quinta-feira, 31 de dezembro de 2015

Feliz Ano Novo !



Desejo de coração aos queridos leitores, um ano repleto de realizações, com muito amor, saúde, paz e harmonia...  


                       FELIZ  2016 !

Aos 57 anos, Zilu posa de biquíni e mostra boa forma nas redes sociais

Zilu mostrou que está com tudo em cima em fotos de biquíni (Reprodução/ Facebook)

 
Parece que Zilu Godoi não consegue passar muito tempo afastada das redes sociais. Depois de apagar seu perfil no Instagram em novembro alegando motivos de força maior,  ela retornou a rede social usando seu nome de solteira, Zilu Almeida. Além dos novos posts no Instagram, a ex-mulher Zezé Di Camargo resolveu mostrar aos seguidores do Facebook que está com tudo em cima. Aos 57 anos, a agora apresentadora postou fotos em que aparece de biquíni e recebeu diversos elogios dos internautas.

“Bom dia! Não se iluda comigo, não tenho nada demais pra oferecer além de sentimento. Para alguns é nada, para outros é tudo. E pra você, serve?”, escreveu ela na legenda da foto. “Que corpo lindo, parece uma menina de 15 anos, vai deixar alguém com ciúmes”, comentou uma seguidora. “Uma diva! Linda! Maravilhosa! Poderosa! Absoluta! Zezé não sabe o que fez… Perdeu!”, escreveu outra.

 Antes de viajar com amigos para o ano novo, Zilu passou o Natal em família e posou abraçada a Zezé Di Camargo em uma foto postada pelas filhas, Camilla Camargo e Wanessa. “Data de se reunir com as pessoas que amamos, agradecer por tudo o de melhor em nossas vidas e para o nosso mundo! Data para plantarmos amor, respeito, tolerância e tudo o que de bom existe em nós! Espero que estejam se divertindo! Um excelente natal a todos vocês!”, escreveu Wanessa na legenda da imagem.





 Zilu posou abraçada ao ex-marido na noite de Natal (Reprodução/ Instagram)

Por que devemos tomar uma infusão para o fígado toda noite?

O boldo é uma das melhores infusões para se tomar à noite já que, além de proteger o fígado e favorecer a expulsão da bílis, depura o organismo e combater a insônia


O fígado é um dos órgãos do nosso corpo que mais sofre as consequências de uma má alimentação, dos aditivos e substâncias tóxicas, das emoções negativas, da contaminação, etc. Por esse motivo, e para prevenir problemas de saúde, devemos cuidar dele de maneira especial com remédios naturais.


Neste artigo explicaremos as vantagens de tomar toda noite um chá para melhorar a função hepática. Um remédio natural simples e preventivo.

A importância do fígado

O fígado é o maior órgão do nosso organismo e um dos mais importantes. Entre suas funções destacam-se a de transformar os alimentos em energia, eliminar as toxinas e ajudar no processo de digestão.


 Apesar de um dos órgãos que mais sofre com os maus costumes da vida moderna, também tem como grande vantagem a capacidade de autorregenerarão. Ou seja, se morrem algumas células desse órgão ou uma parte dele é retirada, criam-se novas células de maneira natural.



O que é uma infusão hepática?

Uma infusão (chá) hepática está elaborada à base de plantas medicinais que melhoram a função do fígado e da vesícula biliar, ajudando a prevenir as doenças derivadas do funcionamento incorreto desses órgãos.


Geralmente são infusões de sabor amargo que se preparam fazendo-as ferver e deixando em repouso por alguns minutos após a ebulição.


Podemos escolher uma ou várias plantas, ou comprar as infusões prontas nas lojas de produtos naturais que já possuem varias plantas misturadas.

Qual podemos escolher?

Destacamos algumas das plantas medicinais, de consumo habitual, para tratar e prevenir patologias relacionadas com o fígado:

Cardo mariano

É uma das melhores plantas para regenerar o fígado. Entre seus componentes, encontramos a vitamina C, minerais como o magnésio, potássio, cálcio, selênio, ácido linoleico e flavonoides como a quercetina.

Dente de leão

O dente de leão cuida tanto da função do fígado como dos rins, pois potencializa a capacidade depurativa do organismo. Muito útil em casos de fígado preguiçoso ou fígado gorduroso, já que aumenta a secreção da bílis.

Boldo

O boldo contêm alcaloides como a boldina, a qual protege o fígado e é utilizada para ativar a produção e expulsão da bílis. Também alivia as moléstias digestivas, depura o organismo e combate a insônia.

Alcachofra

Os ácidos cafeico, linoleico e oleico, que a alcachofra contém, protegem o fígado e ajudam na recuperação em caso de doenças hepáticas como a cirrose, a hepatite ou a insuficiência hepática.


