sábado, 31 de outubro de 2015

Será que você conhece mesmo o câncer de mama?

O Outubro Rosa pode ter terminado, mas sempre é tempo de se conscientizar sobre essa doença. Em uma pesquisa realizada pela empresa Harris Poll com apoio da farmacêutica Pfizer e com a participação de mais de 5 mil adultos de cinco países da América Latina, 40% dos brasileiros entrevistados disseram que a metástase raramente ocorre em pacientes com tumores de mama. 


Porém, a condição, caracterizada pela disseminação do câncer para outros órgãos, é relativamente frequente nas pacientes. Até 30% das mulheres com a doença apresentam metástase. Os equívocos que o estudo flagrou, como esse, fazem parte da realidade de muitas pessoas que ainda não recebem informações precisas sobre a patologia. Só 29% dos brasileiros disseram que é possível ter fácil acesso a orientações confiáveis sobre o câncer de mama.
A falta de diálogo também é uma grande questão: 29% dos entrevistados acreditam que pacientes com a doença em estágio avançado não deveriam discutir o problema com os familiares e amigos, apenas com o médico. O que você acha?

Revista Saúde É Vital

Alho contra o câncer de mama


A alicina, fitoquímico contido no tempero, é a responsável pelo aroma de comida caseira que você conhece. Mas suas propriedades vão além: ela tem ação antiviral, antibiótica e ainda é uma aliada contra o câncer de mama



Quando preparamos algum alimento e fritamos alho para temperá-lo, o cheiro que sobe no ar agrada muita gente. Além de dar sabor e exalar um aroma gostoso, é um aliado e tanto para a saúde, e a responsável por muitos de seus benefícios (e pelo cheiro de comida caseira) é a alicina. Esse fitoquímico presente no alho tem ação anti-inflamatória e hipotensora, e também ajuda no controle do colesterol. Possui ainda função antibiótica, auxiliando no combate a infecções causadas por micro-organismos; é um potente antifúngico, prevenindo ou inibindo a proliferação de fungos. Some-se a ação antiviral, que auxilia no combate de infecções causadas por vírus. Ou seja, é muito mais do que um aroma a mais no alimento de cada dia.



De acordo com Gabriela Forte (SP), nutricionistaclínica, “a maior ação da alicina está em sua potente atividade antioxidante, inibindo os radicais livres, amenizando o envelhecimento celular e diminuindo o risco de alguns tipos de câncer”. O efeito protetor do alho aparece em um relatório do Instituto Americano de Pesquisa para o Câncer (AICR), que afirma que a maior exposição ao alimento diminui o risco de tumores, por isso os especialistas sugerem mantê-lo na dieta e até aumentar o consumo em alguns casos. Preferencialmente, o alho deve ser ingerido cru, já que a alicina é degradada como aumento da temperatura. “Por exemplo, no molho tipo pesto, patê de alho ou picadinho sobre a salada”, exemplifica a nutricionista e pesquisadora em saúde pública da Sociedade Brasileira de Alimentação e Nutrição (SBAN), Daniela de Assumpção.


Consumo diário
Nosso corpo tem capacidade de absorção seletiva, por isso a vantagem de usar o nutriente no dia a dia, já que ninguém vai conseguir comer uma vez por semana um quilo de alho. “Quando for amassado vai liberar alicina na boca, e se conseguirmos engolir um dente inteiro, não dá mau hálito. De forma rotineira, dá para levar”, afirma o nutrólogo Celso Cukier, do Hospital Samaritano (SP).

Não existe um consenso sobre a recomendação diária de alho para consumo, mas o Ministério da Saúde do Canadá assim como a Comissão da Agência Federal Alemã de Saúde sugerem que a ingestão de 4 g de alho cru (1 dente pequeno de alho) ou 8 mg de óleo essencial (duas ou três cápsulas) seja suficiente para a prevenção de fatores de risco cardiovascular. Já a American Dietetic Association indica o consumo de 600 a 900 mg de alho por dia, o que equivale a um dente de alho cru. Deve-se aguardar de cinco a dez minutos antes de ingerir após ser amassado, porque é nesse período que ocorre um aumento na disponibilidade da alicina.

Varie na ingestão 
De acordo com o nutrólogo do Hospital Samaritano não há estudos que mostrem o efeito tóxico em altas doses, e já que o alho só faz bem, inclua-o diariamente em sua dieta, seja no arroz e feijão de todo dia, seja no tempero de carnes, frangos, vegetais cozidos e também na salada; além de fazer bem à saúde, a comida ficará com um sabor agradável. Por outro lado, o médico Cukier afirma que é preciso estar atento ao efeitos farmacológicos do nutriente. Isso porque, à primeira vista, pode parecer que a alicina é um fitoterápico milagroso. “É bom comer o alho? Sem dúvida. Mas temos que diferenciar a profilaxia, que é a inserção da substância no dia a dia, dos efeitos da alicina no corpo. Dentro de uma dieta saudável, o alho colabora para termos uma dieta melhor”, explica o especialista.


