sábado, 21 de outubro de 2017

Doença misteriosa faz com que garoto de 7 anos durma por 11 dias seguidos

Wyatt Shaw, 7, de Kentucky, EUA, tonou-se um mistério médico por ter adormecido por quase duas semanas seguidas.

 Ele caiu em sono profundo logo após atuar como pajem (o masculino de dama de honra) no casamento de seu tio. Sua mãe, Amy Shaw, até tentou acordá-lo, mas ele apenas recobrou a consciência brevemente e voltou a dormir. O menino então foi levado para um hospital em Louisville, e mesmo após ter passado por uma série de exames neurológicos, não conseguiu um diagnóstico. No entanto, com a ajuda de uma medicação convulsiva, os médicos conseguiram acordá-lo. As informações são do Daily Mail.


 A mãe de Wyatt, a princípio, achou que ele estivesse cansado por causa do casamento. No entanto, quando viu que não conseguia acordá-lo e que estava extremamente letárgico quando consciente, decidiu levá-lo ao Norton Children’s Hospital. No dia 1 de outubro, quando chegou, os médicos não tinham certeza do que estava fazendo com que ele dormisse profundamente.

Segundo a avó da criança, Rhonda Thompson, foram realizados três exames na coluna vertebral, três ressonâncias magnéticas, um MRA, cinco EEGs e um painel de toxinas. Ele também foi testado para uma série de parasitas, vírus, bactérias e doenças infecciosas que pudessem causar fadiga. Porém, todos os resultados vieram como negativos. 

Desde então, os médicos têm trabalhado com a Mayo Clinic, de Minesota, e um especialista em Londres para tentar entender o que poderia ter causado o sono profundo. “O médico em Londres disse que viu uma criança dormir por até 10 dias sem acordar e Wyatt dormiu por 11”, disse Thompson. “Eu disse que ele era um concorrente que queria quebrar esse recorde de 10 dias…”, brincou a avó.

Graças a medicamentos utilizados para prevenir convulsões, duas semanas depois de ter adormecido, Wyatt acordou, embora o tenha feito com a mobilidade limitada. Estes remédios, dependendo do tipo, visa neurotransmissores no cérebro para impedir que disparem sinais para outros receptores. Hipóteses sugerem que a criança esteja sofrendo da chamada síndrome de Kleine-Levin (KLS), uma desordem que faz com que uma pessoa durma de 12 a 24 horas por dia e só levante para comer ou ir ao banheiro. Não está claro ainda o que a provoca, mas especialistas acreditam que seja causada por uma ruptura no hipotálamo e tálamo ao regular os padrões de sono.

Wyatt não foi diagnosticado com KLS, mas apresentou sintomas semelhantes aos pacientes que tiveram a síndrome. Quando acordou, sentiu dificuldade para engolir, incapacidade de andar e falar, já que esteve dormindo por tanto tempo. Ainda, os médicos não têm certeza se ele experimentará o sono profundo novamente. Não há nenhuma previsão de diagnóstico e pode se tratar de uma doença jamais vista antes na Medicina.

[ Daily Mail ] [ Fotos: Reprodução / Daily Mail ] 
Via Jornal Ciência por  Merelyn Cerqueira

Como saber como está a saúde dos seus rins, hormônios e fígado olhando apenas o seu rosto!

Dá para acreditar que o rosto humano pode dizer muito sobre o nosso estilo de vida?
De acordo com Nigma Talib, especialista em medicina natural e cuidados com a pele, nosso rosto serve como um mapa para o diagnóstico de doenças e falhas na dieta.

Funciona de uma forma muito parecida com a reflexologia, que é famosa por mapear os pés e descobrir, através de pontos de pressão, quais são os problemas de saúde que o paciente enfrenta.

Uma boa alimentação, por exemplo, deixa nossa fisionomia mais radiante, enquanto uma dieta pobre deixa a pele mais estragada.

Um especialista consegue perceber uma desordem, como excesso de álcool, de carboidratos, fumo ou alergias, apenas olhando para você.

Acredite: muitas marcas de expressão, pés de galinha, manchas e bolsas abaixo do olhos poderiam ser evitados se a pessoa tivesse uma dieta rica em nutrientes e não fosse viciada em produtos químicos.

Por causa desses maus hábitos, os hormônios se desestabilizam e aceleram o envelhecimento, promovendo a ação dos radicais livres.

