sábado, 25 de fevereiro de 2017

7 cuidados que todo mundo precisa ter com a higiene íntima

Sabia que higiene íntima em excesso pode fazer mal? Que o sabonete normal não é bom para esta região? E que calcinha de algodão é a melhor opção? Sua resposta para todas as questões foi “não”? Sem problemas, te contamos tudo agora!

Grande parte dos jovens aproveita bastante o Carnaval, seja dançando, cantando, rindo e namorando. Considerada a temporada oficial da paquera, neste período, muitos adolescentes passam o dia inteiro na folia e acabam esquecendo dos cuidados básicos com a higiene íntima. Pensando nisso, conversamos com alguns profissionais que revelaram dicas que fazem toda a diferença. Olha só!

Contra os fungos!
Durante a folia, muitas meninas esquecem de ter atenção com a higiene e podem colocar a saúde em risco, como por exemplo, ao passar o dia inteiro com o biquíni ou short molhados. Segundo a ginecologista Iara Linhares, o calor e a umidade da região são ingredientes para a proliferação de fungos e, sem saber, elas estão contribuindo diretamente para o surgimento da candidíase. Estima-se que a doença afetará quase 75% das mulheres em idade reprodutiva pelo menos uma vez na vida, é o que diz o Centers for Disease Control and Prevention.

Termômetro de saúde
É assim que o pH vaginal é citado pela sexóloga Sônia Eustáquia. Esta sigla significa potencial hidrogeniônico, que mede o grau de acidez ou alcalinidade da vagina. Uma vagina saudável tem um pH ácido, mais baixo do que sete. O grau normal pode variar de 3,8 a 4,2, porque esta é a condição ideal de sobrevivência dos lactobacilos representantes da flora microbiana que povoa o ambiente vaginal saudável. A redução destes lactobacilos é a principal causa de irritações e infecções vaginais.

Cheirinho comum
Toda vagina tem cheiro, não adianta fugir dele. O odor comum chega até a se assemelhar ao cheiro do iogurte. Já a secreção vaginal comum é aquela composta de substâncias incolores. Ela é translúcida e sem impurezas.

Olha o exagero
É comum a vagina ter alguns odores e secreção incolor, então vá com calma, tome cuidado para não exagerar na limpeza a fim de eliminar esse cheirinho. A limpeza em excesso pode tirar as defesas naturais da vagina e fazer mudanças radicais no pH e na região genital.

Papel x lenços umedecidos
Sempre que puder, após as idas ao banheiro, use lenços umedecidos não perfumados (os com perfume podem causar alergias), que são mais higiênicos que o papel, que pode deixar muitos resíduos e causar irritações e infecções.

Calcinha certa
Jamais ignore a ida ao shopping para comprar calcinhas, pois ela é superimportante e merece sua atenção. Para o dia a dia, prefira as de algodão, que são confortáveis e deixam a região “respirar”. Nos dias mais quentes, higienize a região genital mais vezes por dia e troque sempre a calcinha. Também prefira roupas que não abafem a região, como saias e vestidos.

Sabonete do bem
Se você higieniza a região genital com sabonete normal, bora mudar este hábito, pois está fazendo errado. O sabonete comum é adstringente e pode irritar, retirando as defesas naturais da região. Prefira os próprios para a área íntima, que contêm o pH necessário – em torno de 5 ou 6 – para manter a região equilibrada, e prefira sempre os líquidos para evitar a contaminação.

Quem deu as dicas: Sônia Eustáquia, sexóloga e psicóloga pós-graduada em sexualidade humana, Iara Linhares ginecologista docente da disciplina de ginecologia do departamento de ginecologia e obstetrícia da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo e o urologista Eduardo Bertero chefe de andrologia da Sociedade Brasileira de Urologia.


Fonte: http://atrevida.uol.com.br/beleza/meu-corpo/7-cuidados-que-todo-mundo-precisa-ter-com-a-higiene-intima/11977# - Texto: Aline Marchiori | Adaptação Web: Nathália Henrique - Foto: Shutterstock  /Via professor José Costa

Nenhum comentário:

Postar um comentário