domingo, 22 de janeiro de 2017

Gosto amargo na boca, inchaço, dor na genitália e + 9 sinais de doença nos rins

Magic mine/shutterstock
Os rins costumam dar pouca preocupação em pessoas saudáveis e, por isso, nós acabamos nem lembrando deles. No entanto, a função desses órgãos é muito nobre: são eles que realmente fazem o detox do corpo, faxinando o sangue e eliminando todas as toxinas e o excesso de líquidos.


Por isso, os sintomas de problema nesses órgãos tendem a refletir um acúmulo de coisas que deveriam ter sido jogadas fora, mas não foram. Nem sempre esses sinais aparecem na região em que essas estruturas estão, eles podem surgir na pele, no rosto e até na boca.



Sintomas de problemas nos rins 

sciencepics/shutterstock

Dor nas costas de um lado só

O urologista Alex Meller, especialista em cálculo renal da clínica Unix (São Paulo), explica que a dor na região lombar das costas é um sinal clássico de alteração renal e acontece quando há pedras ou alguma infecção nos rins. O mais comum é que a dor apareça só de um lado das costas.

Dor na genitália e no abdômen

É também esperado que a dor nas costas renal se espalhe para abdômen ou genitais - é a chamada dor irradiada. Ela pode ser acompanhada também por náuseas e vômitos.

Erupção cutânea, comichão e secura

Como os rins são os responsáveis por remover resíduos do sangue, quando eles deixam de fazer sua função, essas partículas tendem a se acumular e acabam se manifestando na pele. Entre essas manifestações estão as erupções cutâneas – inflamação da pele que pode deixar algumas regiões avermelhadas, inchadas e com pequenas feridas -, coceiras intensas e securas na pele. “Esses são pequenos sinais de danos no rim, portanto não ignore-os”, recomenda o urologista Alex.

Inchaço no rosto, pés, pernas, tornozelos e mãos

Além de remover resíduos, os rins também são responsáveis por eliminar o excesso de líquidos sob a forma de urina. “Então, quando eles não estão trabalhando direito, os fluidos se acumulam e isso muitas vezes causa inchaços nos pés, tornozelos, mãos, pernas e face”, explica Alex Meller. “Neste ponto, o dano renal tornou-se muito mais agudo e deve ser imediatamente tratado”.



Fadiga e fraqueza

Os rins produzem um hormônio chamado eritropoietina, que ajuda a produzir os glóbulos vermelhos, células responsáveis por transportar oxigênio para todas as partes do corpo. “Quando há algum problema renal, os níveis desse hormônio caem, o que provoca diminuição dessas células vermelhas no sangue, causando uma possível anemia, que gera fraqueza e fadiga”, explica Alex. 

Urina espumosa

O urologista Lawrence Utida, também da clínica Unix, conta que, além de ser possivelmente causada pelo diabetes com níveis de glicemia elevados, a urina espumosa pode ser consequência da presença de proteína na urina, característica comum em pacientes com insuficiência renal.

Urina com sangue

O sangue na urina é chamado de hematúria e pode ser resultado de uma variedade de doenças que afetam os rins, bexigas, ureteres e outras partes do trato urinário. Entre as doenças que podem gerar esses sintomas estão a infecção urinária e o câncer de bexiga ou de rim, mas as causas também podem ser mais brandas, como excesso de exercício e a febre.

Sonolência e gosto amargo na boca

Quando os rins não estão funcionando muito bem, duas substâncias acabam se acumulando no corpo: a ureia e a creatina. Se o funcionamento renal não for normalizado ou não for feita uma hemodiálise, o acúmulo delas pode gerar sonolência e gosto amargo na boca. 


Fonte: VIX - Escrito por Manuela Pagan

Nenhum comentário:

Postar um comentário