sexta-feira, 10 de novembro de 2017

Candidíase na boca deixa sinais na língua e mucosa. Como identificar?

sruilk/shutterstock
Candidíase oral, popularmente conhecida como “sapinho”, é causada pelo mesmo tipo de fungo que provoca o problema na região genital. Na maioria dos casos a candidíase na boca é facilmente tratada, mas não deve ser ignorada, uma vez que serve de alerta de que o organismo apresenta baixas defesas.

Sintomas de candidíase na boca

sruilk/shutterstock
O problema aparece quando a Candida Albicans, fungo que naturalmente habita algumas áreas do corpo, como vagina, pênis e boca, passa a se proliferar descontroladamente quando o sistema imunológico da pessoa está debilitado.

No caso da candidíase na boca, os sinais são claros, como: ardência e queimação na região, pequenas lesões na boca e, principalmente na língua, além de aspecto esbranquiçado da língua e da mucosa, bastante visível.

Como é o tratamento da candidíase oral

Na maioria dos casos, o tratamento da candidíase na boca é bastante simples: o paciente será orientado a fazer gargarejos com medicamentos antifúngicos entre quatro e cinco vezes por dia.

A candidíase oral é eliminada sem complicações na maior parte das vezes, mas como a condição aparece por causa de quedas no sistema imune, é recomendável que a pessoa converse com um médico sobre possíveis causas do enfraquecimento, assim como maneiras de aumentar as defesas do organismo.

Fonte: VIX- Escrito por Paulo Nobuo

Nenhum comentário:

Postar um comentário