terça-feira, 22 de novembro de 2016

Luz do celular é altamente prejudicial para seu cérebro e corpo: saiba o que acontece

                                             Acreative/shutterstock


Além de provocar dores no pescoço, problemas de coluna, postura e visão, o uso excessivo de celular ainda pode ser prejudicial ao cérebro e ao resto do corpo somente por causa da luz que emite. Você pode não perceber no dia a dia, mas a iluminação é tão forte que brilham até sob os raios solares.

Usar celular antes de dormir faz mal para a saúde

Mas é à noite que o brilho das telas dos smartphones pode causar danos ainda maiores. Naturalmente nosso organismo segue um ciclo que nos ajuda a permanecer acordados durante o dia e descansar no período noturno, mas quando ficamos muito tempo exposto à luz do celular antes de dormir, por exemplo, nosso cérebro fica confuso e os efeitos, a longo prazo, podem ser bastante prejudiciais.

Por ter efeito semelhante à luz do sol da manhã, a iluminação do celular faz com que o cérebro pare de produzir melatonina, um hormônio que indica o corpo que é hora de dormir. Ao interromper a produção de melatonina, ocorre uma confusão no ciclo de sono e uma espécie de jet lag artificial que dificulta o descanso.

Efeitos da luz do celular sobre o organismo

Por atrapalhar o sono, a iluminação do smartphone, a longo prazo, afeta o descanso pleno, prejudicando assim o aprendizado, a memória, a concentração, trazer possíveis prejuízos à retina dos olhos e, segundo pesquisas iniciais, até mesmo levar a um quadro de catarata.

A falta de sono de qualidade ainda está relacionada a um aumento de risco de cânceres de mama e próstata, além de poder levar à depressão e até mesmo prejudicar o processo de emagrecimento, já que a melatonina é um dos hormônios que também fazem parte do controle do apetite.

Fonte: VIX - Escrito po rPaulo Nobuo

Nenhum comentário:

Postar um comentário