domingo, 31 de janeiro de 2016

Por que temos derrames oculares?

Os derrames oculares são o fruto de um esforço excessivo que nosso coração teve que realizar. Muitas vezes eles são o resultado de algo que tenhamos reprimido e tenha nos afetado internamente.


Pode ser que alguma vez tenhamos tido um derrame em um olho e que ele tenha desaparecido sem nenhuma razão com o passar de alguns dias. No entanto, há pessoas que sofrem com eles de maneira frequente, o que os preocupa, já que não sabem o que os está causando.


Neste artigo iremos explicar por que algumas pessoas sofrem derrames oculares de maneira habitual, e como podemos preveni-los naturalmente.

Os derrames e o coração

Os derrames oculares podem ter relação com o coração, em especial se quase sempre eles ocorrerem no olho esquerdo.


Não é uma questão grave, mas devemos levar em conta que o derrame pode estar refletindo um esforço exagerado que o coração teve que fazer em algum momento, diante de uma situação difícil. Pode ser por estresse, um exercício brusco, etc.


Por este motivo, toda vez que ele ocorrer, devemos tentar nos lembrar do que aconteceu conosco que possa ter causado isso.


Nem sempre se trata de algo ao qual reagimos, já que, em muitos casos, os derrames são fruto de um golpe forte que reprimimos e que, portanto, nos afetou de maneira interna.




Muitas vezes quem sofre com os derrames são pessoas muito serenas e pacíficas em aparência, que lidam em silêncio com as situações difíceis.

Sobre o coração

O coração é um órgão vital que, como o resto do corpo, também abriga emoções e sofrimentos.

De acordo com a medicina tradicional chinesa, as horas de máximo trabalho para regenerar a função do coração são desde as 11 horas da manhã até as 13h, uma faixa de horário em que, se temos pré-disposição a sofrer de problemas cardíacos, não deveríamos realizar grandes esforços físicos.


Além disso, ainda que pareça apenas algo simbólico, o coração também está relacionado ao amor e às relações amorosas e familiares, e por isso também recebe o impacto de todos os traumas que vivemos neste sentido, desde o falecimento de um familiar ao fim traumático de um relacionamento.

Prevenção dos derrames oculares

Assim, se quisermos prevenir os derrames oculares, devemos cuidar bem da nossa função cardíaca. Estes remédios podem ser aplicados sempre que não tenhamos uma doença do coração ou estivermos fazendo tratamento médico, em cujo caso deveríamos sempre consultar nosso médico primeiro.
A seguir daremos alguns conselhos para a saúde do coração:


  • Dormir sempre de barriga para cima ou sobre o lado direito do corpo, evitando dormir sobre o lado esquerdo, já que é uma postura que comprime o coração.
  • Nossa alimentação deveria ser, na medida do possível, vegetariana, pois estes são os alimentos mais benéficos para o coração. Pelo contrário, os mais prejudiciais são a carne vermelha, os embutidos, as gorduras saturadas, o sal refinado, as bebidas com gás, etc.
  • Evitaremos todo tipo de maus hábitos estimulantes, como o tabaco, o álcool, etc.
  • Teremos em conta a influência das emoções negativas como o ódio na saúde cardíaca. Podemos obter ajuda com terapias como a homeopatia ou as flores de Bach.
  • As duchas de água fria são muito saudáveis. Se tivermos dificuldade porque estamos acostumados à água quente, podemos alternar a água fria com a quente e, de maneira gradual, fazer predominar cada vez mais a água fria.
Iremos fazer passar a corrente de água de uma forma que a área do coração fique por último. Começaremos pelo pé e a perna direita, da frente para trás, e faremos o mesmo com a esquerda. Depois passaremos às costas e ao braço direito, e a seguir o esquerdo.

Cura de espinheiro branco

Se suspeitarmos que podemos estar a ponto de sofrer um derrame ocular porque já conhecemos a sensação prévia ou porque vivemos uma situação habitual que costuma provocá-lo, ou quando já o temos, podemos realizar uma cura de cinco dias com espinheiro branco.


Esta planta medicinal tem propriedades vasodilatadoras das artérias coronárias, ajuda a fazer com que o coração bombeie o sangue com mais força e relaxa nosso sistema nervoso diante de situações de estresse, entre muitas outras.


Suas virtudes para a saúde coronária são conhecidas e utilizadas desde a antiguidade. Além disso, o espinheiro branco melhora a circulação no organismo, o que irá prevenir e tratar os derrames.


Durante o derrame também podemos lavar o rosto com água fria, sempre com os olhos fechados, várias vezes ao longo do dia. Com este simples conselho iremos aliviar a vista e o coração.

