quinta-feira, 13 de julho de 2017

Sentir tontura pode ser sinal de 10 doenças: 6 delas são graves e merecem atenção

CLIPAREA l Custom media / Shutterstock
Acompanhada por enjoos e desequilíbrio, a sensação de movimento do ambiente ao redor ou do próprio corpo, quando parado, sinaliza um quadro de tontura. Na maioria das vezes, a condição não oferece grandes riscos. Mas, se os sintomas aparecem com frequência vale ficar atento, pois tontura também pode indicar doenças sérias.

Causas comuns de tontura

Desidratação: tontura, boca seca, dor de cabeça e intestino preso são sinais de que o organismo sente falta de líquido. Lembre-se de beber pelo menos dois litros de água por dia;


Enxaqueca: a tontura também pode fazer parte de uma crise de enxaqueca. Outros sintomas incluem dor de cabeça intensa e unilateral, vômitos e sinais visuais chamados de auras;

Problemas de visão: a tontura pode ainda ser resultado de fadiga ocular, miopia ou astigmatismo, facilmente tratáveis com consulta ao oftalmologista e uso de óculos ou lentes de grau;


Hipoglicemia: a redução dos níveis de glicose no sangue pode ocorrer tanto em diabéticos como em pessoas saudáveis e pode ser uma das causas da tontura, especialmente se vem acompanhada de suor frio, formigamento, confusão mental e desmaio;


Alterações do sistema vestibular: algumas doenças do labirinto - região do ouvido que controla o equilíbrio, a audição, entre outras funções - interferem na noção de espaço e, por isso, também podem provocar tonturas. Labirintite e infecções no ouvido, por exemplo, são as causas comuns;

Doenças graves que causam tontura

Hipotensão ortostática: caracterizada por uma tontura ao se levantar, mas que logo passa, pode ser sinal da doença neurológica considerada grave. Ela é definida como uma queda da pressão sanguínea que ocorre em até três minutos após levantar. Caso persista por mais tempo, a condição passa a ser chamada de hipotensão ortostática prolongada. O problema é mais comum entre pessoas mais velhas;

Anemia: se além de tontura a pessoa sente cansaço excessivo, dificuldade de concentração, perda de memória e apresenta queda de cabelo e unhas fracas, pode sofrer da condição caracterizada pela carência de glóbulos vermelhos saudáveis no sangue;

Crises de pânico ou ansiedade: as doenças criam um processo chamado hiperventilação (o indivíduo mais expira do que inspira). Isso faz com que a quantidade de gás carbônico no corpo caia e, em consequência, os vasos sanguíneos se estreitam e deixam de levar sangue suficiente ao cérebro, gerando a tontura.


Acidente Vascular Cerebral (AVC): tontura, dores de cabeça, cansaço e sangramento das narinas são sintomas comuns da condição. Pessoas com esse quadro devem ser levadas emergencialmente ao médico.

Esclerose múltipla: a doença inflamatória e autoimune danifica o Sistema Nervoso Central e, entre os sintomas provocados, estão tontura, dor nos olhos ou costas, formigamento e dormência em partes do corpo, fraqueza, falta de equilíbrio e vertigem.

Doença de Parkinson: a condição degenerativa, que provoca danos às células nervosas e compromete a coordenação motora, também pode ter a tontura entre seus sintomas, além de rigidez dos músculos, perda do equilíbrio, limitação de movimento e tremores.

Fonte: VIX - Escrito por Paulo Nobuo

Nenhum comentário:

Postar um comentário