O fator boa alimentação
O nutrólogo acrescenta que ainda não há evidências científicas que comprovem que grandes doses de alicina possam ser capazes de controlar os radicais livres, mas alguns experimentos mostraram que a substância produz um efeito anti-inflamatório contra algumas doenças. Cukier faz ainda uma ressalva: no caso de um hipertenso, por exemplo, não é indicado para substituir o medicamento por altas doses do alimento. “Ele é um tratamento auxiliar.” A nutricionista Gabriela Forte afirma que já é reconhecida a ação do alho no combate ao câncer, principalmente relacionada à presença da alicina.“Esse benefício parece ter relação com vários mecanismos incluindo a proteção hepática contra substâncias carcinogênicas, o aumento do reparo do DNA e a redução da proliferação celular”, explica a nutricionista Gabriela Forte.
Já o médico Cukier, do Hospital Samaritano,diz que não só o alho, mas a boaalimentação de forma geral auxilia na prevençãodo câncer. “Vários vegetais in naturaauxiliam. Cada vez mais se estimulaesse tipo de orientação, a população acabacomendo melhor e o nível de câncer temimpacto positivo. Não é o alho sozinho, o tomate sozinho, as folhas verdes sozinhas, é o conjunto de vegetais”, conclui. 


De acordo com um relatório do AICR, o alho provavelmente diminua as chances de alguém desenvolver câncer colorretal, por isso, o órgão sugere incluir o alimento como parte de uma dieta balanceada e predominantemente baseada em vegetais. Ainda segundo o instituto, os componentes do alho, entre eles a alicina, têm a capacidadede retardar ou impedir o crescimento de tumores na próstata, na bexiga e no tecido do estômago. Uma recente pesquisa feita pela Escola de Farmácia da Universidade Sungkyunkwan, na Coreia do Sul, mostrou que a alicina induza apoptose (autodestruição celular) em várias células cancerígenas e inibe o crescimento de tumores. Assim, a alicina também poderia ser útil para evitar a progressão do câncer de mama, inclusive.

 Fonte: Revista Viva Saúde -Texto Bábara Louise / Foto: Shutterstock  / por Marília Alencar

Conheça os alimentos e hábitos que são os verdadeiros vilões da gastrite

O que você come, faz e até a forma de pensar podem colaborar ou piorar as crises de gastrite


A gastrite é uma inflamação, infecção ou erosão do revestimento do estômago, que pode durar pouco tempo ou progredir por meses e anos. Os principais sintomas são dores abdominais, principalmente na região do estômago, perda de apetite, náuseas, vômitos, queimação e azia, que causam extremo desconforto para quem está com o problema. Justamente por esta razão é importante conhecer o que pode estar desencadeando ou intensificando o quadro, para assim prevenir que as crises piorem ou voltem. Conheça 13 fatores que podem estar piorando a sua gastrite:


Ficar em jejum

Sabe quando você acorda com aquela dor no estômago que simplesmente não passa, que lembra um enjoo, ou quando no decorrer do dia ela surge, vai piorando e você decide não comer? Então, "o jejum prolongado pode desencadear a dor de estômago, que é o principal sintoma da gastrite", afirma Maira Marzinotto, gastroenterologista da Rede de Hospitais São Camilo de São Paulo. O ideal é comer alimentos saudáveis, com pouca gordura e de fácil digestão a cada três ou quatro horas, além de não pular refeições.



Cafeína

"Apesar de não haver comprovação científica de que a cafeína desencadeie crises de gastrite, ela é um agente irritativo do trato intestinal em qualquer quantidade, então ela deve ser evitada por pacientes com gastrite", diz a gastroenterologista do dr. consulta Paula Ferreira Lacerda. A cafeína está presente no café, chás, refrigerantes, chocolates e entre outros.



Bebidas alcoólicas e cigarro

Qualquer bebida alcóolica - fermentada, destilada e até o vinho - pode piorar os sintomas da gastrite. Logo, durante as crises o seu uso é completamente desaconselhado e, depois de passados os sintomas, se quiser beber, é bom que o faça com muita cautela. "Quanto ao cigarro, existem inúmeros componentes na formulação que são agressivos ao estômago, como a própria nicotina e o alcatrão. Caso se consiga parar de fumar e beber, a gastrite tende a melhorar muito", diz Maira.



Estresse, ansiedade e depressão

O estresse, a ansiedade e a depressão também podem estar relacionados ao aparecimento dos sintomas da gastrite, além da própria gastrite nervosa. "Os três problemas são grandes fatores desencadeadores de crises de gastrite, uma vez que todo o trato gastrintestinal é interligado com o sistema nervoso central, assim, reações de estresse, ansiedade e até depressão podem influenciar e agravar os sintomas", explica Paula. "Com certeza eles podem influenciar nos sintomas da gastrite, mas são mais relevantes causas como a alimentação, hábitos de vida, tendência genética e infecção bacteriana - que também podem estar presentes nos quadros de ansiedade, estresse e depressão", afirma o psiquiatra Ivan Mario Braun.