Fonte: Melhor com Saúde

Usar sutiã mais de duas vezes sem lavar faz mal à saúde. Entenda a razão

Além de proteger os seios, garantir sustentação, ser um artifício de sedução e evitar deslizes na hora de compor um visual, o sutiã é peça fundamental no guarda-roupa de qualquer mulher. Além de saber escolher corretamente qual tipo de sutiã combina com seu corpo, você ainda deve prestar atenção à forma com a qual lava a lingerie.

 Saiba por que você deve manter o sutiã sempre limpo e conheça dicas de como lavar a peça

 Nem todas as mulheres sabem, mas especialistas afirmam que usar o mesmo sutiã mais de duas vezes seguidas sem lavar pode fazer mal à saúde. O corpo humano é fonte de calor e, por isso, costuma abrigar diversos tipos de bactérias. Os seios e as axilas, áreas que entram em contato direto com o sutiã são quentes e, por isso, a peça deve ser trocada e higienizada corretamente.


Lavar o sutiã na máquina de lavar não é recomendável, já que, por ser bastante delicado, pode ter sua elasticidade afetada e ter sua vida útil diminuída. Para limpar a peça sem provocar estragos, você pode conhecer 7 dicas simples de lavagem que não estragam a peça e não roubam seu tempo. Além disso, você pode apostar em uma tática prática que utiliza xampu de bebê e uma secadora de saladas.

Fonte: Bolsa de Mulher -  por Paulo Nobuo

Mãe recebe R$ 60 mil para abusar sexualmente da filha de 11 meses.

A notícia a seguir é revoltante, mas aconteceu nos Estados Unidos. Uma mãe foi presa acusada de abusar sexualmente da filha de apenas 11 meses em troca de R$ 60 mil. A acusada foi presa na semana passada depois que a polícia da Romênia recebeu uma pista do FBI, como informou o portal 'iG'.

De acordo com a publicação, as autoridades norte-americanas descobriram as fotos da mãe abusando de seu bebê enquanto investigava outra pessoa, que foi presa por exploração e pornografia infantil.

Entre junho de 2014 e outubro de 2015, a mãe da bebê também tinha recebido um total de 7.000 libras por meio de 13 transferências feitas por sete pessoas dos EUA, Reino Unido, Bélgica e Holanda. Ela disse aos promotores que ela não achava que a bebê iria ser emocionalmente afetado, pois era muito pequena. "Eu concordei em fazer essas coisas com a minha filha porque eu pensei que ela não poderia sofrer qualquer trauma. Eu pensei que era tudo apenas um jogo", disse.

A mulher também afirmou que fez vídeos enquanto estava grávida, mas depois que seu bebê nasceu, ela decidiu envolvê-la. "Alguns dos meus clientes sabiam que eu tinha um bebê. Eles me pediram para despi-la e tocá-la. Eu concordei em fazer isso em troca de dinheiro. Alguns deles estavam me pagando com 500 dólares", finalizou a acusada.

Se for considerada culpada, a mãe pode pegar até 15 anos de prisão.
Via:  Momento Verdadeiro

Se você ver uma criança sentada nesta posição NÃO DEIXE!!!, Saiba o porque....

Um estudo realizado por médicos do instituto americano Pendield Children's Center, mostra que a posição conhecida como "W"....

 Normalmente utilizada por crianças, é prejudicial para a saúde. 
Cientistas da Universidade de Louisville, nos EUA, têm observado frequentemente este hábito em crianças com paralisia cerebral. Na maioria das vezes, elas sofrem por terem músculos mal formados ou subdesenvolvidos devido à doença e se sentam nesta posição porque ela exige pouca força.
 

Entretanto, para as crianças saudáveis, isso pode ser muito negativo, uma vez que os impede de treinar seus músculos. Além disso, esta posição em 'W' faz com que as articulações e tendões sejam utilizados de maneira errada ( o que pode trazer problemas no futuro).

 
Já que os joelhos e quadris ficam torcidos, o corpo emprega mais esforço na região das coxas, nádegas e no tendão do calcanhar, sobrecarregando essas regiões. Assim, os tendões acabam se encurtando ligeiramente, podendo afetar a estabilidade do sistema muscular da criança.

 
Para os especialistas, felizmente, existem muitas outras posições que podem ser ensinadas: pernas cruzadas, ambas as pernas para frente, ou ambas as pernas dobradas para o mesmo lado. O importante é que a criança possar girar em todas as direções, permitindo que os músculos sejam treinados.

 Compartilhe esta informação com seus familiares e amigos.

Fonte: Mulheres com Estilo

Vontade de doce antes de menstruar: existe uma explicação para isso; saiba driblar

Ansiedade, estresse e tristeza são apenas alguns dos terríveis sintomas da tensão pré-menstrual causados pelas alterações hormonais que, de quebra, ainda aumentam sua vontade de comer doces, atrapalhando a saúde e a dieta. Em seu canal no YouTube, a nutricionista funcional Carol Borghesi conta que existe uma explicação para isso.