Destacamos também o chá verde, uma planta com muitos benefícios para o fígado, rica em antioxidantes e com muitas outras propriedades para a saúde. Contudo, não a acrescentamos à lista porque é levemente estimulante, o que pode dificultar o sono de algumas pessoas.


Mas, caso você vá passar a noite acordado ou não tenha dificuldades para dormir, pode consumir o chá verde sem problemas.


Como devemos tomar?

  • A infusão deve conter pouca água para evitar a vontade de ir urinar durante a noite, o que vai acabar interrompendo seu descanso. É suficiente meio copo de água (100 ml).
  • Deixamos repousar e a tomamos quente ou morna.
  • Podemos potenciar seus efeitos adicionando o suco de meio limão. Deste modo também disfarçaremos seu sabor amargo.
  • Se quisermos adoçar, o faremos com um pouco de estévia natural, em extrato, ou adicionar algumas folhas no chá.
  • Tomaremos antes de deitar, ou às 23 horas.


Por que à noite?

Segundo a medicina tradicional chinesa, o fígado e a vesícula biliar se regeneram durante as primeiras horas da madrugada, de modo que qualquer suplemento que tomemos será mais eficiente nesses horários.

Por esse motivo, também é fundamental jantar algo leve e cedo. Desta maneira o fígado estará liberado mais rapidamente do processo digestivo e poderá dedicar toda sua energia à sua própria recuperação.

Com esses simples conselhos, poderemos notar uma grande melhora durante o descanso noturno e nos níveis de energia ao acordarmos.

Antes de tomar uma infusão medicinal, recomendamos consultar um médico, principalmente se você já tiver algum problema crônico.


Fonte: Melhor com Saúde

quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

O que é a doença que tirou atriz da novela das seis: dor de cabeça foi primeiro sintoma

A atriz Flora Diegues, que interpreta a Bianca na novela das 18h "Além do Tempo", foi afastada das gravações porque precisou fazer uma cirurgia às pressas na cabeça. O motivo foi um aneurisma. Depois de muito se queixar de dores de cabeça, segundo informações do jornal Extra, ela fez alguns exames que apontaram o problema. Flora se recupera bem, mas não volta mais a gravar a novela.


O que é aneurisma?

O neurocirurgião Paulo Porte de Melo, colaborador do Departamento de Neurocirurgia da Universidade de Saint Louis, nos Estados Unidos, explica que o aneurisma cerebral é uma dilatação anormal da parede de uma artéria devido à pressão do sangue, que desencadeia um inchaço crescente. O problema pode ser congênito, desde o nascimento, ou surgir depois por lesão em um vaso, causada porfatores como tabagismo, hipertensão e diabetes.


Principais sintomas

Os principais são dores de cabeça acompanhadas de náuseas e vômitos, dores na região do pescoço e nos olhos, visão dupla, fraqueza muscular, dificuldade de mobilidade em algumas partes do corpo, dormência ou redução da sensibilidade em qualquer parte, entre outros.


No entanto, muitas pessoas tratam essas dores de cabeça como algo comum e recorrem à automedicação, que traz alívio imediato, mas não trata o problema e pode ainda impedir o diagnóstico precoce, que é essencial para que seja feito o tratamento correto. A recomendação é, sempre que houver alguma dor mais forte ou recorrente, que um médico seja procurado imediatamente.

Fonte: Bolsa de Mulher

Estudo revela que usar esmalte pode engordar

Existe uma imensa quantidade de coisas que comemos e que podem contribuir para o ganho de peso. Mas você sabia que o esmalte que usamos também pode influenciar nos quilinhos a mais na balança? A revelação chocante é de um estudo recente publicado pela Universidade de Duke, nos Estados Unidos.

De acordo com os pesquisadores, o fosfato de trifenila, uma substância presente na maioria dos esmaltes, está fortemente ligada aos hormônios. O excesso dessa substância altera a organização hormonal e pode levar ao aumento de peso, além de afetar o desenvolvimento neurológico e até mesmo o ritmo de crescimento durante a puberdade.

Segundo a co-autora do estudo, Kate Hoffman, essa descoberta indica uma necessidade de reformulação das leis que dizem respeito à venda de cosméticos. “Precisamos nos certificar de que todos os componentes são seguros antes de colocá-los à venda e expor o corpo das pessoas a eles”, alerta.

