sábado, 25 de outubro de 2014

Piolho chato: prevenção do piolho pubiano é feita com higiene íntima adequada e hábitos de sexo seguro

Infestação pubiana pode afetar também outros pelos do corpo


Faz parte dos cuidados de higiene manter a depilação em dia. Isso quer dizer, tirar os pelos na marca do biquíni e aparar o restante com a tesoura. Isso ajuda a manter a área limpa, mas ao mesmo tempo, sem tirar tudo, mantemos a proteção que os pelos proporcionam à região íntima. 


Pediculose do púbis, também conhecida como piolho chato, é geralmente transmitida sexualmente e pode se estender para além da região pubiana, envolvendo outras áreas do corpo, incluindo os cílios (pediculose ciliaris). O Phthirus púbis, também conhecido como o piolho caranguejo, é o organismo responsável. 


O piolho caranguejo geralmente é transmitido durante o sexo. Com aumento da liberdade sexual, em muitas sociedades houve aumento da sua disseminação. Adolescentes e jovens adultos são mais comumente afetados.
Transmissão via contato com roupas, toalhas e lençóis também pode ocorrer, mas parece ser menos comum. O Phthirus púbis gravita em direção a ambientes quentes e não está adaptado a rastejar em superfícies lisas, fazendo com que a infestação por um assento sanitário seja improvável. 


A história sexual completa e rastreio de outras doenças sexualmente transmissíveis é justificada em pacientes com pediculose púbica. Em um estudo de 121 indivíduos com esta doença, por exemplo, 31% tinham outra doença sexualmente transmissível. 


O piolho caranguejo é arredondado, parasita atarracado, com 0,8 a 1,2 mm de comprimento, translúcido e difícil de ver a menos que esteja cheio de sangue a partir de uma alimentação recente. Quatro de suas seis pernas terminam em garras de caranguejo proeminentes, que são adaptadas para agarrar e segurar firmemente pelos do corpo. 


A coceira é a queixa principal em adultos, principalmente na região pubiana, mas também nas axilas. Em indivíduos peludos, nenhuma área com pelos está imune a um envolvimento. O couro cabeludo é poupado na maioria dos casos, mas é ocasionalmente envolvido em indivíduos com cabelo grosso e/ou crespo. 


Algumas doenças que também afetam as áreas pubiana e axilar podem ser confundidas com pediculose, portanto a avaliação médica adequada é indispensável para diagnóstico e tratamento corretos. 


Os parceiros ou parceiras sexuais devem ser tratados ao mesmo tempo que o paciente para evitar a reinfecção cruzada. Contatos domiciliares não-sexuais não precisam ser tratados se não há sinais de infestação. 

 A depilação completa não é recomendada para a prevenção. Apesar de diminuir o risco de adquirir chatos, a depilação íntima total favorece outras infecções. Portanto, o ideal é manter a depilação na marca do biquíni e aparar os pelos com tesoura. Além de banhos diários, uso de preservativos e ter vida sexual saudável. Manter uma boa higiene na área íntima e uma vida sexual saudável é suficiente para tentar evitar esse tipo de infecção. 


ARTIGO DE ESPECIALISTA
foto especialista
Barbara Murayama Ginecologia e obstetrícia

Fonte: Minha Vida

Nenhum comentário:

Postar um comentário