Veja o que alguns hábitos fazem com o nosso rosto:

1. Rosto de quem consome glúten e tem intolerância
Nessa condição, os primeiros sintomas são as manchas na região do queixo.

É possível também que as bochechas fiquem rosadas e inflamadas.
Se você está desse jeito, corte o glúten da dieta, pelo menos por uma semana, para fazer um teste e ver se é realmente este o problema.

Se for isso mesmo, não precisa eliminar o glúten de uma vez por todas, mas diminua o máximo que puder.

2. Rosto de quem bebe
É muito comum os alcoólatras apresentarem uma pele cheia de linhas de expressão profundas.

Além disso, as bochechas ficam vermelhas, a pele desidratada e o rosto um pouco inchado.
E tem mais!
As pálpebras ficam caídas e os poros abertos.

3. Rosto de quem intolerância à lactose
Cerca de 70% da população mundial possui algum grau de intolerância à lactose .
Você pode estar dentro dessa porcentagem sem saber, pois os sintomas nem sempre são perceptíveis.

As pessoas que consomem muitos derivados do leite, ou têm intolerância a ele, desenvolvem manchas escuras e pálpebras inchadas.
Além disso, o queixo fica inflamado e aparecem manchas brancas.

4. Rosto de quem consome muito açúcar
A pessoa fica com a pele um pouco cinza ou cor de pastel.
Além disso, surgem muitas rugas na testa e ao redor dos olhos.
O açúcar elimina a flexibilidade da pele e atrapalha a reidratação.
Outro problema comum no rosto dos fãs de doce é o surgimento de espinhas dolorosas e muito irritantes.

De acordo com o mapeamento do rosto, a testa se conecta com o trato digestivo.
Por isso é comum ver erupções nessa área.

Fonte: Cura pela Natureza

Esperma humano pode guardar vírus que causam ebola, catapora e mais 25 doenças

HIV, hepatite B e zika são apenas alguns dos mais conhecidos vírus que podem ser transmitidos por contato sexual por sobreviverem no esperma humano. Mas, saiba que o sêmen pode guardar até 27 vírus diferentes, responsáveis, por exemplo, por doenças como ebola, catapora e até dengue.
Sêmen humano pode abrigar até 27 vírus

 A informação foi descoberta por um recente estudo publicado no periódico científico Emerging Infectious Diseases que, a partir da revisão de mais de 3.800 de estudos, descobriu que, além dos vírus já citados, outros causadores de doenças como gripe, varíola, rubéola e síndrome respiratória aguda grave também podem estar presentes no esperma.


De acordo com o levantamento, nem todos os 27 vírus que sobrevivem no sêmen são capazes de ser transmitidos, mas podem causar mutações no DNA que comprometem futuras gerações de esperma e outras consequências graves, como aumento no risco de contaminação de doenças sexualmente transmissíveis e redução da fertilidade.

Os cientistas, no entanto, ainda não sabem exatamente quais vírus podem ser transmitidos sexualmente e quais são capazes de permanecer vivos no esperma, o tempo de sobrevivência deles e em quais concentrações.

Fonte: VIX - Escrito por Paulo Nobuo

O que é a doença grave de Mister M e por que ele precisa de tanto dinheiro para tratar?

Reprodução/Youtube/Operação Pipa o Ano Todo
                                 

O rosto por trás do emblemático mágico Mister M, famoso nos anos 90 por revelar os truques por trás dos atos impressionantes, revelou que passa por um grave problema de saúde.


Em um vídeo exibido no programa Balanço Geral (Record TV), Val Valentino explicou que enfrenta uma doença na próstata e pede ajuda para arrecadar R$ 45 mil para parte de seu tratamento.

Mister M tem câncer terminal

Reprodução/Record TV
                                            
 Aos 61 anos, o norte-americano Val Valentino conta que sofreu diversos problemas de saúde nos últimos cinco anos, os quais o obrigaram a se afastar do mundo do entretenimento. No vídeo, o mágico explica que somente após três anos de sofrimento, foi diagnosticado com "algo muito ruim na próstata".

O VIX conversou com o amigo de Val, o jornalista brasileiro Fernando Mauro Trezza, que é responsável pela vaquinha online feita para ajudar o mágico. Trezza confirmou que o artista sofre de um câncer de próstata em estágio avançado. 

Após o diagnóstico, o médico de Val chegou a dizer que ele teria apenas mais um ano de vida. "A única coisa que o médico poderia fazer era cirurgia, quimioterapia, radioterapia... e eu não queria fazer isso", contou à Record.
O mágico não tomou a medicação por conta dos efeitos colaterais e felizmente continuou vivo após um ano, mesmo sem tratamento adequado.