Fonte:Frutuoso Gomes News

terça-feira, 29 de dezembro de 2015

5 usos para a camisinha que você NUNCA imaginou, mas com certeza irá adotar

A camisinha é um dos métodos contraceptivos mais conhecidos, além de ser de uso indispensável durante as relações sexuais para evitar doenças sexualmente transmissíveis, as DST’s. Mas você sabia que existem muitas outras maneiras de se usar o preservativo, que nada têm a ver com sexo? São usos para lá de úteis que podem “quebrar um galho” no dia a dia. Veja só:


 1. Curativo à prova d’água. Basta cortar a ponta da camisinha e esticá-la para colocar sobre o curativo na hora que for tomar banho. O local fica impermeável e seco porque o látex veda completamente a água. O ideal é usar preservativo sem lubrificação, para que não fique saindo do lugar.


 2. Capinha a prova d’água para celular. Mais uma utilidade em que o poder impermeável da camisinha é o truque. Este uso serve não só para celulares, mas também para outros eletrônicos em que o preservativo caiba. No caso do celular, basta encaixá-lo dentro da camisinha e dar um nó na ponta. 

 Assim, é possível molhar e usar embaixo d’água. Certifique-se, no entanto, de que o nó esteja bem firme e que o preservativo não tenha furos.


 3. Compressa gelada. Está com um hematoma ou algum machucado que precise de uma compressa fria? Encha uma camisinha com uma parte de álcool para três de água e leve ao congelador.


5 / 8
O álcool vai evitar que a mistura congele, além de deixar a compressa “molinha” para se adaptar melhor ao corpo.
 
 
6 / 8
4. Elásticos. Estique a camisinha, tire as extremidades e vá fazendo cortes em forma de anéis ao longo do corpo dela: não corte muito fino, se não o elástico pode romper. É melhor usar para fins domésticos, e não no cabelo.
 
 
7 / 8
5. Abrir potes. Sabe aqueles potes de geleia e de palmito, por exemplo, que exigem uma força bruta para serem abertos? A camisinha pode ser uma grande aliada.
 
 
  Encaixe o preservativo sobre a tampa e gire. O truque está na aderência do látex, que oferece mais atrito e permite que a tampa abra com maior facilidade.
 
Fonte: Bolsa de Mulher

Beber ESTA quantidade de café reduz os seios, diz estudo. Será? Veja quanto

Essa bebida – que faz parte da vida de muitos brasileiros – já foi associada à melhora da energia e à desaceleração do envelhecimento, mas um novo estudo sugere mais um benefício. Ou seria, na verdade, um malefício? Depende do volume que você deseja para os seus seios. Entenda melhor a seguir.


Bebida que diminui os seios 

Uma recente pesquisa realizada pela Universidade de Lund, na Suécia, avaliou mais de 300 mulheres e os resultados mostraram que aquelas que tomavam mais de 3 xícaras de café por dia tiveram uma redução dos seios a médio prazo de aproximadamente 17%.

                                          Thinkstock



Tomar café traz benefícios à saúde, mas é preciso tomar cuidado com o excesso. Evite tomar mais de 5 xícaras da bebida coada por dia

Os pesquisadores responsáveis pelo estudo associam a redução de medidas mamárias ao aumento da quantidade de hormônios masculinos provocado pela ingestão de cafeína.

Café contra câncer de mama

O estudo também encontrou um menor risco de desenvolvimento de câncer de mama relacionado ao café. E o mesmo já foi notado por outros levantamentos. O mais recente deles, publicado em outubro de 2015 no International Journal of Câncer, mostrou que mulheres com maiores índices de consumo de cafeína têm menores chances de desenvolver câncer de mama.

Fonte: Bolsa de Mulher

Número de mortes por câncer de pele cresceu 55% no Brasil.

De acordo com um levantamento feito pelo jornal “O Estado de S. Paulo” com base em dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca), a busca pelo bronzeado pode estar escondendo uma estatística preocupante: em dez anos, o número de mortes por câncer de pele cresceu 55% no Brasil.

 Embora tenha as maiores chances de cura se descoberto precocemente, o tumor de pele matou 3.316 brasileiros somente em 2013, último dado disponível, média de uma morte a cada três horas. Dez anos antes, em 2003, foram 2.140 óbitos. Segundo especialistas, o envelhecimento da população, o descuido com a pele durante a exposição solar e a melhoria nos sistemas de notificação da doença são as principais causas do aumento do número de vítimas desse tipo de câncer. “Gerações que tiveram grande exposição ao sol sem proteção estão ficando mais velhas e desenvolvendo a doença”, diz Luís Fernando Tovo, coordenador do Departamento de Oncologia Cutânea da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD).