Evite alimentos ácidos

Alimentos ácidos também compõe a lista dos "vilões" para quem tem gastrite. Isso acontece porque "a gastrite pode ter relação com a quantidade de ácido dentro do estômago. No momento em que ingerimos algum alimento ácido, esse se junta ao suco gástrico, composto principalmente de ácido clorídrico, e pode agravar uma inflamação já existente", explica Maira. Dentre os alimentos ácidos estão as frutas cítricas, como o limão, a laranja e o abacaxi, mas um simples tomate também pode interferir. 


Fuja de frituras e embutidos

Os alimentos gordurosos, como as frituras e os embutidos (linguiça e salsicha, por exemplo) podem piorar os sintomas e causar a sensação de estar "cheio", como se o alimento estivesse parado, um quadro de má digestão. "Os alimentos gordurosos demoram mais tempo para serem digeridos e também demandam mais enzimas para a digestão, o que causa estes sintomas. Os embutidos, além disto, têm muitos conservantes que irritam o estômago e alteram a sua motilidade, portanto devem ser evitados também", orienta Paula. Para saber mais sobre a dieta para quem tem gastrite clique aqui


Temperos para evitar

Sim, um simples tempero ou condimento pode estar desencadeando os sintomas da sua gastrite. Se destacam entre estes temperos os apimentados, com excesso de alho ou de cebola, pimentão e os bastante ácidos, como os que contém limão. Isso porque "são alimentos que irritam a mucosa (parede) do estômago, potencializando a inflamação, mas atenção, geralmente eles não são os causadores da gastrite - que é a inflamação da mucosa gástrica -, mas podem piorar o quadro e os sintomas", afirma a gastroenterologista Maira.


Chicletes e balas

Pessoas que já têm predisposição a desenvolver gastrite podem ter esse sintoma agravado ou desencadeado quando mascam chicletes ou balas. Isso porque a digestão começa pela boca, na própria mastigação antes de engolir os alimentos, o que já prepara o trato gastrointestinal para receber a comida. "No caso do chiclete, a digestão é desencadeada mas não utilizada, portanto expõe a mucosa do estomago, esôfago e intestino à acidez e enzima, o que pode piorar os sintomas dispépticos", afirma Paula.

Fonte: Minha Vida -  POR JÉSSIE PANEGASSI

quinta-feira, 29 de outubro de 2015

'Milagre' de grávida em coma salva a vida de bebê

                                                   Reprodução

  Pode a relação entre uma mãe e um filhos ser muito maior do que coisas que a ciência possa explicar? Essa é a sensação ao se descobrir o que aconteceu com uma grávida da Inglaterra.

A gestação de Colvina Jolina, de 27 anos, terminou em um período muito conturbado. Após desmaiar no chão de casa, ela foi levada a um hospital, no qual foi diagnosticada com acidente vascular cerebral. As chances de sobreviver do bebê eram mínimas.

Para piorar a situação de mãe e bebê, Colvina entrou em coma poucos minutos depois de dar entrada no hospital. Com isso, as chances de sobrevivência da criança, informaram os médicos, caíram para 10%. Então começou o 'milagre' da mãe.

Mesmo totalmente inconsciente, ela conseguiu mover seu braço até a barriga. Assustados, familiares acionaram os médicos e descobriram que os batimentos cardíacos da mãe estavam caindo e deixando o bebê sem oxigênio. A equipe, então, decidiu por uma cesariana de emergência.

                                             Reprodução

 Durante todo o período do parto, Colvina estava inconsciente. Por terem notado no tempo exato a queda nos batimentos, os médicos conseguiram salvar o bebê, que ficou alguns dia na UTI neonatal. Uma semana depois, mãe e filha foram transferidas para um outro hospital.

Ao acordar, alguns dias depois do parto, Colvina voltou a surpreender os médicos ao afirmar que sabia que já tinha dado à luz Maia. Uma semana após o parto, então, finalmente mãe e filha se conheceram. Médicos não sabem explicar o porquê dela ter conseguido se "expressar", mas garantem que se não fosse o ato da mãe esse encontro nunca teria ocorrido.

Base com formol realmente ajuda a fortalecer as unhas?

Entenda como elas funcionam e os malefícios de quando ela é má indicada



É mais fácil encontrar uma mulher que reclame de que suas unhas estão quebradiças e fracas do que uma que esteja satisfeita com unhas fortes e compridas. Se essa queixa já é frequente no consultório do dermatologista, imagine nas manicures e podólogas. Se você for à manicure e disser que as suas unhas são fracas, fininhas, quebram ou não crescem, as suas chances de ganhar uma base com formol são de mais de 90%. 


Isso porque a base de unhas com formol tem seu uso extremamente disseminado entre as mulheres. Receitinhas caseiras são muito populares na internet, blogueiras, revistas femininas etc. Com a manicure não é diferente. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) permite o uso de formaldeído em concentrações até 5% com a função de base fortalecedora para as unhas e, em quantidades menores, como conservantes de vários cosméticos (concentração de 0,2%), então não é necessário ir ao dermatologista para obter uma receita deste produto, sua venda é livre! 


Mas será que isso realmente funciona em todos os casos de unhas fracas? A resposta é não. O formaldeído é uma substância que causa muita alergia e essa é a primeira contraindicação dele: não deve ser usado por pessoas que são alérgicas a ele ou a esmaltes em geral. Ele é utilizado em baixas concentrações em diversos esmaltes e é a principal causa de alergia ao esmalte, perdendo apenas para o tolueno (outro componente que pessoas alérgicas devem ficar longe). 