Sem dinheiro para tratamento

 Val deixou de trabalhar devido aos problemas que enfrenta desde antes do diagnóstico. "Estamos falando de 5 anos sem condições de trabalhar. Eu nem conseguia entrar no avião, porque a próstata inchava e eu tinha outros problemas. Eu não tinha energia e não conseguia me apresentar", relata o "mágico dos mágicos".

Com isso, suas economias foram sendo gastas no sustento de sua casa e família, conforme conta o amigo brasileiro, Fernando Trezza. "Ele gastou todos os recursos nesses cinco anos, então eu me dispus a fazer uma vaquinha virtual para ajudá-lo a se tratar", explica.

R$ 45 mil para pré-cirúrgico

A campanha pede 45 mil reais, que serão destinados ao tratamento pré-cirúrgico, o qual inclui a realização de exames e terapias que preparam para o procedimento de retirada do câncer.

"Este é o momento mais crítico do processo, porque é importante que ele seja preparado para as cirurgias em tempo hábil", escreveu o amigo Fernando no site da vaquinha para Mister M, em que também há uma carta de Val autorizando a campanha.

Câncer de próstata

dante1969/shutterstock
Michele Samora, oncologista do Centro de Oncologia do Hospital 9 de Julho, esclarece que o câncer de próstata é um tumor maligno que surge pela reprodução ou modificação das células dessa glândula. Em casos graves, as unidades cancerígenas podem se espalhar para outros órgãos e causar metástase.

A doença pode acometer qualquer um, mas é mais comum em homens acima dos 50 anos, negros ou com histórico familiar de câncer.

Na fase inicial, o tumor é assintomático, mas conforme progride pode haver problemas urinários, dor e dificuldade de ereção.

Por que tratamento é tão caro?

Tratamentos particulares são caros, especialmente quando se trata de câncer. A cada dia, são aprovadas novas drogas e terapias eficazes no combate ao tumor, mas junto com elas ocorre o aumento da precificação. 

Isso explica porque Mister M pede a alta quantia de dinheiro. Morador dos Los Angeles, nos Estados Unidos, ele não tem a opção de realizar um tratamento pela rede pública, visto que ela é inexistente no país.

Outro ponto importante é que mesmo os países que têm rede pública podem não comportar bem um paciente com câncer avançado, visto que a possível demora no atendimento pode favorecer o avanço do acometimento.

Atualmente, segundo Fernando Trezza, estuda-se a possibilidade de tratar Val no Brasil, o que poderia reduzir os custos e ainda proporcionar o apoio dos fãs brasileiros.

"Eu me sinto tão abençoado. Amo todos vocês, o Brasil sempre foi uma segunda casa para mim. Ou melhor, é minha segunda casa. Seria um lugar onde eu viveria se não morasse nos EUA", finaliza Mister M em vídeo.

Fonte: VIX-  Escrito por Ligia Lotério

 

quinta-feira, 19 de outubro de 2017

Língua muito vermelha pode ser sinal de anemia, candidíase e mais 2 problemas

Irina Bg/Shutterstock
Se você não tem o hábito de observar a própria língua antes, durante ou após a escovação dos dentes, saiba que a aparência do órgão pode revelar de forma bastante clara problemas de saúde que podem ter origem na própria boca ou em outras regiões do corpo.

Língua muito vermelha: o que pode ser

Timonina/shutterstock
Se você percebeu alteração repentina na tonalidade da língua - e ela passou a ter uma coloração vermelha mais intensa - a característica pode indicar quadros de candidíase, anemia, falta de vitaminas ou mesmo diabetes.

A intensificação da cor da língua geralmente é causada por atrofia nas papilas gustativas, que resulta no avermelhado.

Piotr Marcinski/Shutterstock

A língua saudável deve ter cor rósea, ser macia e apresentar relevos espalhadas pelo dorso e lateral, que são papilas e botões gustativos que permitem sentir o sabor dos alimentos.

O órgão pode apresentar diversas alterações, algumas benignas, mas que devem ser avaliadas por um estomatologista, especialista que cuida da língua e é qualificado para analisar a aparência e lesão da mucosa para saber se há ou não necessidade de tratamento.