 Preocupada com o crescimento da incidência e da mortalidade pela doença, a entidade criou a campanha Dezembro Laranja, nos mesmos moldes do Outubro Rosa, para câncer de mama, que tem como objetivo conscientizar as pessoas sobre a importância de se proteger contra o sol, sobretudo nos períodos mais quentes do ano. “Além da proteção, é preciso fazer exame dermatológico periodicamente. A maior parte das pintas não é câncer de pele. As que devem causar maior alerta são as assimétricas, com bordas irregulares, variação de cores, de diâmetro maior, que apresentam evolução ou mudanças”, diz o médico. E não foi só em números absolutos que a mortalidade por câncer de pele cresceu.

Entre os homens, a taxa de óbitos por 100 mil habitantes passou de 1,52 para 2,24 entre 2003 e 2013. Entre as mulheres, o índice cresceu de 0,96 para 1,29 por 100 mil no mesmo período. Tipos O câncer de pele é dividido em dois principais tipos. Mais agressivo e letal, o melanoma surge, geralmente, a partir de uma pinta escura. Já os não melanomas, divididos em carcinoma basocelular e espinocelular, costumam aparecer sob a forma de lesões que não cicatrizam. O melanoma é o que rende mais preocupação porque tem mais chances de provocar metástase. Ele é responsável por apenas 5% dos casos de câncer de pele, mas corresponde a 46% das mortes. “Enquanto os melanomas são mais agressivos, os não melanomas raramente matam. Têm um poder de destruição local, mas dificilmente produzem metástase.
 
 
Os pacientes que morrem desse tipo de tumor geralmente têm uma lesão e deixam para lá, não tratam e passa 20, 30 anos e aí pode atingir órgãos importantes, como o pulmão, o fígado e o cérebro, e causar a morte”, diz Dolival Lobão, chefe do serviço de dermatologia do Inca. As estatísticas do instituto mostram que idosos, homens e moradores da Região Sul do País são as principais vítimas do câncer de pele. Do total de mortes em 2013, 57% eram homens e 72% tinham mais de 60 anos. No Sul, a taxa de mortalidade no ano retrasado foi quase o dobro da registrada no País.

Detecção

Segundo os especialistas, mesmo o melanoma tem mais de 90% de chances de cura quando diagnosticado precocemente. A engenheira química Ivana Tacchi, de 52 anos, é um exemplo de que a busca por um especialista rapidamente pode ser crucial. Neste ano, ela retirou três melanomas em estágios iniciais e está curada. “Tomei muito sol na adolescência. Sempre morei em São Paulo e queria tirar o atraso do sol nas férias. Como sou muito branquinha, era aquela situação de um dia de praia e três dias em casa com queimaduras e bolhas”, comenta ela. Segundo especialistas, o câncer de pele pode aparecer tanto pela exposição acumulada durante toda a vida quanto por episódios de queimaduras. Por isso é importante usar o protetor solar todos os dias.

O tratamento mais recomendado para a maior parte dos cânceres de pele é a remoção cirúrgica do tumor. Para alguns tipos de tumores em regiões como o rosto, cuja remoção provocaria grandes danos estéticos, um tratamento inovador tem se mostrado eficaz. “Na terapia fotodinâmica, aplicamos um creme sobre o local e em seguida jogamos uma luz. Só as células cancerosas absorvem aquele creme. Elas morrem intoxicadas e conseguimos preservar o tecido vizinho”, diz Lobão. Ele ressalta que a terapia não é indicada para todos os tipos de tumor. “Só serve para tipos não melanoma, mais superficiais”, explica.

Fonte: Estadão / Via Momento Verdadeiro

segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

Chás para Cólica Menstrual


Você costuma ter cólicas menstruais? Se você sofre com isso, que tal experimentar alguns chazinhos naturais para melhorar seu bem-estar? 

A cólica menstrual, também chamada de dismenorreia, é uma dor pélvica que ocorre devido à liberação de prostaglandina, substância responsável por fazer o útero contrair para então eliminar o endométrio. O endométrio por sua vez é a camada interna do útero que cresce para nutrir o embrião, e no caso da não-fecundação do óvulo, o endométrio se descama e é eliminado em forma de sangramento.

Atitudes que ajudam a aliviar as cólicas

Durante as cólicas algumas atitudes simples, aliadas ao uso dos chás, podem amenizar a dor de forma mais rápida:

1.Deite-se de barriga para baixo, comprimindo a barriga sobre um travesseiro: o simples fato de deitar já ajuda a amenizar a dor. Usar uma bolsa de água quente na região lombar e no abdômen também ajuda, pois o calor estimula a irrigação, relaxando a musculatura e diminuindo as contrações uterinas.


