terça-feira, 18 de julho de 2017

Sentir cheiro de comida pode contribuir para ganho de peso, diz estudo. Como é possível?

Ivanko_Brnjakovic/iStock
Há quem diga que cheirar alimentos é bom para dieta, já que isso “enganaria” o cérebro e a fome. Porém, uma pesquisa da Universidade da Califórnia provou o contrário: o aroma da comida aumenta o armazenamento de gordura corporal. Entenda:

Cheirar comida engorda

O estudo que relaciona o cheiro ao ganho de peso consistiu em alimentar ratos de laboratório com refeições altamente calóricas. Antes de comer, parte das cobaias teve seu olfato interrompido e outra o manteve.


Ao final do estudo, o resultado foi que os ratos que sentiram o aroma da comida acumularam mais gordura e dobraram de peso, enquanto apenas 10% dos que perderam esse sentido engordaram significativamente.


Ainda por cima, os ratos que já eram obesos e foram impedidos de cheirar tiveram redução no peso.

Por que olfato faz acumular gordura?

 Os pesquisadores chegaram à conclusão de que o aumento do ponteiro da balança não se refere apenas ao que é consumido, mas também à percepção do cérebro sobre as características do alimento.

 

Ainda não foi descoberta a causa exata da relação, porém uma hipótese é que a falta de odor altere o metabolismo e a interpretação do cérebro sobre a energia consumida.


A próxima etapa é realizar o mesmo teste com humanos e, se a relação for a mesma, descobrir como burlar esse mecanismos em deixar de sentir o cheirinho do que comeremos.

Fonte: VIX - Escrito por Ligia Lotério

Nenhum comentário:

Postar um comentário