Fonte:VIX - Escrito por Paulo Nobuo

Wesley Safadão nega troca de nome por religião: 'Não existe, foi só brincadeira'

                                                Divulgação, Globo/Artur Meninea


Depois de ser batizado com a mulher, Thyane Dantas, em um retiro espiritual, onde comemoraram um ano de casamento, e ter celebrado seu aniversário de 29 anos em um culto com família, Wesley Safadão negou que terá de trocar o nome artístico por causa da religião. "Isso não existe. Foi uma brincadeira que fizeram", limitou-se a dizer a assessoria de imprensa do músico ao Purepeople, nesta quarta-feira (18).

Safadão diz que não vai virar cantor gospel

Safadão parece ter encontrado um novo sentido em sua vida. Em recente entrevista ao "TV Fama", da RedeTV!, ele falou sobre religião e afastou os rumores de que tornaria um cantor gospel. "O pessoal fez uma paródia, saíram algumas coisas... Assim que me batizei algumas pessoas falaram: 'Ah, ele vai parar de cantar, vai virar cantor evangélico'. Não, meu pensamento não é esse! Vou continuar trabalhando firme e forte. Infelizmente até vejo alguns comentários do próprios cristãos dizendo: 'Ah, você está no mundo, você canta'. 

E as pessoas que não são acabam apoiando muito mais do que os próprios cristãos. Mas sempre digo assim: 'Sou eu e Deus'. Deixa Deus agir, transformar cada vez mais e só posso dizer uma coisa: Acho que no momento que vivo hoje foi a melhor escolha que tive porque não é fácil o mundo que a gente vive em todos os sentidos. Então, graças a Deus eu posso dizer o seguinte: A gente consegue ter um controle para dar conta de tudo isso", disse o pai de Yhudy, de 6 anos, e Ysis, de 3, que já esbanjaram fofura dançando o hit "À Vontade", parceria de Wesley e Ivete Sangalo.

Forrozeiro comenta sua relação com Deus

Ainda à publicação, Wesley exaltou o momento em que está vivendo. "Quando comemoramos um ano de casamento fomos para Minas Gerais e lá tive a oportunidade de ter nosso batismo. Foi um momento único e Deus tem nos abençoado bastante. Nossa união, nosso relacionamento, todas as decisões são pensadas juntas. A gente se batizou agora, há dois meses, mas seguíamos a religião cristã há mais de dois anos. Sempre frequentamos a igreja, tínhamos um grupo de oração em casa, quando não era na nossa era na casa de amigos. Então, isso sempre vinha acontecendo e Deus nos presenteou", afirmou.

Fonte:Purepeople (Por Patrícia Dias)

terça-feira, 17 de outubro de 2017

10 sintomas de câncer que muitos ignoram

A prevenção e a detecção precoce são fundamentais na luta contra o câncer. Por isso, diante de qualquer sintoma que nos pareça anormal, devemos consultar um especialista que avalie a situação.

Uma das principais maneiras de lutar contra o câncer é saber detectá-lo a tempo. Às vezes, por estarmos muito ocupados, nos esquecemos dos checkups médicos anuais e deixamos passar várias semanas antes de ir a uma consulta quando sentimos alguma dor.

Você sabia que o câncer tem sintomas iniciais que muitos de nós ignoramos? Neste artigo contaremos quais são eles para que você possa estar mais atento.

Por que é necessário detectar o câncer precocemente?

Cada vez mais pessoas sofrem com esta doença terrível, que em muitos casos causa a morte. Os diagnósticos de câncer comuns nos hospitais e clínicas. A detecção tardia dos sintomas é uma das razões pelas quais os tratamentos não dão bons resultados.

Quando mais demorarmos em deter o avanço das células cancerígenas, maior será a expansão da doença por diferentes partes do corpo.


A prevenção e o diagnóstico a tempo são duas das ferramentas mais úteis para enfrentar o câncer. Novos medicamentos e tratamentos permitem que os pacientes continuem com sua vida e eliminem a doença com menos possibilidade de recaída.

Quais são os sintomas precoces do câncer?

Muitos não querem falar do câncer porque lhes causa medo (assim como também não o fazem quando o tema é a morte ou acidentes), no entanto, estarmos informados sobre o tema é uma das melhores armas contra a doença.
Por isso vale a pena prestar atenção a certos sinais que o corpo nos dá e que poderiam indicar o desenvolvimento do câncer.

Tosse frequente

Além de se dever à alergia ou às mudanças de temperatura, a tosse é causada por diversos fatores. Se constantemente você sofrer com catarro, ainda que não fume, é preciso consultar um médico. Pode ser que esteja se formando um câncer no pulmão, na garganta ou na laringe.