Além disso, para entender os casos em que ele é indicado, é importante entender como ele funciona: ele aumenta a ligação das proteínas (queratinas) que formam as unhas, enrijecendo-as, ou seja, ele torna as unhas mais duras. E faz isso à custa de água, desidratando as unhas. O seu uso é, portanto, indicado apenas nos casos de unhas amolecidas. Esse quadro nem é tão comum, mas acontece com unhas que ficam hidratadas além do normal, como quando saímos de um banho prolongado ou de uma piscina. Esta seria a única indicação precisa para o uso do formol. Neste caso usamos na concentração de 5% e com sucesso. 


Em todos os outros casos, o uso da base com formol só acentua o problema de fragilidade das unhas, porque desidrata, ou seja: rouba a água dessa estrutura. Elas ficam endurecidas, mas muito quebradiças. A piora do quadro geralmente é seguida pelo aumento do uso da base com formol, às vezes até em concentrações acima dos 5% permitidos, com a intenção de reverter o quadro. As mulheres não sabem que é o formol que está causando o problema, acreditam que ele seja a solução e entendem que a origem das unhas fracas esteja em sua alimentação. 


Um terceiro problema que o uso crônico do formol pode trazer é o aparecimento de uma pele dura embaixo das unhas que impedem o corte sem dor. A pessoa é obrigada a deixar as unhas mais compridas do que gostaria, pois sente dor e apresenta sangramento ao cortá-las curtas. O uso muito prolongado do formol pode, ainda, tornar as unhas amareladas ou doloridas.
Minha dica de hoje é muito simples: se as suas unhas estiverem fraquinhas, procure um dermatologista e pare de usar base com formol por conta própria. Ela pode estar te prejudicando em vez de te ajudar. 


Dra. Tatiana Gabbi
Dermatologia - CRM 104415/SP

especialista minha vida 
Fonte: Minha Vida

7 fatos sobre o ciúme que toda mulher deve entender para lidar melhor com ele

O ciúme é um sentimento bastante natural e comum a todos, em maior ou menor grau. Em um relacionamento a dois, no entanto, encarar o ciúme como sinônimo de amor nem sempre é a melhor saída, já que ele pode transformar o namoro em um verdadeiro pesadelo e te deixar refém de uma situação que raramente tem um final feliz. Conheça fatos sobre o ciúme que toda mulher deve entender para lidar melhor com ele:


1. Autoestima: quem exagera no ciúme geralmente vive conflito de autoestima e autoimagem. Por não sentirem muita confiança em si próprio, acabam sempre vivendo sob o medo de não ser bom o suficiente para manter o parceiro.

2. Autossuficiência: pessoas que confiam em si mesmas e entendem que são capazes de viver bem sozinhas e de forma independente não costumam sofrer com ciúme porque entendem que a relação saudável se baseia na união de um par que, em vez de dividir, multiplica.

3. Ciúme obsessivo: apesar de sempre estar desconfiada e, muitas vezes, até fazer cenas e escândalos, quem sofre de um ciúme obsessivo, no fim, até consegue perceber que exagerou em determinada reação.

4. Ciúme delirante: por outro lado, quem vive um ciúme chamado de delirante acredita sempre que está sendo enganado e não consegue enxergar que o que sente muitas vezes é fantasioso. Normalmente são incapazes de dialogar de forma tranquila e consciente sobre o sentimento.


5. Ciúme doentio: o sentimento é resultado de inseguranças que, apesar de serem transferidas ao companheiro, devem ser resolvidas internamente. Antes de mais nada, a pessoa deve tentar entender se a possessividade foge do controle identificando 15 sinais de que você é ciumenta demais.

6. Competitividade: um dos exemplos claros de que o ciúme nem sempre está ligado ao amor é quando o sentimento nada mais é do que uma verdadeira disputa de poder entre os parceiros. A necessidade de controlar, reprimir e se sentir dono da situação é maior do que propriamente o medo de ser traído.

7. Tratamento: buscar orientação profissional é importante para controlar o ciúme. Tratamento psicoterapêutico, principalmente na abordagem cognitivo comportamental, pode ser realizado em sessões tanto individuais, quanto em grupos, e trabalha questões como autoestima e segurança emocional.

Fonte:  https://www.blogger.com/  por Paulo Nobuo

Você dá a importância que o seu fígado merece?

O fígado é aquele órgão que pouca genta dá alguma importância. Porém, o fígado é um dos órgãos mais importantes para a digestão, e deve sim ser tratado com muito carinho (não somente quando dá problema!).

Funções do fígado

O fígado tem a importante função de metabolizar e armazenar nutrientes, que só ficam prontos para serem absorvidos pelo organismo após esse processo. Além de fazer todo processo de digestão o fígado ainda tem várias funções:

  • Armazenamento das vitaminas A, B12, D e E, e de alguns minerais, como o ferro e o cobre.
  • Destruição das hemácias velhas ou anormais
  • Emulsificação de gorduras no processo digestivo, através da secreção da bile
  • Armazenamento e liberação de glicose
  • Síntese de proteínas do plasma
  • Síntese do colesterol
  • Produção de gorduras (Lipogênese)
  • Produção de precursores das plaquetas
  • Conversão de amônia em ureia
  • Purificação e destoxificação de várias toxinas
  • Desintoxificação de muitas drogas (incluindo álcool)

Vamos cuidar do nosso fígado?