2.Consuma alimentos naturais com poder anti-inflamatório. Alguns alimentos são verdadeiros relaxantes musculares, como inhame, vegetais de cor escura, banana, beterraba, aveia, tofu, abobrinha, couve, salmão, castanha do Pará e atum. Porém, estes alimentos devem ser incluídos regularmentes em sua dieta: consumi-los somente no período das cólicas não trará alívio algum. Evite café, chá preto e refrigerante, pois estes favorecem maior produção de hormônios femininos.



3.Faça exercícios físicos leves. Em um primeiro momento, pode parecer que não faz diferença, mas atividades como alongamento, ioga, caminhada e bicicleta ajudam a minimizar os sintomas da cólica. Feitos de forma regular e moderada, os exercícios ajudam o corpo a liberar endorfina, hormônio capaz de diminuir a dor. 

Chás para Cólica Menstrual

As ervas podem ajudar as mulheres em uma variedade de problemas associados ao ciclo menstrual, como dores, fluxo intenso, ciclo irregular, tensão pré-menstrual, menopausa e também infecções vaginais. Veja algumas dicas de chás que podem sim aliviar o desconforto das cólicas menstruais.

Chá de Calêndula

Chás para Cólica Menstrual
A calêndula tem na sua composição óleos essenciais, glicósidos amargos e flavonoides.  A calêndula é usada pelas suas propriedades anti-inflamatórias, anti-sépticas, desinfectantes, cicatrizantes, adstringentes, desintoxicantes e hemostáticas.
Deixe ferver 1 xícara de água. Em seguida coloque 1 colher rasa de sobremesa de flores de calêndula. Deixe agir por 10 minutos e coe. Tome 10 dias antes da menstruação.

Chá de Orégano

Chás para Cólica Menstrual
O orégano é fantástico, sendo inclusive um excelente tratamento caseiro para cólica menstrual. Possui ação diurética, sudorífera, eliminando as toxinas do organismo, podendo ser utilizado em casos de cólicas menstruais e dores de cabeça.
Deixe ferver 1 xícara de água. Em seguida coloque 1 colher rasa de sobremesa orégano. Deixe agir por 10 minutos e coe. O chá de orégano pode ser tomado durante todo o mês.

Chá de Camomila

Chás para Cólica Menstrual
 A camomila é calmante e antiespasmódica. As infusões e tinturas aliviam as cólicas e o estresse.
Deixe ferver 1 xícara de água. Em seguida coloque 1 colher de sobremesa de flores de camomila. Deixe agir por 10 minutos e coe. O chá de camomila pode ser tomado durante todo mês.

Chá de Vitex

Chás para Cólica Menstrual
O vitex parece umas bolinhas de pimenta. É um excelente regulador hormonal, ingira a tintura ou o chá para regular os ciclos menstruais, aliviar os sintomas da TPM e da menopausa. Também é frequentemente usada para tratar a síndrome do ovário policístico.
Deixe ferver 1 xícara de água. Em seguida coloque 1 colher rasa de sobremesa de vitex. Deixe agir por 10 minutos e coe. Tome 10 dias antes da menstruação.

Chá de Folha de Framboesa

Chás para Cólica Menstrual
 A folha de framboesa é tônica e adstringente. Tome a infusão para aliviar cólicas menstruais ou diminuir o fluxo intenso.
Deixe ferver 1 xícara de água. Em seguida coloque 1 colher de sobremesa de folhas de framboesa. Deixe agir por 10 minutos e coe. Tome 10 dias antes da menstruação.

Chá de Verbena

Chás para Cólica Menstrual
 A verbena é antiespasmódica. Tome a infusão, ou tintura, para aliviar dores de cabeça associadas ao ciclo menstrual, menopausa ou TPM, cansaço nervoso e menstruação escassa. 
Deixe ferver 1 xícara de água. Em seguida coloque 1 colher de sobremesa de verbena. Deixe agir por 10 minutos e coe. Tome 10 dias antes da menstruação.

Chá de Gengibre

Chás para Cólica Menstrual
O gengibre para dor menstrual é uma boa solução, pois ele possui propriedades analgésicas e anti-inflamatórias que diminuem a dor, muito presente antes ou durante a menstruação.
Deixe ferver 1 xícara de água. Em seguida coloque 1 colher de sobremesa de gengibre ralado. Deixe agir por 10 minutos e coe. Tome uma xícara nos dias da menstruação. O chá de gengibre pode ser tomado também durante todo o mês.(outro chá excelente é o de gengibre, canela e anis)

Como tomar os chás?

O chá pode trazer muitos benefícios à nossa saúde, porém é bom sempre ter cautela na hora da quantidade. Para fazer os efeitos benéficos e não ter efeitos desagradáveis, o ideal é que se tome no máximo 2 xícaras ao dia. Então você pode escolher uns 2 tipos de chá da sua preferência e tomar sem medo. Você também pode fazer apenas um tipo de chá, misturando os tipos de ervas.