Também é preciso prestar atenção à dor no peito e aos sintomas similares aos da bronquite severa (os incômodos se estendem até a região do ombro ou debaixo dos braços.

Sangramento entre períodos menstruais

Durante o ciclo menstrual a mulher pode experimentar um pouco de sangramento mesmo quando não está com a menstruação. No entanto, quando isso ocorre com muita frequência ou várias vezes no mesmo mês, pode se tratar de um problema hormonal, o estresse, a inflamação do colo do útero ou o câncer de endométrio.

Febre frequente

A leucemia é um tipo de câncer que se desenvolve na medula óssea e ataca as células do sangue. São produzidos glóbulos brancos doentes ou anormais, e isso afeta a capacidade do organismo de prevenir ou combater as infecções.

Perda de peso

Sem fazer nenhum tipo de dieta. Embora emagrecer e estar “em forma” seja um sonho para muitas mulheres, se isso acontece sem nenhum motivo aparente, pode ser um indicativo de uma doença. A perda repentina de peso pode estar associada a alguns tipos de câncer.

Distensão abdominal

Cerca de 10% da população sofre de inchaço regularmente, principalmente no caso das mulheres. Esta doença comum está relacionada à síndrome pré-menstrual, à indigestão ou ao acúmulo de gases.


No entanto, se a inflamação se mantém durante mais de duas semanas (e não se trata de uma gestação) e vem acompanhada de perda de peso ou sangramento, é importante consultar um médico para ter certeza de que não se trata de um câncer no ovário.

Hematomas que não somem

Se batermos o corpo contra algo ou cairmos, é normal termos hematomas e roxos na pele. O problema surge quando eles aparecem sem nenhum motivo óbvio, ou apresentam um processo muito lento de cura (quando vão mudando de cor até desaparecer).


Isso pode ser um sinal de que as plaquetas e os glóbulos vermelhos não estão saudáveis, e até de uma leucemia que não permite que o sangue transporte oxigênio nem coagular como deveria.

Dor articular

É verdade que as articulações podem se inflamar e doer devido a um movimento brusco, um excesso de esforço ou uma má postura, mas este também pode ser um sinal de algo mais grave, como por exemplo o câncer nos ossos.


Se após fazer tratamentos, aplicar cremes, fazer massagens ou ingerir comprimidos a dor articular não some, talvez seja o momento de fazer exames específicos com um médico especialista em ossos.

Mudanças no aparelho genital masculino

Se for notada uma protuberância, uma inflamação ou uma dor (entre outras alterações) nos testículos é preciso ir ao médico para determinar a razão. O câncer testicular é um dos que avança mais rapidamente.

De acordo com os médicos, os homens entre 15 e 55 anos podem fazer um autoexame em casa para ir monitorando as mudanças.

Além disso, não podemos subestimar os problemas para urinar: necessidade de ir ao banheiro muitas vezes, dificuldade para começar a urinar ou pouca quantidade de urina. Isso pode ser sintoma de câncer de próstata, uma doença que aparece principalmente em homens com mais de 50 anos.

Dor nos olhos

Às vezes passamos muitas horas na frente do computador ou das telas, e nestes casos é normal ter os olhos vermelhos, inchados ou cansados à noite. Também é comum que eles lacrimejem ou que ardam. No entanto, quando durante um período de mais de três dias (por exemplo durante as férias) os sintomas se mantêm, talvez seja o momento de consultar um médico.

Mudanças nos seios

Assim como acontece com os homens, as mulheres também podem fazer um exame de suas mamas quando tomam banho ou em frente ao espelho. O surgimento de protuberâncias, que podem se estender até as axilas, a presença de secreção saindo dos mamilos, as mudanças na pele ou as dores fora do período menstrual precisam ser analisados.

Fonte: Melhor com Saúde

Fungos habitam naturalmente a vagina, mas excesso causa doenças; como evitar?

Pretty Vectors/Shutterstock
Por mais estranho que pareça, os fungos nas partes intimas femininas vivem em harmonia com os demais micro-organismos dessa região. O problema surge quando eles se multiplicam de forma descontrolada. 

Fungo na vagina: o que pode ser?

As infecções vaginais por fungos são causadas principalmente pela candida, um micro-organismo que habita naturalmente a região íntima, mas que em excesso causa a candidíase.


