quinta-feira, 13 de julho de 2017

5 sintomas de ovários policísticos que podem ser facilmente confundidos

Tinydevil/Shutterstock
A Síndrome dos Ovários Policísticos (SOP) é uma desordem endócrina que, por causa de um desequilíbrio hormonal, interfere no processo de ovulação e leva à formação de cistos.


Os cistos aparecem normalmente no processo de ovulação e desaparecem a cada ciclo menstrual. Mas, em mulheres que sofrem com a síndrome, os cistos permanecem e alteram a estrutura do ovário, fazendo com que ele fique até três vezes mais largo do que o normal.


Estima-se que a SOP afeta 20% das mulheres durante a fase reprodutiva. Como em todas as condições, um diagnóstico precoce ajuda a minimizar os impactos causados pelo problema. Por isso, mulheres devem ficar atentas a alguns dos sintomas da Síndrome dos Ovários Policísticos que podem ser facilmente confundido.

Síndrome dos Ovários Policístico: sintomas

TefiM/istock
Menstruação irregular: trata-se da alteração do ciclo causada pela ausência da ovulação. Algumas mulheres podem passar meses sem ovular e menstruar ou sofrer com atrasos mais discretos que acabam sendo ignorados. Caso perceba mudanças no ciclo menstrual, a mulher deve buscar ajuda médica para descartar o problema.


Ganho de peso: engordar sem motivos aparentes pode ser sinal de SOP, pois a condição predispõe a mulher ao aumento de peso por causa das alterações de hormônios sexuais e da elevação da insulina. Estudos apontam que cerca de 60% das mulheres com ovários policísticos são obesas.

 Acne: até mesmo sua pele pode sinalizar um quadro de Síndrome dos Ovários Policísticos. Isso porque a ação dos hormônios andrógenos sobre as glândulas sebáceas aumenta a oleosidade da cútis e, consequentemente, leva ao aparecimento das espinhas.

Manchas na pele: além da acne, a mulher também deve ficar atenta à manchas na pele, principalmente nas axilas e atrás do pescoço, que podem sem sintomas da doença.


Pelos em excesso: aumento de pelos nas regiões das axilas, genitália e rosto é outro sintoma comum da SOP que pode acabar sendo ignorado. Isso porque os hormônios sexuais masculinos, que têm ação aumentada na condição, estão relacionados ao crescimento dos pelos.

Síndrome dos Ovários Policísticos: causas e tratamentos

Magic mine/ ShutterStock

 

As causas da Síndrome dos Ovários Policísticos ainda não são completamente conhecidas, mas já se sabe que o problema tem origem genética, pois irmãs ou filhas de uma mulher portadora da desordem têm 50% de chance de desenvolver o quadro.


A SOP pode ser controlada através de tratamento medicamentoso, que pode variar de acordo com os sintomas da paciente. O uso de anticoncepcionais hormonais como pílulas, anéis vaginais e implantes, por exemplo, pode proteger os ovários da formação dos microcistos e diminuir os níveis de insulina e hormônios masculinos.

Fonte: VIX - Escrito por Paulo Nobuo

Nenhum comentário:

Postar um comentário