Para manter a saúde do fígado, é recomendado diminuir a ingestão de gorduras e carboidratos. Além disso, é importante aumentar a quantidade de cálcio, encontrado principalmente nas folhas verdes e em grãos como a chia. Outra dica importante é evitar ao máximo o consumo de bebidas alcoólicas.

Alimentos para o Fígado

Os principais: verduras, legumes, frutas e cereais integrais. Além de fibras, esses alimentos trazem ao organismo vitaminas e sais minerais que são essenciais para o processo de desintoxicação que ocorre no fígado.

Certas substâncias favorecem a fluidez da bile, facilitando seu transporte para fora do fígado, onde será utilizada no processo de metabolização das gorduras. São elas: colina (encontrada na lecitina de soja e no fígado de boi), a betaína (encontrada na beterraba), a metionina (cereais integrais), a vitamina B6 (nozes, gérmen de trigo, lentilha), ácido fólico (feijão, pão integral, brócolis, tomate e espinafre), vitamina B12 (salmão e ovos).

Outros compostos facilitarão a desintoxicação realizada pelo fígado. É o caso do betacaroteno (vegetais de tonalidade amarelo/alaranjada e verdes-escuro), da vitamina C (frutas cítricas), da vitamina E (óleos de gérmen de trigo ou girassol, oleaginosas, como a castanha-dobrasil, a amêndoa e a avelã) e das vitaminas do complexo B (atum).


Receita de Suco para o Fígado

Que tal um suco delicioso e feito especialmente para cuidar do seu fígado? Segue a receitinha…


Ingredientes
  • Maçã (2 unidades )
  • Couve (2 folhas grandes ou 4 pequenas)
  • Semente de girassol descascada (2 colheres de sopa)
  • Suco de limão (1 unidade )
  • Hortelã e água
Modo de preparo
Lavar bem a maçã e as folhas de couve. Cortar a maçã ao meio e retirar somente as sementes, pois na casca existem muitas propriedades funcionais que podem ser aproveitadas. Adicionar todos os ingredientes no liquidificador e bater até não restar pedaços sólidos. Se preferir, você pode coar. Seu fígado agradece! 

Fonte: Beleza e Saúde

quarta-feira, 28 de outubro de 2015

Será que temos menos de cinco sentidos?

Pergunte a qualquer criança em idade escolar quantos sentidos nós temos e ela vai responder prontamente “Cinco!” – visão, audição, olfato, paladar e tato. Porém, o neurocientista Don Katz acha que isso pode estar errado. A resposta correta, diz ele, é mais provável que seja um.
Por quase uma década, Katz, que é professor de psicologia, vem pesquisando em ratos a interligação entre cheiro e gosto. Em 2009, ele mostrou que quando os ratos perdem a capacidade de sentir gosto, eles também têm o sentido do olfato alterado. Dois anos depois, ele publicou um artigo sugerindo que ratos dependem tanto do cheiro quanto do gosto para determinar de quais alimentos eles gostam.


Em um artigo publicado recentemente na revista “Current Biology”, o pesquisador mostrou o que acontece quando você desliga o sentido de gosto de um rato. Usando uma sonda óptica, ele apagou as células cerebrais no córtex olfativo principal do animal que processam os sinais de gosto da boca. Houve um impacto imediato sobre os padrões de disparo dos neurônios que lidam com o cheiro. Na verdade, os neurônios do cheiro foram transformados de tão forma radical que o rato já não podia reconhecer odores familiares.

Sentidos: sistema conectado

Estas conclusões sobre a interdependência do paladar e do olfato levaram Katz a especular que eles são um único sentido – o que ele chama de “chemosensory system”. “O gosto das coisas depende de uma série de outros fatores além do que o que está na língua”, explica Katz. “Nós acreditamos que o gosto e o cheiro são parte de um sistema grande, com duas portas, a boca e o nariz”.
Outros pesquisadores têm mostram que o som, tato e visão também são inextricavelmente ligados. Isto leva à grande hipótese de Katz: todos os nossos sentidos pertencem a um único sistema. Ou seja, ele acredita que temos apenas um sentido. Seria sem sentido, por exemplo, falar do sabor dos alimentos, porque “gosto” seria tanto uma função do que você sente em sua língua, quanto do que você vê, sente, cheira e ouve. De acordo com ele, nós não saboreamos a comida, e sim, temos uma experiência com os alimentos.