"Existem varias espécies, mas a mais comum é a candida albicans", complementa o ginecologista e obstetra Marcos Tcherniakovsky, mestre e Doutor pela Faculdade de Medicina da Fundação ABC e especialista em Vídeo-Endoscopia Ginecológica

Causas

A proliferação exacerbada de fungos tem origem em fatores tais como baixa da imunidade (causada por remédios ou má alimentação), consumo excessivo de carboidratos e uso de anticoncepcionais hormonais.

Lavar demais faz mal

Higienizar e secar a vagina é importante para evitar a proliferação de fungos, que gostam de sujeira e umidade.

Entretanto, exagerar nas lavagens pode ser ruim. "Altera o pH vaginal e reduz a quantidade de bactérias benéficas que habitam a vagina, dando oportunidade para as maléficas e fungos", explica o médico.

É transmissível?

Esse é um tema que divide opiniões. De acordo com o ginecologista Marcos Tcherniakovsky, infecções fúngicas podem ser transmitidas sexualmente da mulher para o homem e vice-versa.

Já o urologista César Milton Marinellim defende que a doença só se manifestará se a pessoa contaminada estiver com baixa imunidade ou outros requisitos que facilitem a proliferação do micróbio.

Como ainda não há um consenso, o melhor é usar camisinha e prevenir essa e outros tipos de doenças íntimas:

Sintomas de fungo na vagina

Independente da espécie de fungo, os sintomas são muito semelhantes e incluem:
  • Coceira na vagina (região íntima interna) ou vulva (parte externa)
  • Corrimento vaginal esbranquiçado
  • Vermelhão e coceira na vulva
  • Ardência vaginal e ao urinar

Complicações

Se não tratada, a micose na vagina pode viajar na corrente sanguínea e afetar outras áreas, como esôfago, cérebro e pulmões, além de comprometer órgãos genitais como útero e trompas.

Tratamento

O primeiro passo é procurar um ginecologista para que seja realizada uma investigação que confirme ou descarte a infecção fúngica.

Já as terapias incluem medicamentos antifúngicos orais ou vaginais e banhos de assento com camomila, bicarbonato de sódio ou cloridrato de benzidamina.

Como prevenir?

Apostar em alimentos que fortalecem a flora também é uma boa alternativa para reforçar a imunidade e, consequentemente, evitar o excesso de fungos na vagina. Alho, cebola, sucos com clorofila e iogurte probiótico kefir são opções saudáveis. Evitar o consumo excessivo de carboidratos também é importante.

Já os cuidados quanto à higiene consistem em lavar a vagina diariamente uma vez ao dia, visto que a frequência menor ou maior contribui com alterações no pH íntimo.

Outro erro que abafa a vagina é usar  roupas apertadas, quentes ou molhadas, que criam um ambiente perfeito para os micróbios.

Fonte: VIX - Escrito por Ligia Lotério

Bactérias super desenvolvidas: as inimigas que nós fortalecemos!

Elas já são os pesadelos dos médicos, pois se tornaram resistentes e diminuiriam os recursos capazes de eliminá-las de nossos organismos.

 Você sabe o que são bactérias super desenvolvidas? As bactérias super desenvolvidas são organismos que ao longo dos anos adquiriram a capacidade de resistir à ação de combate de muitos medicamentos, com isso, a equipe médica fica sem muita opção de recursos para combater as infecções causadas por elas.

“Grande parte destas superbactérias surgiu em função do uso de antibióticos de forma incorreta, indiscriminada ou sem prescrição e acompanhamento de um médico. Com o passar do tempo, muitas bactérias foram ganhando resistência aos antibióticos. Isso acontece, pois muitas pessoas interrompem o tratamento antes do prescrito pelo médico. Nestes casos, as bactérias não são eliminadas e ganham resistência ao medicamento (antibiótico).” 

-Portal de Pesquisas Temáticas e Educacionais.

Por que elas são resistentes?

Assim como qualquer outro ser vivo em nosso planeta terra, as bactérias super desenvolvidas sofreram mutações com o objetivo de se adaptar ao habitat até então hostil em que elas viviam. O problema é que essa adaptação ocorreu rápido de mais, e os responsáveis por essa aceleração de evolução, somos nós humanos.

Somos os algozes de nossas próprias enfermidades. Pois fomos negligentes para com os antibióticos que até então eram eficazes no combate das bactérias, todavia, o consumo indevido fez com que esses organismos ficassem mais fortes.