No período que antecede a menstruação, a bagunça de hormônios que acontece no seu corpo pode fazer com que o cortisol, hormônio do estresse, fique elevado, provocando necessidade de consumir açúcar, pois o alimento leva à produção de serotonina, o chamado hormônio do bem-estar.


O problema é que, ao consumir algo doce, ocorre um ciclo vicioso devido ao poder viciante do açúcar. Mas saiba que é possível driblar o problema seguindo algumas dicas simples indicadas pela profissional:


Saiba como evitar o consumo de açúcar antes do ciclo menstrual
 
  • Consumir alimentos ricos em vitaminas do complexo B, magnésio, selênio e zinco: grãos integrais, sementes, castanhas, frutas.
  • Comer de 3 em 3 horas para não ficar longos períodos em jejum e o corpo não sofrer com o estresse.
  • Praticar atividade física para aumentar a produção de serotonina e estimular o funcionamento do intestino.
  • Consumir alimentos que fortalecem as bactérias do bem do intestino, como biomassa, fibras, flocos e farelos.
  • Substituir o açúcar refinado por doces com farinhas integrais, fibras, açúcar mascavo, demerara ou de coco.
  • Ingerir fruta aquecida com canela.
  • Substituir o doce por fruta, fruta seca e geleias naturais.
  • Apostar no chocolate amargo em barrinhas individuais de 30 granas para controlar a quantidade que consome.
Conheça mais explicações e sugestões da especialista no vídeo abaixo:


Fonte: Bolsa de Mulher - por Paulo Nobuo

quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

5 usos para o fio dental na cozinha que nunca passaram pela sua cabeça

Com um pouco de criatividade, é possível encontrar novos usos para objetos do cotidiano e ainda ganhar praticidade no dia a dia. Você provavelmente nunca pensou em utilizar o fio dental para cozinhar, mas, depois de ver as dicas a seguir, com certeza dará uma chance à ideia. Veja onde ele pode ser utilizado e lembre-se de optar pelo produto neutro (sem sabor ou cera).


1 / 5
1. Cortar bolo: seja para dividir o bolo simples na metade para rechear ou para cortar um bolo de festa com muita cobertura, o fio dental garante maior precisão e menos sujeira.
 
2.  Cortar queijos moles: ao contrário da faca, que gruda no queijo, o fio garante o corte mais fácil e preciso.
 
 
3 / 5
3. Desgrudar do fundo da forma: assou cookies ou biscoitos e o fundo grudou na forma? Ao invés de usar a espátula e correr o risco de despedaçar o doce, passe um fio dental para separar.
 
 
4 / 5
4. Carnes enroladas: se for preparar bife à rolê, enroladinho com bacon ou qualquer outro prato que precise ser amarrado para não desmanchar durante o preparo, você pode recorrer ao fio dental.
 
 
5 / 5
5. Frango recheado: o mesmo vale para frango ou peru que serão assados com recheio. Para que o conteúdo não vaze, amarre as pernas da ave com o fio dental e leve ao forno.
 
Fonte: Bolsa de Mulher

Seu gato te ignora de propósito: cientistas descobriram que eles “fingem” não ouvir

Ao contrário dos cães, que saem correndo para o encontro de seus donos quando ouvem um chamado, os gatos permanecem praticamente imóveis e não respondem sequer às vozes de seus queridos “papais humanos”. Isso não quer dizer, no entanto, que existe um problema de audição ou falta de compreensão, pois um estudo comprova que os felinos te ignoram de propósito.


De acordo com uma pesquisa realizada pela Universidade de Tóquio e divulgada pelo jornal “The Independent”, os gatos são sim capazes de reconhecer as vozes de seus donos e deliberadamente escolhem “fingir” que não estão ouvindo.


A pesquisa analisou gatos em suas próprias casas e, através de reprodução de gravações de vozes, notaram que os felinos emitiam sinais físicos como movimentos com o rabo e orelha e dilatação dos olhos quando ouviam os sons de seus donos, o que não acontecia ao ouvirem ruídos de vozes de estranhos.


Entenda por que os felinos costumam ter fama de “esnobes“
Mesmo reconhecendo o som familiar, os gatos permaneciam parados, fato que, segundo o estudo, está relacionado à própria evolução do animal. Diferentemente dos cachorros, os felinos não foram historicamente domesticados para obedecerem ordens de humanos, sempre tomando a iniciativa na relação.


É preciso saber, no entanto, que a fama de “esnobe” não significa que o pet não gosta ou não se importa com seus donos. Bastante carinhosos, os gatos adoram a companhia de humanos, mas simplesmente reagem de maneira mais independente.

Fonte: Bolsa de Mulher - por Paulo Nobuo

Saúde: 5 dicas para as mulheres evitarem doenças cardíacas

As chances de você morrer de doença cardíaca são altas, visto que essa é a condição mais mortal do mundo todo, de acordo com a OMS.


