quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

É possível que vírus escolham quem (e como) atacar baseados no sexo das pessoas

Jakkarin chuenaka/shutterstock
Apesar de socialmente serem consideradas o “sexo frágil”, as mulheres possuem, segundo a ciência, sistema imunológico mais forte que os homens. Mas não é apenas este o motivo pelo qual algumas infecções são conhecidas por serem menos mortais entre elas.

Vírus "escolhem" atacar homens ou mulheres

De acordo com um recente estudo publicado na revista científica Nature, alguns vírus podem “pegar leve” com as mulheres porque elas poderiam propagá-los com maior facilidade. Ou seja, vírus escolhem quem (e como) atacar baseados no sexo das pessoas.


Somente a mulher, por exemplo, pode transmitir um vírus para uma criança no útero ou através do nascimento ou da amamentação. A pesquisa, feita pela Royal Holloway University, Londres, entendeu então que determinadas infecções são menos agressivas em mulheres para reduzir o risco de provocar óbito de uma gestante ou aumentar a chance de infectar o bebê.

Segundo o médico Francisco Úbeda, um dos líderes do trabalho científico, os vírus podem estar evoluindo para ser menos perigosos para as mulheres, procurando preservar a população feminina e evitando o contágio de mãe para filho.

Fonte: VIX - Escrito por Paulo Nobuo

Nenhum comentário:

Postar um comentário