve ser realizado periodicamente, desse modo será possível detectar qualquer anomalia na região e procurar por uma avaliação médica que avaliará se há gravidade ou não. Nem sempre essa avaliação indicará a presença de um câncer, mas a melhor opção é saber do que se trata o quanto antes.


Os homens também podem se prejudicados por essa patologia, mas como os casos ocorrem com maior frequência em mulheres devido à carga hormonal, é raríssimo ouvir sobre câncer de mama em homens, mas na realidade eles também estão vulneráveis a isso.


A seguir, mencionaremos os primeiros sintomas do câncer de mama. Mas, lembre-se, a intenção desse artigo não é gerar medo e estresse mas sim informar sobre sintomas e demais características para que o conhecimento seja o melhor aliado a quem, infelizmente, precise em algum momento lidar com a doença.


Dessa maneira, com conhecimento, as probabilidades de recuperação serão cada vez maiores, pois isso fará a diferença entre uma detecção tardia ou não.

Primeiros sintomas

Dentre os primeiro sintomas podemos mencionar os nódulos, que podem aparecer nos seios ou nas axilas. Para detectá-los devemos realizar o exame do toque nos seios, e considerar que esse autoexame deve ser realizado logo depois de terminar o período menstrual, pois antes e durante esse período os seios se inflamam e isso dificulta uma boa exploração.


O afundamento na região da pele dos seios ou do bico deve chamar sua atenção. Se a pele na região do bico do seio se tornar escamosa também será um sinal de alerta. Outro sinal é a saída de alguma secreção na região, mas é importante não se desesperar, pois alguns desses sintomas não dão a certeza da presença de um câncer.


Tendo em vista esses sintomas, caso algum se manifeste, o procedimento é bem simples. Devemos ser responsáveis por nossa saúde e procurar um médico para obter um diagnóstico exato, evitando a detecção tardia desse tipo de doença.


Para isso, é recomendável realizar revisões médicas periódicas, anuais ou semestrais, sempre a critério profissional.
Cancer-de-mama
A maioria das pessoas tem ou péssimo costume de procurar o médico apenas quando passam por um susto ou um mal-estar importante. Mas as visitas periódicas podem fazer a diferença entre a vida e a morte de um paciente. Muitas vezes uma doença é detectada nesse tipo de visita e não precisamente por algum sintoma alarmante.
Também é importante conhecer os fatores de risco que podem aumentar as possibilidades de que uma pessoa desenvolva um câncer.


Fatores de risco

Cancer-de-mama (1)
Dentre os fatores de risco podemos mencionar os seguintes:
  • O sexo. Pessoas do sexo feminino têm probabilidades maiores de desenvolverem um câncer de mama, como mencionamos anteriormente, a carga hormonal no organismo feminino aumenta as probabilidades.
  • A idade. A idade avançada também é um fator que aumenta a probabilidade de desenvolvermos a doença. O câncer de mama geralmente se desenvolve em mulheres a partir dos 45 anos, porém há casos de ocorrência em mulheres mais jovens.
  • Fatores genéticos, alterações ou defeitos genéticos hereditários também predispõem ao desenvolvimento da doença.
  • Outros fatores como a obesidade, o sedentarismo, a má alimentação, aumentam o risco de desenvolvermos câncer de mama.
  • O uso de pílulas anticoncepcionais e o consumo de bebidas alcoólicas aumentam o risco de acordo com a frequência e quantidade de uso.
Cabe destacar que, tanto os sintomas como os fatores de risco do câncer de mama podem ser muito relativos. É possível que uma pessoa seja diagnosticada com o problema sem ter apresentado nenhum sintoma prévio, também existe a possibilidade de que uma pessoa com fatores de risco muito acentuados não apresentem alterações.


Da mesma forma, é importante conhecer os primeiros sintomas e os fatores de risco para que perante qualquer anomalia, recorramos a um profissional que realize a avaliação correta. O diagnóstico precoce pode salvar a sua vida!

 Fonte: http://melhorcomsaude.com/aprenda-reconhecer-os-primeiros-sintomas-cancer-de-mama/

Você acorda com um sabor amargo na boca?

Talvez você já tenha passado por isso alguma vez, se levantar pela manhã e sentir um sabor entre ácido e amargo na boca. Por que isso acontece? É mais comum do você pensa, mas não é nada grave, em certas ocasiões é indicativo de: má alimentação, acumulação de bactérias, entre outros. Explicaremos mais adiante para a sua tranquilidade.


A simples realidade é que quase todos nós levantamos com um sabor estranho na boca, nossa língua acumula uma série de bactérias armazenadas durante a noite que provocam esse mau hálito, algo que incomoda em especial quando acordamos junto com nosso parceiro. É normal, mas os médicos dizem que, em certos casos, este mau hálito/sabor estranho pode estar por trás de algum tipo de doença.

Causas do mau hálito pela manhã

mañanas

Bactérias

Esse sabor ácido e amargo é habitualmente produzido por bactérias anaeróbias, que estão atrás da língua e secretam pequenas quantidades de enxofre. Se pelo dia não temos esta incômoda sensação é porque a saliva a faz desaparecer, destrói essas partículas de enxofre, mas pela noite, a produção de saliva reduz drasticamente e estes elementos ficam na nossa língua causando este sabor desagradável. É algo que acontece com todas as pessoas.