Aqui no Brasil, doenças cardíacas representam 29% dos óbitos, e só nos primeiros dias de 2016 elas já mataram mais de 10 mil pessoas. A estimativa é do Cardiômetro, uma ferramenta de alerta que a Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC) inaugurou no final do ano passado.


Para as mulheres, a condição pode ser ainda mais problemática, porque seus sintomas podem ser diferentes dos sintomas vistos pelos homens. A boa notícia é que existem algumas coisas que elas podem fazer para evitar tornar-se mais uma triste estatística.

Durma bem

A maioria das pessoas precisa de sete a oito horas de sono por noite para estar bem descansado.


Durante o sono, seu cérebro fortalece sua memória, seu coração e seu sistema vascular conseguem fazer uma pausa, sua pressão arterial e frequência cardíaca abrandam. Se você não dorme o suficiente, seu corpo produz constantemente adrenalina e hormônios de estresse para mantê-lo acordado. Isso significa que sua pressão arterial e frequência cardíaca não diminuem, e isso machuca seu coração. Seu corpo adormecido também produz citocinas, o que ajuda a combater infecções e inflamações crônicas.


 Estudos mostram que dormir mal – menos do que seis horas – prejudica mais mulheres do que homens. Sono ruim também pode agravar os sintomas de depressão e aumentar o risco de ataques cardíacos.


Mantenha-se ativa (incluindo sexo)

Qualquer tipo de exercício é essencial para o seu coração, incluindo o sexo. De acordo com a cardiologista Dra. Deidre Mattina, da organização de saúde Henry Ford Health System, nos EUA, o ideal é obter pelo menos 30 minutos diários de exercício físico de intensidade moderada de qualquer tipo – vale até uma simples caminhada.


O exercício físico reduz a pressão arterial, ajuda a perder peso, aumenta o colesterol bom, reduz o colesterol ruim e aumenta a sensibilidade à insulina.
Estar acima do peso faz mal para o coração. Se você tiver que perder muitos quilos, mude seu objetivo para 60 a 90 minutos de exercício por dia, conforme sugere a Dra. Carol Ma, cardiologista do Florida Hospital em Orlando, nos EUA.
Como dissemos acima, sexo conta como atividade. Além dele, chocolate e café, com moderação, também são bons para aliviar o estresse, e logo fazem bem ao coração.


Tome um copo de álcool por dia e coma bem

A Dra. Mattina sugere um copo de bebida alcoólica por dia para manter o coração saudável. Não precisa ser vinho tinto – de fato, ele tem antioxidantes saudáveis, mas qualquer bebida pode aumentar os níveis de colesterol bom e limitar danos às artérias. O álcool também pode ajudá-lo a relaxar.


O importante é não exagerar. No caso da cerveja, 350 ml bastam. Vinho, 120 ml. Bebidas destiladas mais fracas, 45 ml, ou 30 ml para as mais fortes.
Comer alimentos saudáveis também é essencial; diminua o açúcar refinado, sal e gordura e invista em frutas e legumes. A Dra. Ma ainda indica uma dieta rica em ácidos graxos ômega-3, como o que você encontra em peixes. Se você está à procura de sugestões, a dieta mediterrânea é particularmente boa para o coração.

Pare de fumar

Este é o item mais importante da lista. A Dra. Mattina disse que quando vê uma paciente jovem que teve um ataque cardíaco, 90% são fumantes. Esse é um fato pouco conhecido, mas a maioria dos fumantes morre de doenças do coração muito antes de ter câncer de pulmão.


Fumar pode criar coágulos sanguíneos, diminuir os níveis de colesterol bom, tornar mais difícil para a pessoa se exercitar fisicamente e elevar a pressão arterial temporariamente. Nada disso é bom para o coração.

Faça exames regularmente

Fazer exames com uma certa regularidade pode evitar problemas futuros. Com que frequência ou que tipos de exames são coisas que dependem de sua idade, o quanto você se exercita, sua dieta e histórico familiar (se seus pais ou irmãos têm problemas de coração, você está em maior risco).


A Associação Americana do Coração sugere que todos iniciem o monitoramento de sua saúde cardíaca aos 20, checando pressão arterial, peso e níveis de colesterol e triglicérides.


Se você quiser uma verificação mais abrangente, pode checar IMC, circunferência da cintura, atividade elétrica em seu coração, perfis lipídicos e fazer testes da espessura média da íntima-média da artéria carótida (que procuram sinais precoces de doenças cardíacas, como endurecimento das artérias).


Pressão arterial elevada aumenta sua chance de ter problemas cardíacos. Se a sua pressão estiver acima de 120/80 mmHg, faça exames com maior frequência. Além disso, tente controlá-la com medicamentos ou mudanças de estilo de vida.


A partir dos 45 anos, verifique também os níveis de glicose no sangue. Se estiverem altos – um sinal de diabetes tipo 2 -, isso pode levar a doenças cardíacas e acidente vascular cerebral.
Para as mulheres, é especialmente importante conhecer os sinais de problema de coração, pois eles podem ser diferentes dos vistos nos homens.


