terça-feira, 7 de outubro de 2014

Cantar ajuda a combater doenças pulmonares

O ditado diz: "Quem canta, os males espanta", e uma pesquisa realizada pela USP comprovou que é mesmo verdade, pelo menos se tratando das doenças pulmonares! Veja

Texto: Sílvia Dalpícollo / Foto: Shutterstock / Adaptação: Clara Ribeiro


Cantar faz bem aos pulmões!
Foto: Shutterstock




É isso mesmo. Soltar a voz com frequência melhora a qualidade de vida e ainda ajuda a preservar a pressão expiratória em pessoas com doenças pulmonares obstrutivas crônicas (DPOC).


O estudo, conduzido na Universidade de São Paulo (USP), teve a análise de 43 pessoas portadoras de DPOC divididas em dois grupos: o primeiro realizava aulas de cantos semanais, enquanto o outro participava de práticas manuais.


Antes de ingressarem nas atividades e depois de passarem por 24 aulas, os participantes foram avaliados pelos pesquisadores. Os alunos de canto, segundo os resultados, sinalizavam melhora nos sintomas de falta de ar e redução do volume de reserva expiratória (usado quando aumenta o volume de ventilação), ao final de cada aula.


A conclusão dos autores do estudo é que o canto pode ser um bom complemento à terapia convencional, já que a atividade é bem tolerada aos pacientes e ainda oferece benefícios no funcionamento pulmonar e na qualidade de vida.



Nenhum comentário:

Postar um comentário