terça-feira, 6 de setembro de 2016

13 questões embaraçosas sobre sua vagina: a gente responde sem pudor

Vladimir Gjorgiev/Shutterstock
Por falta de hábito, motivos culturais e até vergonha, muitas mulheres simplesmente não costumam observar a própria vagina e ignoram o fato de que a parte tão importante do corpo feminino merece toda a atenção possível.


Conhecer detalhes da vagina ajuda a mulher a entrar em contato com o próprio corpo, melhora as relações sexuais e ainda previne doenças. Confira um guia completo da vagina e saiba como ela funciona, além de conhecer respostas para questões embaraçosas sobre sua região íntima:

Guia da vagina: perguntas e respostas

 

O que significa pH da vagina?
O pH (Potencial Hidrogeniônico) possui teores ácido, neutro e alcalino e atua de forma diferente em parte do seu corpo, inclusive sua vagina. O pH de uma região íntima saudável é ácido, ou seja, menor do que 7, para combater infecções, irritações e possíveis odores ruins.

É normal sentir dores na vagina?
Incômodo durante o sexo ou enquanto você urina não deve ser considerado natural e pode ser sinal de infecção ou doença sexualmente transmissível, portanto, seu médico deve ser consultado. Dor profunda pode ainda indicar condições mais graves, como endometriose ou cisto no ovário.


A vagina muda após a gravidez?
A vagina demora cerca de seis meses para voltar ao normal depois do parto normal.


Como limpar corretamente a vagina?
A higienização com duchas não é indicada. Especialistas afirmam que a vagina se limpa sozinha e que produtos de higiene para a região devem ser indicados por um médico. Use apenas água e sabonete neutro nas partes externas da área íntima.

Calcinha errada prejudica a vagina?
Sim, por isso especialistas indicam que peças íntimas de algodão são as melhores para absorver a umidade. Deixe lingeries rendadas para ocasiões especiais. O suor e a ventilação são essenciais para a saúde da vagina. Por isso, se possível, durma sem a peça.


É normal ter secreção vaginal?
Toda mulher produz líquido pelos órgãos genitais que, além de lubrificar a área, protege a vagina de possíveis lesões. A mulher só deve se preocupar se houver alguma outra alteração. A secreção vaginal que apresenta odor forte e coloração branca ou até mesmo amarela pode ser identificada como um corrimento.


A vagina muda com a idade?
Verdade. Aos 20 anos, seus órgãos já atingiram o seu tamanho adulto. Aos 30, mudanças hormonais que vêm com a gravidez ou envelhecimento podem escurecer os pequenos lábios, os lábios "interiores" que rodeiam o clitóris e abertura vaginal. Aos 40 anos, os ciclos menstruais são um pouco mais curtos e tendem a esgotar-se por volta dos 50 anos, com a chegada da menopausa.


Existe um tamanho “certo” de vagina?
O tamanho da vagina varia de mulher para mulher, mas, na fase adulta, tem entre 7 cm e 8 cm de comprimento quando está em repouso e chega até a 12 cm de comprimento e 3 cm de largura durante o sexo. Responsável pela maioria dos orgasmos femininos, o clitóris também varia de tamanho e possui 8 mil terminações nervosas.


É normal a vagina fazer barulho durante o sexo?
Barulhos na vagina, como uma espécie de flatulência, durante o ato sexual são normais e acontecem simplesmente por causa da entrada de ar na vagina durante movimentos do ato.


É possível exercitar a vagina?
Exercícios simples como contrair e relaxar o assoalho pélvico repetidamente durante o dia podem ser feitos em qualquer lugar sem que ninguém perceba. O método trabalha músculos da vagina e ainda melhoram o sexo.


Faz mal depilar a vagina?
Depilar a região íntima não chega a ser proibido por médicos, mas evitar tirar os pelos de forma excessiva e realizar o procedimento de forma cuidadosa e em ambientes de extrema higiene são atos essenciais para evitar complicações. O ideal é apenas remover o excesso com uma tesourinha.


É verdade que a vagina muda de cor?
Você pode não perceber, mas durante a excitação sexual ou gravidez, o fluxo sanguíneo na região é alterado e pode resultar em mudança de cor, geralmente mais escura.


Por que minha vagina coça?
Coceira recorrente na vagina pode ser um sinal de uma infecção por fungos ou vaginose bacteriana. A reação ainda pode ser alguma alergia a um sabonete, por exemplo. A consulta com um médico é essencial caso o incômodo seja frequente.

Fonte: VIX -  Escrito por Paulo Nobuo

Nenhum comentário:

Postar um comentário