A clássica dor no peito é comum em ambos os sexos, mas nem todas as mulheres a sentem. Elas podem ter uma sensação ruim em seu pescoço ou mandíbula, palpitações, fraqueza, fadiga, medo – ou ainda sintomas que podem ser confundidos com doenças gastrointestinais, incluindo náuseas, vômitos e indigestão.


Vale lembrar que qualquer atraso no tratamento reduz significativamente as chances de sobrevivência. Se estiver com algum sintoma preocupante, procure imediatamente um médico. [CNN, RHB]

Fonte: http://hypescience.com  - por   Natasha Romanzoti

terça-feira, 26 de janeiro de 2016

É ruim tirar os pelos da região íntima?


Os pelos pubianos cumprem a função de proteger a área genital contra os agentes patogênicos e agressores externos. É importante também prestar atenção à irritação nesta área do corpo.


Depilar-se ou não… esta é a questão. Existem muitos debates em relação a este tema e por isso várias mulheres não sabem o que fazer.
Devemos deixá-lo crescer ou tirá-los em sua totalidade? Algumas mulheres afirmam que os pelos as protegem de doenças, e outras, que se depilam por razões estéticas.


Afinal, é ruim depilar a região íntima? Responderemos a esta pergunta neste artigo!

As funções dos pelos pubianos

Com o passar dos anos, muitas mulheres (e cada vez mais homens) decidem se depilar. Para poder tomar uma decisão em relação a tirar ou não os pelos pubianos, é preciso estar bem informado.

Não é bom basear-se em preconceitos, e muito menos na moda do momento atual.


Lembre-se então de que os pelos da região pubiana cumprem diversas funções, entre elas as que destacamos abaixo:
  • Criam uma barreira para evitar que os vírus e bactérias exteriores causem infecções ou doenças.
  • Permitem que os órgãos genitais femininos estejam sempre a uma temperatura agradável e adequada para garantir o seu funcionamento adequado.
  • Retêm o aroma pessoal que transmite sinais sexuais para estimular a libido do parceiro.
  • Previnem a irritação da área genital durante o ato sexual, já que o contato com a pele pode causar vermelhidão e incômodo.

Razões para não tirar os pelos da região íntima

Se você ainda não estiver totalmente convencida a respeito de se deve ou não manter os pelos pubianos, você deveria prestar atenção nos seguintes motivos para entender que o melhor seria deixá-los como estão (ou, simplesmente, cortá-los um pouco).

A pele sofre

Eliminar os pelos pubianos inflama e irrita os folículos e deixa feridas abertas (que não podem ser vistas a olho nu). A depilação constante causa também pelos encravados dolorosos e queimaduras, no caso de usar a cera, ou cortes, se o método escolhido for a lâmina.

Acelera a proliferação de bactérias

A depilação com cera quente (também conhecida como sistema espanhol) é uma das mais prejudiciais para a região íntima, já que causa a vermelhidão e o enfraquecimento dos poros.


Quando isso se combina com a umidade e a temperatura na região, se converte em um local propício para a proliferação de bactérias. E se não houver pelos não podemos impedir que os micro-organismos entrem ao nosso corpo.

Mais possibilidade de ter herpes

São vários os estudos que demonstram que as mulheres completamente depiladas são mais propensas a ter herpes genital. Quando se raspam ou depilam, causam feridas que expõem o organismo ao vírus que provoca esta doença sexualmente transmissível.

Mais casos de HPV

O vírus do papiloma humano se proliferou de maneira acelerada. Os médicos afirmam que, embora esta doença seja transmitida em muitos casos sem que as pessoas saibam (porque não provoca sintomas automáticos) ou por falta de informação, o fato de que os adultos se depilem aumenta bastante a possibilidade de contágio de viroses.

As modas são passageiras

É uma tendência que as mulheres depilem a região íntima. No entanto, não é preciso fazer isso só porque está na moda ou porque você acredita que, se as outras o fazem você também deveria fazer.

Atenção às doenças da pele

A psoríase e os eczemas podem se agravar devido à depilação. Se você sofrer de algum destes transtornos da pele, é melhor consultar um médico para saber qual método ele recomenda para retirar os pelos da região íntima.
Caso contrário, você poderia agravar a situação e sofrer muitos incômodos e dores.

Depilar-se não é mais higiênico

Este é um dos mitos mais difundidos e que fazem com que cada vez mais mulheres queiram depilar a região íntima completamente. Os maus odores não têm nada a ver com a quantidade de pelos nos genitais, e sim com a higiene pessoal de cada um.

Também não é um afrodisíaco!

É certo que muitas mulheres se sentem mais seguras de si mesmas quando estão depiladas e por isso se sentem melhor no sexo. No entanto, a satisfação íntima vai mais além da quantidade de pelos de cada um.


