segunda-feira, 17 de abril de 2017

6 hábitos que parecem saudáveis mas não são

Baixo consumo de calorias
É muito comum a gente acreditar que cortar o consumo de calorias é o suficiente para perder peso. Mas não é bem assim. Levar em conta somente as calorias pode implicar em problemas nutricionais. Consumir somente alimentos pobres em nutrientes a longo prazo pode implicar em carências nutricionais e problemas como anemia, carência de vitamina B e ferro, e baixa imunidade, aumentando as chances de gripe, infecções, viroses, verminoses e reações alérgicas.

"Temos que estabelecer o que é uma alimentação saudável e que emagrece, se o objetivo é puramente perder peso contar calorias é o suficiente, mas a pessoa pode fazer uma dieta completamente desbalanceada", alerta o endocrinologista Bruno Halpern, médico da Associação Brasileira para Estudos da Obesidade e da Síndrome Metabólica (ABESO).

Higiene em excesso
Estudos realizados pela Universidade Duke (EUA) concluíram que limpeza em excesso na infância faz mal à saúde adulta por inibir ou interromper a produção e a ação de anticorpos do nosso organismo, alterando assim nossa imunidade natural. Segundo os pesquisadores, crianças que lavam as mãos, a cada dois minutos, não entram em contato com a natureza por medo de alergias e se privam do contato com agentes externos, causadores de doenças, e por isso, teriam menos resistência à bactérias e vírus do que aquelas, cujas mães não fazem tanta questão de ver tudo sempre tão limpinho

Tomar mais de um banho por dia
Para os brasileiros, tomar mais de um banho por dia é algo comum, porém um estudo da Universidade de Utah, nos Estados Unidos, descobriu que esse hábito pode não ser tão benéfico para a saúde. Pesquisadores apontaram que mais de um banho por dia pode desregular os ecossistemas microbianos da pele.

Excesso de vitamina D
Um estudo feito na Johns Hopkins University School of Medicine (EUA), afirma que níveis de vitamina D acima no normal podem aumentar o risco de inflamações cardíacas.

Os pesquisadores concluíram que é preciso ficar atento aos riscos associados ao uso de suplementos vitamínicos sem necessidade, especialmente a vitamina D. Segundo os autores, as pessoas que tomam suplementos de vitamina D precisam ter certeza de que essa suplementação é necessária, ou seja, precisam de acompanhamento médico.

Exercícios em excesso
Inúmeros estudos já comprovaram que praticar exercícios físicos é um dos segredos para aumentar a longevidade. Mas tudo tem limite. Isso porque treinar em excesso, o chamado overtrainig, pode ser tão prejudicial quanto o sedentarismo. É o que mostra uma pesquisa publicada em 29 de novembro no periódico Heart, do grupo British Medical Journal (BMJ).

De acordo com o nutricionista Marco Dias Leme, o excesso de fibras pode dificultar a absorção de alguns nutrientes e minerais como zinco, cálcio, magnésio, cobre e ferro. Ele completa dizendo que consumir fibras em excesso pode levar ao aparecimento de celulite, acne e intolerância alimentar devido ao aumento da permeabilidade intestinal.

Fonte: Redação Minha Vida

Nenhum comentário:

Postar um comentário