“As bactérias sofrem alterações genéticas como mutações cromossômicas, transferência de plasmídeos ou por elementos de transposição que as tornam resistentes a determinados antibióticos. Pelo fato dos antimicrobianos possuírem diferentes mecanismos de ação, as bactérias desenvolveram diferentes mecanismos de resistência. 

 Geralmente, a resistência bacteriana aos antibióticos é devido a três fatores: uma mudança na permeabilidade de sua membrana celular, dificultando a entrada do antibiótico na célula; desenvolvimento da capacidade de degradar ou inativar o antimicrobiano; ou uma mutação que altera a estrutura do alvo de um antibiótico de modo que o novo alvo da bactéria não seja mais afetado. Os antibióticos eliminam as bactérias sensíveis a ele, entretanto as que sobrevivem transmitem para as próximas gerações os genes de resistência até criar uma bactéria super-resistente.” 

-Samira Pirola Santos Mantilla, Doutora em Higiene Veterinária e Processamento Tecnológico de Produtos de Origem Animal.

Fortalecemos o nosso inimigo!

As bactérias super desenvolvidas possuem os seus locais prediletos para a proliferação são eles: prontos socorros, hospitais e os centros cirúrgicos, pois esses lugares ofertam tudo do que elas precisam para se tornarem cada dia mais resistentes e incompatíveis!

“Essa batalha perdida pelos antibióticos já mata mais que a aids nos Estados Unidos – são 23.000 mortes anuais, ante 15.000 causadas pelo HIV. No país, os remédios existentes não conseguem combater dezessete tipos de micro-organismo, segundo o Centro e Prevenção de Doenças (CDC, na sigla em inglês). Um relatório divulgado no fim de março pela Organização Mundial de Saúde (OMS) mostrou que cerca de 500.000 casos de tuberculose em 2012 foram causados por bactérias super-resistentes em todo o mundo. Até 2015, os casos podem ser 2 milhões. Ou seja, milhões de pessoas podem adoecer como se estivessem no início do século XX, antes da descoberta do primeiro antibiótico.” 

-Rita Loiola, Revista Veja, a era pós-antibiótico, 2014.

É uma soma de fatores que fazem desses locais o ambiente ideal para a evolução delas, bem como, o covil de suas vitimas. As pessoas enfermas e/ou operadas muitas vezes estão com os seus organismos debilitados, facilitando a contração das bactérias e como consequência, infecções tão intensas que os médicos utilizam todos os remédios disponíveis e não conseguem obter êxito!

“Ao entrar em um organismo debilitado ou até mesmo de crianças ou idosos, estas superbactérias podem levar o indivíduo infectado à morte. Elas costumam se reproduzir rapidamente, prejudicando o funcionamento de um ou mais órgãos do corpo.”  

-Portal de Pesquisas Temáticas e Educacionais.

Como podem ser combatidas bactérias super desenvolvidas?

As bactérias super desenvolvidas, são combatidas com antibióticos específicos e muito fortes, entretanto, esses medicamentos, podem acarretar em efeitos colaterais indesejados para as pessoas.

A prevenção é a melhor arma contra essas inimigas microscópicas! Os procedimentos de higienização e desinfecção devem ser premissas básicas em todos os espaços públicos, onde ocorre a circulação massiva de cidadãos.

Os espaços de cuidados com a saúde devem garantir a esterilização dos equipamentos, bem como, devem garantir que os seus hábitos de costumes sejam perpassados pelo cuidado com a higiene pessoal, evitando o transporte dessas bactérias para os seus pacientes. Portanto, lavar a mão e o antebraço com água e sabão são imprescindíveis.

Resguardando a sua saúde

A população também pode tomar algumas medidas para que não ocorra a propagação, bem como, a colaboração com a evolução das bactérias super desenvolvidas, são elas:

  • Mantenha o hábito de lavar sempre as mãos após utilizar conduções públicas, bem como, antes das refeições e de utilizar o banheiro;
  • Tome os medicamentos corretamente, não interrompa o tratamento;
  • Não tome medicamentos por conta própria.
Alguns hábitos básicos podem fazer a diferença evitando a propagação desses organismos. Não podemos abrir guardar com a nossa saúde, um descuido pode ser o suficiente para colocar em risco a nossa vida, portanto, previna-se!

Fonte: Saudável e Feliz

segunda-feira, 16 de outubro de 2017

Uso de smartphones a noite pode prejudicar cérebro em desenvolvimento

Não faz muito tempo, o que deixava as crianças insones era o medo de monstros debaixo da cama. Hoje, a ameaça é outra, e quem fica assombrado, na verdade, são os pais. O uso de smartphones e tablets está roubando um tempo precioso do sono de meninos e meninas.