Também depende muito do parceiro. Muitos homens gostam de mulheres que se depilam por completo, mas também há muitos que as preferem de forma natural, ou seja, com seus atributos intactos.

Conselhos para genitais depilados

Se nada do que você leu anteriormente a convenceu de não tirar os pelos pubianos porque você se sente muito cômoda sem eles, não há problema! Entretanto, recomendamos alguns bons hábitos para que esta decisão provoque as menores consequências possíveis.

Comece pouco a pouco

 

Se você nunca tirou os pelos da região íntima, é aconselhável começar aos poucos. Desta maneira, você sofrerá menos dor e efeitos colaterais. Comece cortando com a tesoura e depois passe para a lâmina ou a cera.

Analise como você se sente

Talvez você tenha tomado a decisão de se depilar por completo porque o seu parceiro pediu, porque você vai para a praia de férias ou porque queria experimentar algo diferente. Compare as suas sensações com as que você tinha quando conservava os pelos.

Preste atenção à irritação

Não importa o método que você escolheu para depilar a região íntima, não deixe de lado os efeitos na pele. Se ela estiver muito vermelha, se arder ou incomodar, passe um bom creme hidratante. Fique atenta para possíveis pelos encravados.

Use calcinhas de algodão

Descarte certos materiais como a lycra. Também não devemos usar roupas muito justas (inclusive as calças). Use saias ou vestidos mais folgados e cuidado com o biquíni.

Não tome sol na região depilada

 Pode ser que você tenha se depilado por completo porque o seu biquíni é pequeno ou porque o verão começou. No entanto, não é aconselhado tomar sol durante os primeiros dias após a depilação, seja ela com lâmina ou com cera. Evite o contato com o sol e afaste a irritação e a vermelhidão usando um fator de proteção elevado se for à praia ou à piscina.

Fonte: Melhor com Saúde

Uso do computador no colo pode levar a infertilidade masculina

Os homens que têm o costume de usar computador portátil no colo devem evitar este hábito, pois o calor excessivo gerado pode levar a infertilidade transitória ou até permanente. De acordo com Alberto Stein, urologista da Insemine – Centro de Reprodução Humana, o calor que o computador produz no colo aumenta a temperatura nos testículos em até 2,5ºC, o que pode afetar a produção, a forma e a velocidade dos espermatozoides.

 
“Os espermatozoides não sobrevivem a temperaturas altas. E a natureza sendo perfeita, colocou os testículos na bolsa escrotal para que a sua temperatura fique de 1 a 2,5°C abaixo da temperatura do corpo, podendo os espermatozoides se desenvolverem adequadamente. Segundo Dr. Stein, o calor gerado pelo computador muito próximo dos órgãos reprodutivos masculinos, faz temperatura aumentar, prejudicando o crescimento e desenvolvimento dos espermatozoides”.

Via Robson Pires

7 motivos para largar os doces

Quem é que resiste a um docinho, não é mesmo? Depois do almoço sempre dá aquela vontade de saborear uma bela sobremesa.
 
 
Mas o grande problema é que as pessoas acabam exagerando. Em média, ingeridos três vezes mais açúcar do que o que é recomendado por dia.   E o consumo em excesso de doca não interfere apenas na obesidade e na diabetes, há outros malefícios que o açúcar traz para a nossa saúde que nem imaginamos. Alguns motivos podem te incentivar a abandonar o doce. Saiba quais são eles!

Acne e manchas na pele
Não é mito que consumir açúcar estimula o aparecimento de acnes e manchas na pele. Isso porque ele aumenta a oleosidade da pele e os alimentos com alto índice glicêmico são absorvidos rapidamente pela corrente sanguínea e produz mais hormônios que secretam as sebáceas.

Contribui para uns quilinhos a mais
Se ingerirmos muito açúcar, a maior parte da frutose é metabolizada pelo fígado e transformada em gordura. Ou seja, imagina o que uma única latinha de refrigerante não faz com o nosso corpo? Consumir muito mais que a dose diária recomendada é um problema! 

Atrapalha o sono
Segundo um estudo realizado em 2016,  o açúcar e a gordura saturada fazem com que a pessoa fique mais suscetível a ter uma noite agitada. Por isso, os alimentos que consumimos tem grande influência no sono e nos níveis de energia.

Faz mal para o coração
O açúcar pode causar pressão alta e hipertensão, de acordo com pesquisas. Ou seja, quem consome 25% mais calorias vindas de açúcares tem três vezes mais chance de ter doenças cardiovasculares. 

Altera o humor
Se você anda um tanto quanto bipolar, pode ser que seja o açucar. Ele pode causar picos e quedas nos níveis de glicose no sangue, fazendo com que a pessoa se sinta mais ansiosa, irritada e mal-humorada.

