terça-feira, 5 de dezembro de 2017

Correr é remédio eficiente para ansiedade e depressão: 3 histórias te convencerão

lzf / iStock
Diversos estudos científicos já comprovaram que exercícios aeróbicos, como corrida, por exemplo, podem ser tão efetivos quanto remédios no tratamento de ansiedade e depressão leve a moderada, com ótimos efeitos colaterais, como melhora da saúde física, controle do peso, combate ao inchaço e à disfunção sexual, entre outros.

A liberação de endorfinas é a principal razão pela qual as atividades físicas promovem bem-estar físico e mental, já que funciona como uma “droga do bem” que traz melhora do humor e da cognição. Confira algumas histórias reunidas pela revista Runner’s World de pessoas que superaram a depressão com a ajuda da corrida:

Corrida ajuda a tratar depressão e ansiedade

 

Para a publicação, o estudante Ian Kellogg, de 22 anos, conta que, quando enfrenta um período de depressão, tem dificuldade até para sair de casa e correr, mas sabe que apenas meia hora da atividade fará com que ele se sinta bem melhor.


Os benefícios da corrida contra a depressão também são conhecidos por Pati Haaz, de 42 anos. Ela conta que, em junho de 2015, sofreu um aborto espontâneo e ficou severamente deprimida. “Eu não queria sair da cama, não queria sair de casa e não tinha motivação para fazer nada”, diz.

A situação começou a mudar quando, ao fazer terapia, foi questionada sobre seus hábitos antes da depressão. Ela revelou ao analista que praticava corrida regularmente. Então, foi incentivada a retomar a atividade. Foi assim que Pati descobriu que o treinamento ajudou a superar seus problemas e a voltar a experimentar a sensação de realização que, mais tarde, seria espelhada em outras áreas de sua vida.

Rich Harfst, de 54 anos, funcionário do governo federal e maratonista, foi diagnosticado com depressão ainda na adolescência e contou à reportagem: "Eu fiz ioga, ciclismo, mas nada funcionou tão bem quanto a corrida para driblar a condição”.

A revista ainda cita um estudo de 2008 que mostrou que pessoas que caminhavam ou corriam durante pelo menos 30 minutos por dia apresentavam melhora no humor, aumento do vigor e menos fadiga do que aquelas não praticavam atividades físicas.

 É importante ressaltar, no entanto, que a corrida pode realmente ser uma excelente aliada contra a depressão e a ansiedade, desde que seja encarada como ajuda adicional. O uso de medicamentos e terapia não devem ser abandonados, especialmente em casos mais graves da doença.

Fonte: VIX- Escrito por Paulo Nobuo

Nenhum comentário:

Postar um comentário