domingo, 7 de agosto de 2016

Especialista explica como a música auxilia na melhoria da saúde

Ouvir música não é só um entretenimento e uma medida para acalmar e relaxar, ela influência no nosso humor, no bem-estar, pode aliviar situações de estresse e marcar positivamente situações da vida. A música é uma linguagem universal que traz diversos benefícios à saúde.

De acordo com Luzimari Dantas, psicóloga do Hapvida Saúde, a música ajuda a melhorar o sistema imunológico, diminui a quantidade do hormônio do estresse e, especialmente em caso de hospitais, ela faz com que a pessoa se sinta mais à vontade e aceite melhor o tratamento, principalmente em pacientes pré-cirúrgicos e pacientes que vão fazer cateterismo, pois ajuda na recuperação.

Pesquisas indicam que a música clássica é mais indicada para recuperação, desde que ela não seja nem muito lenta e nem muito empolgante. “Para os pacientes, o tempo passa devagar e isso causa estresse. A música entra nesse contexto e já não pode ser a mesma música da pré-cirurgia. Tem que ser uma que ele goste. Para isso, é preciso conhecer bem o paciente”, explica a psicóloga.

A música é muito usada em sala de espera justamente por esse fator temporal. É mais fácil esperar sem prestar atenção ao tempo do que esperar monotonamente olhando o relógio. A música tem esse poder meio hipnótico. Ela poderá alterar a resposta espaço-tempo, a circulação, a digestão, a oxigenação da pessoa, o dinamismo nervoso e do humor e ainda produz socialização.

A psicóloga ressalta que existem contraindicações, como é o caso de pacientes com epilepsia, que não podem ouvir música com batida forte e nem alguns tipos de sons, pois existe um tipo de epilepsia rara que é provocada pela música. “Alguns pacientes que escutam música muito alta ou muito frenética vão ter crise de epilepsia. Então, na recepção de neurologia, nem pensar em música, pois ela ativa muitas áreas do cérebro, o que não pode ocorrer em um paciente epilético”, relata.


*Nosso Paraná RN com mixmidia Assessoria de Comunicação /Via Patu em Foco

Nenhum comentário:

Postar um comentário