Estimula o envelhecimento
Triste saber isso, mas é a verdade. Consumir muito açúcar é um estímulo para as rugas aparecerem. Um estudo feito pela Universidade Leiden, na Holanda, descobriu que as pessoas com alto nível de glicose no sangue parecem mais velhas do que as que ingerem menos açúcar.
 
Provoca perda de memória
Segundo um estudo feito pela UCLA (Universidade da Califórnia em Los Angeles), dietas repletas de açúcar afetam as funções cerebrais. Fique atento!
 
 
Fonte: yahoo.com.br

Plástico filme em alimento quente faz ele soltar substância que engorda e dá câncer

Em 2011, quando a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) proibiu a comercialização de mamadeiras com bisfenol A (BPA) em sua composição, o composto químico ficou bastante famoso e passou a ser evitado por estar associado a diversos problemas de saúde e, por estarem em fase de desenvolvimento, as crianças sofreriam mais com esses efeitos nocivos do que os adultos.


 Mas engana-se quem pensa que só quem tem filhos precisa se preocupar com o bisfenol A. É sabido que o composto ainda pode ser encontrado em utensílios plásticos que apresentam policarbonato em sua composição e também em latas de alumínio. Nem mesmo o tradicional plástico filme que você usa diariamente está livre do problema.


O bisfenol A é extremamente instável e pode passar do recipiente para a comida com uma simples mudança de temperatura, como ao colocá-lo na geladeira ou no micro-ondas. Por isso, se você precisar vedar um recipiente de vidro ou livre do composto, saiba que é preciso antes esperar que o alimento esfrie para evitar o suor que contamina o alimento.


No nosso organismo, o composto químico se comporta como se fosse o estrógeno, hormônio feminino, interferindo no funcionamento de algumas glândulas e na produção de hormônios. Estudos também indicam que a substancia está relacionada ao surgimento de câncer de mama e próstata, além do ganho de peso, já que tem efeito de aumentar o apetite, principalmente por alimentos doces.


Utensílios infantis, como mamadeiras, copos e pratos são os campeões em concentração de BPA. Observe o rótulo e certifique-se de que o produto é livre de policarbonato. Os números 3 ou 7 no símbolo da reciclagem também não devem aparecer na embalagem.


Se essas informações não estiverem evidentes, na dúvida, é melhor evitar aquela marca. Confira no vídeo abaixo a explicação da nutricionista funcional Carol Borghesi sobre os riscos das embalagens plásticas:

Fonte: Bolsa de Mulher - por Paulo Nobuo

segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

Cinco planetas aparecerão alinhados no céu por um mês; saiba como ver raro fenômeno.


Fanáticos por astronomia tem, a partir desta semana, uma oportunidade rara de acompanhar o alinhamento de cinco planetas. É um evento bastante incomum, que começou na última quarta-feira (20) e vai durar exatamente um mês, até 20 de fevereiro. Pela primeira vez em 10 anos, Mercúrio, Vênus, Marte, Júpiter e Saturno poderão ser apreciados a olho nu, alinhados simultaneamente, entre o horizonte e a lua, conforme informou uma reportagem da 'BBC'.

Considerando que a rotação em torno do Sol de cada planeta é diferente, esse é um fenômeno que pode ser considerado imperdível. De acordo com o especialista Alan Duffy, da Universidade Swinburne, de Melbourne (Austrália), os planetas mais fáceis de serem vistos são Vênus e Júpiter.

"O grande desafio será Mercúrio", diz Duffy à publicação Australian Geographic.

Isso ocorre porque o planeta estará muito próximo ao horizonte, assim ele fica facilmente "escondido". Além disso, ele só aparece durante a madrugada. As horas e os dias em que cada planeta podem ser vistos no céu variam conforme a localização na Terra.

A ordem da fila

O primeiro a aparecer será Júpiter. Devido ao seu brilho, será fácil de vê-lo, mesmo em áreas urbanas. O Planeta Vermelho, Marte, virá em seguida; e Saturno estará mais abaixo, seguido de perto por Vênus. O último será Mercúrio.

Especialistas de ambos os hemisférios, norte e sul, concordam que o melhor momento para ver os cinco alienhados é pouco antes do amanhecer.

O site Sky.org recomenda que, entre 27 de janeiro e 6 de fevereiro, as pessoas em todo o mundo usem a Lua como um guia para ver os planetas.

Os planetas estarão entre o satélite natural da Terra e o horizonte.

Alan Duffy recomenda procurar um horizonte aberto e um céu suficientemente escuro - cenário praticamente impossível de se encontrar em áreas urbanas.

Uma vez encontrado um lugar para observar o fenômeno, vale cruzar os dedos para que o céu e o horizonte estejam em condições ideais.