E você, sofre com cólicas menstruais? O que faz para aliviar os sintomas?


Fonte: Beleza e Saúde

Tremor nas pálpebras é sinal de que é preciso desacelerar, dizem médicos

Quem nunca sentiu aquele famoso tremor nas pálpebras? Algo tão irritante quanto impossível de ser controlado. Pior: pode durar dias, com direito a curtos intervalos. Mas por que isso é tão comum e, ao mesmo tempo, difícil de ser evitado?

 
A oftalmologista Andrea Lima Barbosa, diretora médica da Clínica dos Olhos São Francisco de Assis (RJ), conta que é extremamente comum pessoas chegarem a seu consultório com essa queixa.


“É sempre preocupante para a pessoa e o correto é procurar um especialista, mesmo. Esse tremor palpebral em episódios é uma luz vermelha avisando que algo não vai bem não só no seu corpo, mas em sua vida”, alerta a médica.


Ela conta que o tremor é um sinal de que a pessoa pode estar no auge do estresse. “Pode ser  fadiga, ansiedade, resultado de noites mal dormidas ou problemas pessoais , por exemplo”.


Fonte: Robson Pires

Cores de calcinha para o Ano Novo

Confira a galeria e escolha qual peça usar na virada do ano

Para entrar o ano com o pé direito, é preciso estar cercada de pessoas especiais, ter pensamentos positivos e usar a calcinha cerca. Essa superstição é provavelmente uma das mais seguidas pelas mulheres, que transmitem seu principal desejo de Ano Novo na peça íntima. 

 Confira na galeria de fotos quais os significados das cores das calcinhas e invista na peça certa para atrair coisas boas na virada do ano e nos meses seguintes.



Branco: simboliza o desejo de paz e harmonia para todos os aspectos da vida. 

 Azul: cor da tranquilidade e da amizade para um ano cheio de luz e vida.

 Amarelo: a cor ideal para aquelas que desejam sorte e dinheiro no novo ano, além de sucesso e realizações pessoais.


 Rosa: é a cor de quem está em busca de um novo amor.

Vermelho: quer uma paixão avassaladora no próximo ano? Vá de vermelho! 

 Verde: traz esperança, serenidade e saúde. 


Roxo: significa prosperidade e respeito.

Preto: afasta as más energias e o mal olhado. É para entrar em 2016 com a corda toda e livre dos sentimentos ruins. 

Fonte: Bolsa de Mulher

Veja fatos sobre câncer de pênis que todos os homens da sua família deveriam saber

O câncer de pênis é um tumor raro, com maior incidência em homens a partir dos 50 anos, embora possa atingir também os mais jovens. Segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca), a doença está relacionada a baixas condições socioeconômicas e de instrução, má higiene íntima e a homens que não se submeteram à circuncisão, pois o estreitamento do prepúcio é um fator de predisposição.


 Estudos científicos também sugerem a associação entre infecção pelo vírus HPV e o câncer peniano. No Brasil, estima-se que esse tipo de tumor representa 2% de todos os tipos de que atingem o homem, sendo mais frequente nas regiões Norte e Nordeste do país.


Conheça detalhes sobre a doença e ajude a informar os homens da família
Inchaço na extremidade do pênis, geralmente quando o prepúcio é retraído, pode indicar um possível sinal de câncer de pênis. Além disso, nódulos, pequenos edemas ou feridas e úlceras que sangram também podem indicar a doença.


Os homens ainda devem ficar atento a possíveis áreas que mudam de cor ou espessura, protuberâncias avermelhadas e secreções persistentes, com mau cheiro. Vale lembrar que, nem sempre, alguns destes sintomas indiquem, de fato, um câncer peniano, mas qualquer alteração na região deve ser observada por profissional da saúde para a realização de exames.

Fonte: Bolsa de Mulher -  por Paulo Nobuo

Virgem Maria 'aparece' em vidro de igreja e encanta fiéis

Os fiéis locais estão impressionados com o que consideram ser uma aparição divina. Segundo eles, depois da missa de Natal, a Virgem Maria “deu as caras” por lá.

“Todos estão em polvorosa, querem saber o que aconteceu. Os fiéis perguntam a todo tempo se eu que fiz esse desenho, mas não, ele simplesmente apareceu ali”, garante o padre Bernardo Molina.


A imagem da Virgem aparece em um dos vitrais da igreja. Segundo os frequentadores do local, essa não é a primeira vez que a Santa aparece nos vidros da construção.


Em relatos a TVs locais, os fiéis afirmam que, só em dezembro, é a segunda vez que a Virgem Maria “aparece”. Até o momento, nenhuma explicação científica foi dada.


