terça-feira, 30 de maio de 2017

Quando e quanto dar de suco para seu bebê ou filhinho? Veja a recomendação médica

Elenaleonova/istock
Atualmente há controvérsias sobre a oferta de sucos de fruta para bebês e crianças entre os principais protocolos nacionais e internacionais. Após o período de aleitamento exclusivo, a partir dos seis meses, a alimentação complementar tem como objetivo aproximar de maneira progressiva a criança dos hábitos alimentares da família. Porém, segundo a Sociedade Brasileira de Pediatria, os sucos de fruta devem ser evitados nos primeiros meses de vida e restritos aos elaborados com a fruta in natura. 


O risco é que a alimentação complementar possa expor a criança à contaminação na manipulação e preparo dos alimentos, facilitando a ocorrência de quadros de diarreia, anemia, desnutrição e obesidade.

Qual a idade certa e quanto oferecer de suco?

Os primeiros alimentos a serem oferecidos são as frutas, excelentes fontes de vitaminas, minerais, fibras e compostos que contribuem para a prevenção de doenças. Elas devem ser oferecidas in natura, na forma de papas em colher. Sucos de fruta nem sempre proporcionam o mesmo benefício devido às perdas de fibras e alguns nutrientes no processo de preparo, além de conferir menor saciedade.


Por isso, a Academia Americana de Pediatria recomenda o consumo de sucos apenas a partir do primeiro ano de vida. No Brasil, há pelo menos três anos, os pediatras e a Sociedade Brasileira de Pediatria já desaconselhavam o consumo de sucos antes de um ano de vida. Em geral, os sucos preparados contêm entre 10% e 99% de frutas, às quais são adicionadas adoçantes, aromatizantes e, às vezes, outros compostos como vitamina C ou cálcio.
Kenishirotie/Shutterstock

Dessa forma, os sucos de fruta devem ser evitados e restritos aos elaborados com a fruta in natura. A oferta deve ser no copo, em pequena dose, como complemento das refeições salgadas e nunca em substituição a elas. A AAP, além de contraindicar a oferta de suco no primeiro ano de vida, sugere restringir a oferta de 120ml a 180 ml/dia entre a idade de um e seis anos.


A bebida deve ser oferecida em copo e não em outros utensílios como mamadeiras e copos de treinamento, que facilitem sua oferta ao longo do dia. Sucos artificiais e industrializados não devem fazer parte da dieta das crianças de forma alguma, mesmo que diluídos em água. Eles também não devem ser adoçados para que o o sabor da fruta possa ser reconhecido pelo paladar, aumentando o interesse da criança por outros alimentos.

Fonte: VIX - Escrito por Jaqueline Rodrigues

Nenhum comentário:

Postar um comentário