segunda-feira, 11 de julho de 2016

Seios: 9 coisas que você provavelmente não sabia sobre eles

Peitos. Seios. Mamas. Você pode chamá-los do que quiser; eles são surpreendentes para quem os têm e para quem não tem também.

Surgindo perto da puberdade feminina, os seios são feitos de tecido glandular e adiposo. Abaixo, veja mais nove coisas que você provavelmente não sabia sobre esses nossos amigos:

1. Algumas mulheres podem ter orgasmos através da estimulação da mama
Dois educadores sexuais renomados realizaram um estudo aprofundado para reforçar afirmações de que as mulheres poderiam atingir o orgasmo através apenas da estimulação da mama. Dorian Solot e Marshall Miller, autores de “I Love Female Orgasm: An Extraordinary Orgasm Guide” (“Eu Amo Orgasmo Feminino: Um Guia Extraordinário do Orgasmo”, em tradução literal), informam que 1% das mulheres em suas pesquisas falaram de sua capacidade de ter orgasmos somente brincando com seus seios.

2. Peitos são mais gêmeos fraternos do que idênticos
Todos temos características assimétricas: um braço mais longo do que o outro, um pé maior que o outro e até mesmo um seio maior do que o outro. Em um estudo publicado no “International Journal of Clothing Science and Technology”, identificou-se que, em média, a mama direita é maior do que a esquerda.

3. Seios podem pesar tanto quanto três tijolos
Imagine carregar três tijolos por aí todos os dias e, depois disso, dormir com eles sobre seu peito. O sutiã padrão pode suportar seios que pesam entre 0,23 kg e 9 kg, que é o peso aproximado de três tijolos. Ou seja: a tarefa é para poucas.

4. Se você gosta dos grandões, sua conta bancária provavelmente não está muito cheia
Um estudo de 2013 descobriu que homens que “não tinham bens materiais”, ou que eram de um nível socioeconômico mais baixo, preferiam mulheres com seios maiores. Isso teria relação com o fato de que o maior teor de gordura poderia indicar que as mulheres teriam acesso a melhores recursos.
Na verdade, esses pesquisadores descobriram que aqueles de baixo nível socioeconômico desejavam uma mulher com seios maiores mais do que os homens de nível socioeconômico médio. E, por sua vez, os homens de nível socioeconômico médio gostavam de um par maior do que os homens de nível socioeconômico elevado.
Essencialmente, quanto mais pobre for homem, maior tem que ser o número do sutiã.

5. Todo mundo fica olhando para seus peitos. Todo mundo
De acordo com um estudo em que mulheres e homens foram equipados com um dispositivo de rastreamento ocular, foi registrado que ambos olham para os seios ao invés do rosto de uma mulher, porém os homens o fazem por mais tempo. Então, nós, mulheres, também acabamos dando uma checada nos peitos das amigas, só fazemos isso mais rapidamente.

6. Qual o seu tipo de mamilo?
Existem diferentes tipos de mamilos, clinicamente classificados como ‘normais’, ‘planos’, ‘inchados’, ‘invertidos’ com três graus de inversão, e ‘unilaterais’. Assim como a assimetria dos seios, seus mamilos podem não combinar entre si.

7. O terceiro mamilo
Ter um terceiro mamilo em algum lugar do corpo é chamado politelia. Segundo o portal Pathology Outline, cerca de 3% das pessoas têm um mamilo extra, ainda que as estimativas variem muito conforme a região. O Instituto Nacional do Escritório de Doenças Raras da Saúde dos Estados Unidos estima que menos de 200 mil pessoas no país tenham um bico extra.
Se você ficou curioso, o terceiro mamilo muitas vezes é confundido com uma verruga e pode aparecer em qualquer parte do corpo. Pegue um espelho e embarque nessa busca.

8. Fumo e gravidez podem deixá-los caídos
Há uma proteína vital na pele chamada elastina, que dá a elasticidade à pele para que ela possa esticar-se sem se rasgar. Tabagismo contínuo pode quebrar essa proteína, fazendo com que os seios fiquem caídos. Gravidezes também podem fazer com que os peitos caiam, conforme explica um estudo apresentado na conferência da Sociedade Americana de Cirurgiões Plásticos de 2007 – e, provavelmente, a sua mãe também.

9. Você pode conseguir todos os sutiãs que precisa em Hong Kong
Há um departamento inteiro dedicado ao desenvolvimento têxtil na Universidade Politécnica de Hong Kong. Criado pelo fabricante de sutiã Top Form, o laboratório é puramente dedicado à pesquisa e desenvolvimento destes nossos gloriosos amigos do peito. É só fazer as malas! [I Fucking Love Science]

Via professor José Costa

Nenhum comentário:

Postar um comentário