Katz compara o cérebro a um computador alimentado com uma imensa quantidade de dados para que ele possa gerar uma única descoberta, simplificada. Para a execução do programa, a informação deve ser recolhida através de todos os sentidos. Mas nós não percebemos isso. Estamos apenas cientes do resultado final do programa, que é a ilusão de que apenas um sentido é responsável pelo que nós experimentamos.
Tudo isso ainda não foi provado. Katz planeja continuar trabalhando com o paladar e o olfato em ratos, e planeja que a sua pesquisa continue avançando gradual e metodicamente. Porém, em algum lugar em um futuro não tão distante, podemos finalmente ter uma grande teoria unificada dos sentidos.[Medical Xpress]

Fonte:   http://hypescience.com/  por   Autor: Jéssica Maes

De luto, cão é flagrado deitado no local onde sua dona foi atropelada

                                           Reprodução/Twitter


Cada vez menos podem existir dúvidas sobre a lealdade dos cachorros. Um caso que ocorreu nos Estados Unidos prova que eles realmente são nossos melhores amigos.

Foi na Flórida que o cachorro Paco viveu durante toda sua vida ao lado de Kelly, sua dona. Um acidente inesperado, no entanto, acabou vitimando de maneira fatal a norte-americana.

Na última sexta-feira (23), a mulher de 42 anos foi encontrada morta atropelada em uma rua próxima à sua casa, em Jacksonville. Como ela vivia apenas com Paco, o cão ficou sem casa e sozinho.

Horas depois, a polícia voltou a ser chamada para o mesmo local da tragédia. O motivo, agora, era Paco. Desde a morte de sua dona o cachorro estava deitado no mesmo local em que ela havia morrido.

                                         Reprodução/Twitter

 A situação só passou a ser resolvida depois que os vizinhos notaram que se tratava do cachorro de Kelly. Com isso, fizeram uma campanha na internet para localizar pessoas da família que pudessem resgatar o cão.

Por conta da campanha a família ficou sabendo de Paco após os trâmites do enterro e o tirou das ruas nesta semana. De acordo com vizinhos que testemunharam o momento, Paco só se animou e saiu do local quando viu um familiar de sua dona. A família, agora, será responsável por cuidar do animal.


‘O segredo quando sua esposa não quer fazer sexo é não olhar para a cara dela’, diz site cristão

Já se viu nessa situação? Site traz dicas bem polêmicas para os homens. (Thinkstock)


Um site religioso criou bastante polêmica na imprensa inglesa essa semana ao dizer que, para um homem gostar de fazer sexo com sua esposa quando ela não está disposta, ele simplesmente não deve olhar para a cara dela. Detalhe: mesmo se a mulher disser não.

De acordo com o “Biblical Gender Roles” (Regras de Gênero Bíblicas, em tradução livre), um marido “não deve tolerar” o fato de que a sua mulher não tem vontade de fazer sexo com ele. De acordo com o redator do portal, uma esposa que não está afim irá “fingir o máximo que conseguir”.


“Focalize seus olhos no corpo dela, e não em seu rosto”, diz o site. “Concentre-se no prazer visual que você tem ao olhar aquele corpo e no prazer físico que ela sente quando você está dentro dela”, continua, sem nenhum tipo de escrúpulo.

 Site incita o marido a obrigar sua mulher a fazer sexo. (Thinkstock)

Apesar disso, o portal garante que todo marido deve procurar se conectar tanto fisicamente quanto psicologicamente com sua esposa: “Mas a sua mulher é quem está se recusando a se conectar contigo emocionalmente, então você tem de se focar 100% no aspecto físico”.


Aparentemente, não há saída quando uma mulher simplesmente não quer fazer amor. “Eu sei que você ama a sua esposa, a maioria dos homens amam suas esposas. Mas o pecado é feio”, continua. “O rosto da sua linda esposa fica feio durante esse período pecaminoso e, com má vontade, ela faz ainda mais caretas ao te pedir para ‘ir rápido e acabar logo com isso’”.


Até personagens mitológicos foram evocados para explicar essa busca por prazer em uma situação hipotética de sexo forçado. “Assim como os homens não conseguiam olhar para o resto da Medusa – caso contrário seriam mortos – perceba que fixar-se no rosto de sua mulher irá acabar com o prazer sexual e pode tornar até mais difícil de atingir a conexão física e a descarga de que você precisa.”


Para finalizar, o bizarro site que se diz religioso justifica as “dicas” como uma forma de driblar os pecados. Mas espera aí  de quem mesmo? Da mulher, é claro: “Às vezes nós precisamos contornar os comportamentos pecaminosos de nossas esposas e esse é um desses momentos.”


Procurado por jornais como Huffington Post e Daily Mail, o dono do site (que não se identifica) disse não ligar para os julgamentos negativos. “Isso é para os poucos que ouvem a Palavra de Deus”, escreveu o responsável pelo portal, em publicação desta quarta (28). “Eu falo sobre viver como Deus nos desenhou e de acordo com a sua vontade e o seu propósito para as nossa vidas.” 

Jovem soldado é esmagado por tanque dirigido por militantes do Estado Islâmico

Um extremista do EI, vestido de branco, explica que sua morte é uma espécie de punição. (Foto: Heavy)


O Observatório Sírio para os Direitos Humanos, uma organização que monitora os conflitos na Síria, afirma que recebeu informações, no mês passado, de que o EI planeja assassinar mais soldados desta forma.