Fonte: BBC.
Via Momento Verdadeiro

domingo, 24 de janeiro de 2016

7 razões para nunca mais jogar fora as sementes de abacate

Ainda que seu sabor seja um pouco amargo, vale a pena incluir a semente de abacate em nosso dia a dia para nos beneficiarmos de seus compostos antioxidantes e de suas propriedades anti-inflamatórias.


O abacate é uma fruta deliciosa e versátil que, há muito tempo, é incluída com facilidade em diferentes tipos de dieta.

Durante muitos anos as pessoas duvidaram de seus benefícios, já que diziam que ele engordava por causa do seu elevado índice de gorduras e calorias.


No entanto, com o passar do tempo, foi demonstrado que suas qualidades nutricionais e suas gorduras saudáveis eram da mais alta qualidade.


Agora o que está sendo estudado é o fato de que as sementes do abacate, a parte que a maioria das pessoas desperdiça, também são uma fonte significativa de compostos que beneficiam muitos aspectos da nossa saúde.


Por exemplo, foi descoberto que ela oferece uma quantidade significativa de fibras, aminoácidos e compostos antioxidantes que, ao serem ingeridos, atuam a favor do correto funcionamento de vários órgãos do corpo.


Como muitos ainda desconhecem quais são estes benefícios obtidos ao aproveitarmos as sementes de abacate, hoje iremos compartilhar as sete razões pelas quais nunca mais devemos jogá-las no lixo.
  1. Reduzem o colesterol

     

    Estima-se que a semente de abacate contenha aproximadamente 70% de seus aminoácidos essenciais.
     
    Eles podem ser aproveitados através do óleo extraído das mesmas, o qual tem a capacidade de contribuir para o controle dos níveis altos de colesterol para reduzir o risco de desenvolver doenças no sistema cardiovascular.
  2. Contêm fibras

Acredita-se que nesta parte do abacate possa haver mais fibras do que em qualquer outro alimento.

A fibra é um nutriente que complementa o funcionamento digestivo ao melhorar a capacidade de absorver outros nutrientes e estimular o trânsito intestinal.


A sua ingestão poderia controlar os problemas de diarreia e, ainda que seja contraditório, também é capaz de prevenir a prisão de ventre.
  1. Combate a inflamação

As sementes de abacate poderiam ajudar a controlar o processo inflamatório do corpo, sendo eficazes na redução da inflamação do sistema gastrointestinal.


Em vários lugares da América do Sul, elas são utilizadas como remédio para combater infecções e problemas estomacais associados à inflamação.
Além disso, elas também podem ter um efeito positivo em outras doenças, como a artrite e a osteoartrite.
  1. Fortalece o sistema imunológico

     

    Ao sentir os primeiros sintomas de gripe ou resfriado, é aconselhável ingerir um pouco de sementes de abacate durante o dia para evitar que a imunidade se enfraqueça.
     
    Graças a seus compostos fenólicos, este alimento pode deter as infecções virais e bacterianas ao fortalecer o sistema imunológico.
  2. Combate o envelhecimento precoce

Mais de 50% dos antioxidantes do abacate estão presentes na sua semente. Este composto é essencial para o nosso organismo, já que é o único com capacidade de lutar contra os radicais livres, principais causadores do envelhecimento precoce.


Isso dá a elas um efeito rejuvenescedor, sendo capazes de estimular a produção de colágeno na pele para manter uma aparência jovem e livre de rugas por mais tempo.
  1. Cabelo forte e brilhante

     

    A sua aplicação sobre o cabelo pode proporcionar nutrientes e um brilho espetacular. De fato, há quem assegure que é um dos melhores remédios contra a caspa e contra os piolhos e lêndeas.
  2. Ajuda a perder peso

     

    Ainda que a polpa seja aconselhada para este fim, a semente também pode ser bastante útil pela sua capacidade de controlar os níveis de glicemia no sangue.
     
    Os altos índices de açúcar alteram o funcionamento do metabolismo e reduzem a velocidade da perda de peso.
     
    Este ingrediente ajuda a controlá-lo e, ao mesmo tempo, proporciona uma sensação de saciedade a todo o organismo para evitar o consumo excessivo de calorias durante o dia.

    Como podemos consumir as sementes de abacate?

    As sementes de abacate podem ser incluídas na dieta de várias formas. Podem ser raladas, torradas, assadas, etc.
    É bom incluí-las em:
  • Saladas
  • Sucos
  • Batidas
  • Chás
  • Sopas

É preciso considerar que elas têm um leve sabor amargo, e por isso não é aconselhável incorporá-las aos pratos e bebidas em grandes quantidades.


O abacate é um claro exemplo das maravilhas que a natureza oferece para a nossa saúde. Não apenas a polpa é rica em nutrientes, mas também podemos aproveitar a sua semente. Por que desperdiçá-la se ela é tão saudável? Ainda que não tenha o sabor mais agradável do mundo, vale a pena começar a incluí-la na dieta para manter o organismo mais saudável e livre de doenças. Aproveite!

Melhor com Saúde