Molina, responsável por conduzir as missas no local, afirma que todas as interpretações são bem vindas e que as pessoas devem apenas respeitar a opinião alheia. Uma centena de fiéis foi até o local na época do Natal para rezar para a santa.

 Assista a um vídeo feito no local: 

Fonte:  https://br.noticias.yahoo.com/

sexta-feira, 25 de dezembro de 2015

20 fotos que provam que o amor está em todos os lugares

      Separamos situações entre os animais que mostram como o amor esta presente entre eles...


O amor não é um sentimento exclusivo de nós seres humanos. O amor é um sentimento muito presente também entre os animais. 

  Separamos abaixo algumas situações de demonstração de amor e carinho entre animais que é de amolecer qualquer coração, confira:























Fonte: http://www.mulherescomestilooficial.com.br/

Zezé Di Camargo se empolga e dá olhada indiscreta em morena do samba.

Aquecendo os ânimos para o carnaval, Zezé Di Camargo caiu no samba, na quarta-feira, durante o Natal 40 Graus, evento beneficente organizado por Júnior Coimbra, filho do jogador Zico.
 Na pista, o sertanejo mostrou que tem samba no pé e se encantou com uma morena da Imperatriz Leopoldinense, escola que vai homenagear o cantor em 2016.
 Fonte: iG / Via momento verdadeiro

Filhos de mulheres que sofrem com estresse têm mais cáries, aponta estudo

Não tem escapatória: uma vez mãe, a mulher será acometida pelo estresse. Os impactos do esgotamento físico e/ou mental em excesso, no entanto, não se limitam a ela. E são extensos. Chegam à saúde bucal dos filhos, segundo estudo publicado na revista American Journal of Public Health. Os cientistas descobriram que as cáries são mais comuns em crianças cuja genitora tem dois ou mais marcadores biológicos de estresse crônico. Além do maior risco para problemas dentais, a condição materna reduz a probabilidade de amamentação.

 
Erin Masterson, pesquisadora da Universidade de Washington, nos Estados Unidos, e Wael Sabbah, da britânica King’s College London, notaram que 44,2% das crianças com cáries tinham mães com pelo menos dois marcadores de estresse crônico, sinais que refletem a forma como o organismo responde a eventos adversos frequentes. Basicamente, indicam o desgaste dos sistemas imunológico, cardiovascular, metabólico e nervoso. Caracterizado pelos níveis elevados de cortisol e adrenalina, o conjunto de marcadores é chamado carga alostática (CA) e gera alterações no colesterol e na glicose, por exemplo, além de desequilíbrios na circunferência abdominal, na pressão sanguínea, nos triglicerídios, na PCR e no fibrinogênio.

Fonte: Robson Pires

quinta-feira, 24 de dezembro de 2015

Amados leitores !


    
        FELIZ NATAL !!!

Por que pessoas inteligentes vivem mais ?

Felizmente, a expectativa de vida das pessoas tem aumentado. De acordo com a Organização Mundial de Saúde, os japoneses são os que vivem mais tempo, com uma média de 84 anos, enquanto brasileiros têm expectativa de vida de 73.


Apesar desses números, é um fato óbvio que algumas pessoas vivem muito mais do que outras. Os chamados centenários, por exemplo, vivem pelo menos até os 100.


O que explica essa desigualdade?

Estilo de vida

Muitas questões de estilo de vida importam. Um estudo de 2012 publicado na revista Preventive Medicine seguiu mais de 8.000 pessoas ao longo de um período de 5 anos, e descobriu que o risco de morte por qualquer causa era 56% menor em não fumantes, 47% menor nas pessoas que se exercitavam, e 26% menor nos que tinham uma dieta saudável.


Pesquisadores italianos também analisaram as dietas de habitantes da região de Monti Sicani na Sicília, onde há uma alta prevalência de pessoas com 100 anos. Além de serem fisicamente ativos e terem contato próximo com os parentes, todos os centenários entrevistados eram adeptos a uma dieta mediterrânica tradicional.


A descoberta mais surpreendente dos últimos tempos, no entanto, é que também existe uma forte ligação entre mortalidade e QI: maior inteligência leva, em média, a uma vida mais longa.

Vantagem clara

Esta relação tem sido amplamente documentada por Ian Deary e seus colegas da Universidade de Edimburgo, utilizando dados do Levantamento Mental Escocês. Em 1932, o governo escocês administrou um teste de QI em todas as crianças de 11 anos que frequentaram a escola em um determinado dia.