Um jovem soldado sírio de 19 anos foi cruelmente esmagado por um tanque de guerra conduzido por militantes do Estado Islâmico, como forma de "punição" imposta pelo grupo terrorista. A gravação foi divulgada pelo escritório de informação dos radicais na província de Homs, no centro da Síria.

O jovem é identificado como Fadi Omar Sian, soldado do regime de Bashar al Assad. No início das imagens, vestido com um macacão laranja, ele é forçado a confessar que uma de suas missões nas forças armadas sírias era passar por cima dos corpos de membros do EI com um tanque.
 O jovem é identificado como Fadi Omar Sian, soldado do regime de Bashar al Assad. (Foto: Christian Today)

Um extremista do EI, vestido de branco, explica que sua morte é uma espécie de punição. "Este apóstata sujo atropelou nossos irmãos, que estavam mortos, em um tanque. Por isso, foi decidido que ele será atropelado por um tanque enquanto estiver vivo", disse o terrorista.

O Observatório Sírio para os Direitos Humanos, uma organização que monitora os conflitos na Síria, afirma que recebeu informações, no mês passado, de que o EI planeja assassinar mais soldados desta forma. Segundo fontes, esta foi apenas a primeira execução divulgada publicamente.

Guiame
Via Josiel Dias

Thábata Mendes é a nova Joelma de Chimbinha; a loira de 28 anos vai assumir os vocais da banda Calypso

Ela só seria apresentada na próxima semana à imprensa. O material de divulgação está até sendo feito. Mas o EXTRA descobriu antes que Thábata Mendes será a nova vocalista da banda Calypso. A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa de Chimbinha nesta quarta-feira. A nova componente será apresentada numa coletiva que será realizada na próxima semana.

Nesse encontro, será informado ainda o nome da nova banda de Chimbinha. "A marca Calypso vai permanecer, mas é provável que ele inclua um novo nome junto com ela. Ainda estamos definindo isso", informou o assessor do guitarrista.

Em meio à turbulenta separação de Joelma e Chimbinha, a louraça com corpo de musa fitness já se prepara para cantar nos palcos com a banda paraense. Nascida em Mossoró, no Rio Grande do Norte, Thábata é solteira, tem 28 anos e começou a carreira artística aos 9. A família é circense e a menina se apresentava nos picadeiros nordestinos como malabarista e também palhaça.

Por questões contratuais, a loira não ainda pode falar sobre o novo trabalho. "Eu não posso me pronunciar ainda", respondeu ela, ao ser procurada pelo EXTRA na tarde desta quarta-feira.

Em 2006, Thábata tentou ingressar no axé. Fez vários shows em Salvador e em 2007 chegou às grandes micaretas, como Fortal e CarNatal. Thábata também compõe. O que pode ser um diferencial, já que na Calypso nem Chimbinha nem Joelma compunham.

Com Joelma, além da lourice e o fato de cantar, Thábata tem em comum o sobrenome. Ambas também são guerreiras. A moça de Mossoró pensou em desistir algumas vezes e até trocou de gênero, enveredando para o sertanejo. Agora, ela vai se jogar nos ritmos do Norte.


Fonte: http://extra.globo.com/

segunda-feira, 26 de outubro de 2015

Profissão valorizada, professor na Coreia chega a ganhar milhões de dólares

                                             Reprodução

 Ser professor no Brasil não é nada fácil, não é mesmo? Quando as condições para se dar aula são aceitáveis, o que não é fácil, o problema do salário sempre aparece. Afinal, por aqui professores não são valorizados como deveriam.

Mas o mesmo não acontece na Coreia do Sul. Por lá o reconhecimento à profissão de professor é tão grande que, por muitas vezes, eles são tratados da mesma maneira que fazemos com cantores e jogadores de futebol por aqui.

Na Coreia, se está entre os melhores, um professor é remunerado à altura, chegando à cifra dos milhões. A vida de celebridade para quem ensina as crianças e os adolescentes, afirmam moradores locais, é bastante comum para os professores — eles estranham a falta de valorização, na realidade.

                                         Reprodução

 Um dos exemplos mais claros da valorização aos professores na Coreia é Cha Kil-yong, que leciona matemática para milhares de alunos — literalmente. Com um método divertido e leve, ele grava vídeos e os publica no YouTube, criando uma legião de seguidores que o fizeram faturar, apenas em 2014, US$ 8 milhões.


“Imagine que você está dando os mesmos ingredientes para 100 chefes de cozinha diferentes. Eles iriam fazer pratos diferentes apesar de estarem trabalhando com os mesmos ingredientes. Com a  aula de matemática é a mesma coisa. Eu usa os mesmos ingredientes, mas vou atrás de resultados diferentes”, explica Cha.



Não à toa, a Coreia do Sul é um país que aparece sempre extremamente bem ranqueado quando se estuda a educação no mundo. Especialistas alertam que o caso milionário de Cha não é regra no país, mas destacam como a profissão e a educação são valorizadas por lá, o que acaba fazendo diferença gigante na formação das pessoas.



Cuidado com o excesso de frutas!

Que as frutas fazem bem à saúde, isso todo mundo já sabe. Mas não se engane achando que as frutas, por serem naturais, podem ser consumidas sem restrições.

