terça-feira, 28 de junho de 2016

Prefeitura de Caruaru anula pagamento de Wesley Safadão; músico doaria todo o cachê

polêmica sobre o contrato valioso de Wesley Safadão para o São João de Caruaru deste ano acaba de ganhar mais um episódio: o músico não irá receber o montante, portanto, não poderá fazer a doação que havia prometido.


Após Safadão ter revelado que doaria o valor total de seu cachê para entidades filantrópicas da cidade, a Prefeitura de Caruaru, por meio da Fundação de Cultura da cidade, informou que o desembolso dos 575 mil reais foi suspenso.


De acordo com o Portal de Transparência da Prefeitura, foi cancelado o empenho nº 462 no valor de 575 mil reais que equivale ao show de Wesley Safadão, no dia 25 de junho de 2016, no palco principal do Pátio de Eventos Luiz Lua Gonzaga, no São João de 2016.


Entenda o caso:
Na última semana, a música nacional presenciou uma polêmica sobre o cachê que receberia Wesley Safadão para se apresentar na festa de São João do Caruaru, em Pernambuco. O evento aconteceu neste último sábado, 25.

A organização da festa, que é realizada pela prefeitura, decidiu pagar o valor de R$ 575 mil para o músico se apresentar, o que gerou insatisfação popular, já que, segundo algumas pessoas, Safadão havia pedido R$ 195 mil para fazer um show de São João na cidade de Campina Grande – PB e o valor de Caruraru estaria superfaturado.


Portanto, na última quarta-feira, 22, após três advogados de Caruaru entrarem na Justiça com uma ação popular, o juiz José Fernando Santos de Souza deferiu uma liminar que deveria cancelar a apresentação do cantor.

Entretanto, no mesmo dia, o desembargador José Viana Ulisses derrubou a liminar que impediria a apresentação de Wesley. Além de pontuar que o cancelamento traria uma série de prejuízos à economia local, o magistrado documentou:


"Diante da comprovação de que os recursos utilizados para o pagamento do show objeto da lide estão fora do orçamento do erário municipal, impõe-se a autorização para a sua realização".


Pelo outro lado, na quinta-feira, 23, a equipe do cantor se posicionou e revelou que o valor especulado sobre o show de São João de Campina Grande "não condiz com a realidade" e que "não existe contrato firmado com Campina Grande".


Quem também falou sobre essa polêmica toda foi a prefeitura de Caruaru. Em entrevista à TV Globo, o Secretário de Governo da cidade, Rui Lira, afirmou: "Em Caruaru, ele [Wesley Safadão] vai cantar no dia mais nobre de todos, o único sábado entre São João (24) e São Pedro (29). São razões de mercado, não são questões que se possa aumentar ou diminuir muito o preço. Depende da negociação".


Contudo, após toda a confusão judicial, no sábado, o show aconteceu. No Pátio de Eventos Luiz Gonzaga, Safadão cantou para um público de mais de 100 mil pessoas por quase duas horas. Em certo momento da apresentação, o músico se posicionou sobre a polêmica e revelou que irá doar todo o cachê recebido para instituições de Caruaru.



 Além de cobrar as instituições políticas melhorias em suas administrações, Safadão revelou o prazer que tem em participar da festa de São João de Caruaru e garantiu: "Se o problema é dinheiro, pode espalhar aí que o meu cachê está voltando para Caruaru para ajudar a quem realmente precisa. Em Caruaru eu toco até de graça. O que eu não quero é ficar de fora desta festa".

Fonte: Kboing -  por Alexandre Murari

Nenhum comentário:

Postar um comentário