Mais de sessenta anos depois, com foco na cidade de Aberdeen, Deary e Lawrence Whalley decidiram identificar quem do estudo ainda estava vivo, aos 76 anos. Os resultados foram surpreendentes: uma vantagem de 15 pontos no QI se traduziu em uma chance 21% maior de sobrevivência.


Por exemplo, uma pessoa com um QI de 115 era 21% mais propensa de estar viva na idade de 76 do que uma pessoa com um QI de 100 (a média da população geral).

Epidemiologia cognitiva

A ligação entre QI e mortalidade já foi replicada por 20 estudos longitudinais em todo o mundo, dando origem ao campo da epidemiologia cognitiva, que se concentra em entender a relação entre o funcionamento cognitivo e a saúde.
Uma das principais conclusões deste novo campo é que os fatores socioeconômicos não explicam completamente a relação QI-mortalidade.


Em um estudo, com foco na região do Cinturão Central da Escócia, os pesquisadores relacionaram pontuações de QI de mais de 900 dos participantes do estudo de 1932 a respostas dos mesmos participantes em uma pesquisa nacional de saúde realizada no início de 1970. Os pesquisadores descobriram que, estatisticamente, classe econômica e condições de vida adversas (como desemprego) representaram apenas cerca de 30% da correlação.


Esta evidência sugere que são os genes que contribuem para a ligação entre QI e vida longa.

Nascer para viver muito

Os resultados de um novo estudo realizado por Rosalind Arden e colegas, publicado no International Journal of Epidemiology, fornecem um apoio a esta hipótese.

Os cientistas identificaram três estudos com gêmeos (nos EUA, Dinamarca e Suécia) sobre QI e mortalidade. Tais estudos separam os efeitos de fatores genéticos e ambientais sobre um resultado, como a inteligência ou vida útil, comparando gêmeos idênticos, que compartilham 100% de seus genes, a gêmeos fraternos, que compartilham em média apenas 50% dos seus genes.
As análises estatísticas foram claras e consistentes: os genes eram responsáveis pela maior parte da relação entre inteligência e vida longa.

Os inteligentes se comportam melhor

Exatamente o que pode explicar a ligação genética entre QI e mortalidade permanece obscuro, porém. Uma possibilidade é que um QI mais elevado contribui para mais comportamentos saudáveis, tais como se exercitar, usar cinto de segurança e não fumar.

Consistente com esta teoria, nos dados escoceses, não houve relação entre QI e comportamento de fumar nas décadas de 1930 e 1940, quando os riscos do fumo à saúde eram desconhecidos, mas depois disso, as pessoas com QIs mais altos eram mais propensas a parar de fumar.

Alternativamente, pode ser que alguns dos mesmos fatores genéticos contribuam tanto para a variação no QI quanto para a propensão de se envolver nestes tipos de comportamentos.

Cérebro saudável, vida saudável

Outra possibilidade é que o QI é um índice de integridade física, particularmente da eficiência do sistema nervoso. Para testar esta hipótese, em um estudo, os pesquisadores analisaram as relações entre QI, mortalidade e desempenho em um teste de tempo de reação projetado para medir a eficiência de processamento do cérebro.

As pessoas tinham que pressionar uma de quatro teclas de resposta dependendo de qual dos quatro dígitos aparecia numa tela. Os cientistas descobriram que, uma vez que a pontuação de uma pessoa no teste de tempo de reação foi levada em consideração, sumiu a correlação entre QI e mortalidade.

Em outras palavras, o tempo de reação explicou a relação entre QI e mortalidade.

Avaliações de QI

Estes e outros resultados de epidemiologia cognitiva têm implicações potencialmente profundas para a saúde pública. Junto com fatores como histórico familiar de doenças, o QI poderia ser usado de forma proativa para avaliar o risco das pessoas para o desenvolvimento de problemas de saúde e morte precoce.

Ao mesmo tempo, a potencial utilização de testes de inteligência levanta problemas éticos. Por exemplo, há evidências de que a crença de uma pessoa sobre sua capacidade de ir bem em um teste de inteligência pode estar ligada à sua etnia ou gênero, e pode impactar o quão bem essa pessoa realmente vai no teste. Por sua vez, ser rotulado como alguém com “baixo QI” ou “alto QI” pode impactar a autoestima de uma pessoa.

Uma abordagem para lidar com este problema é desenvolver testes de inteligência que minimizem o impacto desses fatores. Outra é educar o público e os políticos sobre o significado de uma pontuação de QI.

O QI pode predizer resultados, tais como o desempenho no trabalho, o desempenho acadêmico e até a mortalidade, mas é apenas um fator entre muitos que preveem estes resultados. Coisas como personalidade, interesses e motivação importam, também. [ScientificAmerican]


Fonte: http://hypescience.com  / Autor: Natasha Romanzoti