As frutas, em geral, são alimentos saudáveis ricos em fibras, vitaminas e minerais; responsáveis em nos dar energia e regularizar nosso organismo, podendo ser ingeridas na forma de sucos, vitaminas, saladas ou in natura.

Da mesma forma, também fazem bem ao organismo as frutas secas (ameixa seca, damasco, passas e tâmaras, por exemplo), mas estas também precisam ser ingeridas de forma controlada.

Porque as frutas em excesso podem fazer mal?

As frutas, quando consumidas em quantidade adequada, só trazem benefícios à saúde. O problema é com a quantidade: ao comer muitas frutas ao longo do dia, o nível de glicose, além de subir rapidamente a cada ingestão, permanece sempre alto no sangue. Isso faz com o organismo tenha uma sobrecarga de trabalho, produzindo mais e mais insulina (para “limpar” o sangue) e causando uma serie de problemas de metabolismo (inclusive diabetes tipo II).

Deve-se ter cuidado com o açúcar naturalmente contido nas frutas, a frutose. A frutose é rapidamente metabolizada na forma de gordura, bem mais rápido e direto do que glicose, muitas vezes promovendo o armazenamento de gordura, particularmente na região abdominal.

Em excesso, a frutose pode alterar o equilíbrio de eletrólitos em seu corpo, sobrecarregando os rins — um problema importante para quem já tem algum problema renal.


Quem tem problemas intestinais e estomacais também deve prestar atenção à quantidade de frutas que comem. O excesso de frutose é transformado em gordura pelo fígado. Com o excesso, essa gordura não é eliminada do corpo adequadamente, e pode acabar obstruindo as artérias e causando problemas cardíacos. Devido a esta mesma causa, pode ver aumento de pressão e ganho de peso.

O Maior Vilão do Excesso: Sucos de Fruta

O consumo mundial de refrigerante está em grande declínio nos últimos anos. Isso vem como uma excelente notícia para a saúde mundial: é muito bom que todos estejam percebendo que refrigerante é uma bomba (principalmente os ditos “light”).

O problema é que muita gente que largou o refrigerante e quis opções mais saudáveis, acabou migrando para os sucos de fruta como opção primária de bebida.

Não se engane: suco de fruta em geral é saudável, sim. O problema é que o suco normalmente contém muito mais frutas do que se consumíssemos essas frutas em estado bruto (é muito fácil, por exemplo, um suco conter 6 laranjas; e muito difícil comer essas mesmas 6 laranjas em estado natural). Com isso, a chance de consumir frutas em excesso fica muito alta.


Além disso, ao fazermos um suco, separamos a fruta (fibras) de seus fluidos. Isso faz com que esse açúcar seja absorvido muito mais rapidamente, aumentando os níveis de açúcar e insulina no sangue.Então, sucos — apesar de serem uma opção muitas vezes saudável — devem ser considerados com muita cautela principalmente para quem quer queimar gordura ou diabéticos.

Agrotóxicos e Pesticidas

Um outro ponto que temos que considerar é sobre o uso de pesticidas nas frutas. Infelizmente, o Brasil é o maior usuário de pesticidas no mundo, desde 2008. Ou seja, a não ser que você tenha acesso a frutas orgânicas, um consumo excessivo de frutas, especialmente em sucos, vai significar um consumo razoável de agrotóxicos e pesticidas.

Além da alta carga de agrotóxicos, o Brasil libera o uso de diversos tipos de pesticidas já proibidos há anos em local como a União Europeia. Isso traz ainda mais suspeitas sobre a segurança no consumo dessas frutas e vegetais. Por isso é tão importante, dentro da possibilidade de cada um, buscar soluções orgânicas.


Qual a quantidade ideal de frutas para ser consumida?

Devemos ingerir em média de 2 a 4 porções de frutas por dia. Cada porção equivale mais ou menos a uma fruta média (1 maçã, 1 banana, 1 laranja, etc..), ou uma xícara pequena de frutas picadas. Lógico: se você comer mais frutas em um dia, não vai acontecer nada: o problema é o excesso quando acontece dia após dia.


Uma maneira interessante de consumir as frutas para que não haja a elevação muito rápida de insulina no sangue, é consumir juntamente com fibras, ou com castanhas, nozes, amêndoas e avelãs que possuem gorduras. Fibras e gorduras ajudam o corpo a absover o açúcar das frutas de maneira mais lenta e gradual.

Quais as melhores frutas para consumo?

 

Se você gosta de frutas e não abre mão de uma boa quantidade diariamente, prefiras as frutas mais cítricas, as que tem menos açucar e menos carboidrato. Alguns exemplos são: morango, abacaxi, acerola, ameixa, amora, caju, laranja lima, limão, framboesa, groselha, jabuticaba, mirtilo, maçã verde e maracujá. Sempre que possível, opte por orgânicos, especialmente para as frutas na “lista negra” de mais contaminadas.

As frutas com mais quantidade de açúcares são: banana, figo, maçã vermelha, mamão, manga e tâmara.

Então é isso: não deixemos de consumir frutas mas, assim como tudo na vida, cuidado com os exageros!

Fonte: Beleza e Saúde