domingo, 8 de janeiro de 2017

Até o cérebro da mulher sofre alterações com a gravidez; entenda o que muda

Agsandrew/iStock
Curvas acentuadas, seios maiores, estrias, inchaço nos pés, flacidez, enfim, são diversas as alterações físicas que as mulheres experimentam durante uma gravidez. E se tais mudanças são bem visíveis e evidentes, outras podem ser bastante sutis e surpreendentes. Quer um exemplo?

Um recente estudo publicado pela revista científica Nature mostra que até o cérebro da grávida muda com a gestação. O que acontece de diferente?

Gravidez deixa mulheres mais espertas

De acordo com a pesquisa, realizada pela Universidade Autônoma de Barcelona (UAB), na Espanha, a estrutura cerebral das mamães é alterada durante a gravidez que, em teoria, melhoraria a habilidade das mulheres para cuidar de seus bebês.


O conceito pode até soar romântico, mas se mostrou científico: entre as mães, o volume de massa cinzenta é modificado justamente nas áreas do cérebro relacionadas à percepção de sentimentos e necessidades dos outros. A alteração, segundo os pesquisadores, tem propósito evolutivo de preservação da espécie.

Para o trabalho científico, o cérebro de 25 mulheres que tiveram bebês pela primeira vez foi analisado através de ressonância magnética, antes e depois da gravidez. Entre elas, a massa cinzenta que percebe emoções alheias se mostrou reduzida, quando comparada a de homens e a de outras mulheres sem filhos.


O fenômeno observado, de acordo com o estudo, ocorre para que as relações de afeto entre mães e filhos sejam favorecidas, uma vez que as ligações cerebrais se toram muito mais eficazes.
O momento de “esperteza materna”, porém, não dura para sempre. As alterações no cérebro deixam de ocorrer após dois anos depois a mulher dar à luz.

Fonte: VIX -  Escrito por Paulo Nobuo

Nenhum comentário:

Postar um comentário