Sinusite

A sinusite torna a mucosa nasal mais sensível, o que a faz liberar várias secreções. A mucosa nasal é rica em proteínas e proporciona um bom alimento para as mesmas bactérias que mencionamos antes. Essas se multiplicam e aparecem em maior quantidade, e por isso seguem produzindo mais enxofre originando esse sabor ruim na boca.

O esôfago

Você pode sofrer com acidez no esôfago caso o tenha inflamado. A digestão fica mais difícil. Esta acidez alimenta novamente as bactérias de nossa língua, e o sabor será especialmente ácido.

Problemas no fígado

Já sabemos que o fígado cumpre a função essencial de limpar nosso organismo de toxinas, de elementos nocivos e prejudiciais, além de cumprir outros mecanismos essenciais na metabolização de enzimas. Mas, pode acontecer que, de repente, exista algum problema e um dos sintomas é precisamente esse sabor amargo pela manhã.

Icterícia

A icterícia aparece quando temos algum problema na hora de metabolizar a bilirrubina, uma disfunção associada, por sua vez, com o fígado, que produz alterações nos glóbulos vermelhos derivando depois em uma série de problemas em nosso organismo. Os sintomas mais evidentes são a cor de pele amarelada, assim como um sabor amargo na boca que aumenta pela manhã.



  • Remédio para evitar o sabor amargo pela manhã

    Remolacha
    O melhor,sem dúvida, é recorrer a alimentos que nos ajudem a desintoxicar o corpo. Para isso seria conveniente realizar as seguintes ações:
  • Começar o dia comendo um dente de alho em jejum. Se o consumo for constante, nos beneficiaremos do maior desintoxicante natural que existe. Não deixe de testá-lo.
  • Um suco desintoxicante para jantar: lembre-se que esta simples receita deverá ser tomada durante a janta por, pelo menos, 8 dias seguidos no mês. Ingredientes: uma beterraba, um dente de alho, o suco de meio limão, um raminho de salsinha e uma colherzinha de mel. Leve todos os ingredientes ao liquidificador e bata até ficar bem homogêneo. O suco ajudará a limpar o corpo, eliminar toxinas e bactérias, e tirar o sabor ruim da boca. Experimenta!
Fonte: Melhor Com Saúde

quinta-feira, 28 de agosto de 2014

13 segredos para salvar as suas unhas

Conheça soluções simples e práticas para exibir unhas bem cuidadas e bem pintadas.


Deixe as unhas sem esmalte por dois dias antes de aplicar uma nova cor.
Foto: JuNi Art/Thinktock/Getty Images


1. Massageie as unhas
Faça pequenas sessões de massagens diárias, usando óleo de cravo-da-índia, ingrediente bom para amaciar as cutículas.

2. Alimente-se bem
Dê preferência a alimentos ricos em ferro e proteínas, como carne, leite e queijo, e vitamina A, presente no espinafre, na couve e na sardinha.

3. Modere o removedor
Use removedor de esmalte apenas uma vez por semana, para evitar que suas unhas fiquem ressecadas, frágeis e quebradiças.

4. Evite acetona
Retire o esmalte com removedores específicos, que contêm substâncias hidratantes e são melhores que a acetona.

5. Corte as unhas em formato oval
É o melhor para unhas fracas, porque quebra com menos facilidade.

6. Evite encravar
Para evitar que a unha encrave, não corte a beirada.

7.  Não lixe depois do banho
  Elas ficam mais sensíveis e podem quebrar com muita facilidade.

8. Lixe a superfície das unhas
Pelo menos uma vez por mês, lixe também a superfície das unhas, bem delicadamente e com a parte mais fina da lixa, para retirar as impurezas e as células mortas.

10. Use óleo para evitar ondulações
Para deixar a superfície das unhas sem aquelas ondulações ou descamações, passe um pouco de óleo secante ou óleo de cravo.

11. Sem manchas brancas
Acabe com as manchas brancas das unhas aplicando óleo de cravo diariamente nelas, até que os pontinhos manchados desapareçam por completo. Durante esse período, é melhor deixar o esmalte de lado.

12. Faça a unha respirar
Deixe o esmalte nas unhas por no máximo cinco dias, para evitar que elas fiquem fracas e sem vida.

13. Proteja com óleo
Pingue óleo secante para proteger as unhas. Depois, massageie uma por uma e lave-as em água corrente. Só depois é que você deve aplicar o esmalte.


Reportagem: Fernanda Cury - Edição: MdeMulher
 Conteúdo ANAMARIA
Fonte: MdeMulher

Menino de 8 anos tem as mãos gigantes e intriga medicina

Por conta da anomalia, ele deixou de frequentar a escola. "Assustava os outros alunos e eles me batiam", contou ao "Mirror".

Os pais do garoto procuram ajuda médica especializada, mas nenhum médico conseguiu identificar as condições que levam o garoto a ter as mãos gigantes (Foto: Reprodução/Mirror)

 

Fonte-yahoo.com.br
Via Lucineide Medeiros