Justamente eles, que precisam dormir mais que os adultos, pois o cérebro está em pleno desenvolvimento. As consequências são muitas e negativas: faltas na escola, queda nas notas, dificuldade de concentração e memorização, entre outras. Sem falar em impactos mais graves, como aumento do risco de pensamentos suicidas, no caso dos adolescentes.

“Muitas crianças não estão tendo a quantidade de sono que acreditamos ser saudável, e sabemos que dormir menos do que o necessário tem impactos negativos sobre muitos aspectos acadêmicos e físicos. Precisamos levar o sono mais a sério e, do ponto da saúde pública, temos de disseminar a ideia de que, da mesma forma que sabemos que crianças não devem fumar e precisam de uma boa alimentação, dormir é parte de um estilo de vida saudável”, afirma a psicóloga Anna Weighall, da Faculdade de Psicologia da Universidade de Leeds, no Reino Unido. Há três dias, ela apresentou, na conferência anual da Sociedade Britânica do Sono, os resultados de uma pesquisa que comprova o que diz.

Fonte: Robson Pires./ Via Blog do Josenias Freitas

Comer muito açúcar causa diabetes: mito ou verdade?

Serg Zastavkin/shutterstock
Doença silenciosa, grave e bastante comum, a diabetes afeta mais de 16 milhões de brasileiros adultos e, segundo médicos, a do tipo 2 corresponde a 90% de todos os casos.

Não existe um fator único e específico que provoca a condição, mas sim uma série de fatores que, juntos, desencadeiam o problema, sendo que sedentarismo, genética e obesidade estão entre as principais causas.


Diabetes tipo 2 é resultado de excesso de açúcar?

Muitas pessoas acreditam que a ingestão excessiva de doces seja capaz de causar diabetes, mas a confusão se deve ao fato de que, como a doença é em parte resultado do ganho de peso e o consumo de açúcar está relacionado ao excesso de calorias ingeridas, o alimento acaba sendo considerado o grande vilão.

No entanto, se uma pessoa não ingere açúcar, mas abusa de pães, batata e outros alimentos calóricos, pode ficar acima do peso e, consequentemente, ter igual risco de desenvolver diabetes, mesmo sem o consumo de doces.

Ou seja, de acordo com a Sociedade Brasileira de Diabetes, não é o consumo exagerado de açúcar que causa a diabetes, mas sim uma alimentação desequilibrada que provoque aumento do peso.

Como evitar diabetes através da alimentação

Uma dieta que reduz os riscos de diabetes não é diferente de um regime para manutenção e perda do peso de forma saudável. Ou seja, é preciso apostar em uma alimentação livre de gorduras saturadas, carboidratos simples e também açúcares.

Além disso, praticar exercícios regularmente é importante para afastar as chances de diabetes tipo 2, uma vez que o hábito afasta o sedentarismo e a obesidade. E se a pessoa já sofre com a condição, pode investir em 15 comidas consideradas ótimas para o controle da doença.

Fonte: VIX-  Escrito por Paulo Nobuo

Por que segurar o xixi é a pior coisa que você faz para sua saúde íntima

Thinkstock
Passar muito tempo sem ir ao banheiro, tentando controlar a vontade de urinar, é comprovadamente nocivo e não se trata apenas de um conselho bobo de sua avó que dizia que segurar o xixi faz mal para a saúde.

Segurar por muito tempo o xixi pode aumentar o risco de desenvolver infecções do trato urinário, que depois só poderão ser tratados com antibióticos. Isso acontece porque a urina funciona como limpador da uretra, onde se acumulam bactérias. O hábito de evitar idas constantes ao banheiro, portanto, pode comprometer essa higienização.


A capacidade física do corpo para segurar o xixi varia de pessoa para pessoa, mas a maioria das vezes as mulheres conseguem reter a urina entre 3 a 6 horas, dependendo da quantidade de urina produzida, estado de hidratação e capacidade funcional da bexiga.

Se você anda sentindo vontade de urinar muito mais vezes do que de costume, vale consultar um especialista, já que a situação pode estar relacionada ao problema de bexiga hiperativa ou até mesmo indicio de alguma doença mais séria, como diabetes, por exemplo.

Fonte: VIX - Escrito por Paulo Nobuo