quinta-feira, 8 de novembro de 2018

Por que ficamos tontos quando rodamos?

A sensação que temos depois de ficarmos rodando por um certo tempo é difícil de esquecer. Quando não caímos diretamente no chão, ficamos tontos só em olhar para cima e observar o céu continuar a girar. Mas afinal, por que ficamos tontos quando rodamos? E por que essa sensação vertiginosa continua mesmo depois de ficarmos parados?


Independente do método que você use para rodar (seja em círculos, em uma cadeira de escritório ou até mesmo em um carrossel) o seu corpo vai reagir da mesma maneira. Muita gente pensa que os olhos são os responsáveis por ficarmos tontos, pois eles acabam captando muitas muitas informações diferentes em um curto período de tempo, o que poderia ser bem desorientador. Mas na verdade, o processo que provoca a tontura começa dentro dos nossos ouvidos.


Do outro lado da área externa que somos capazes de ver, existem três canais semicirculares que ficam situados a ângulos de 90 graus um do outro. Os canais são forrados com fios extremamente minúsculos, sendo que dentro de cada canal se encontram duas camadas de um fluido gelatinoso espesso, chamado de endolinfa. É importante destacar que esses canais ficam alinhados com os eixos do corpo, de modo que, quando movemos nossa cabeça horizontalmente, a endolinfa se movimenta sobre as células localizadas na base destes canais, fazendo com que essas mesmas células “avisem” ao cérebro que giramos a cabeça para um determinado lado.



Quando rodamos, a endolinfa também acaba se movimentando nos canais semicirculares, mas sempre buscando alcançar um equilíbrio para acompanhar os nossos movimentos. Desse modo, quando paramos de girar, a endolinfa continua se movimentando dentro dos canais, apesar de que nesse momento os nossos músculos e articulações já são capazes de transmitir ao cérebro a informação de que estamos parados. Só que como a endolinfa continua a se movimentar, o cérebro considera isso como um aviso de que ainda estamos em movimento, o que gera um estado de confusão por causa das informações contraditórias.


Em outras palavras, seria como o seu cérebro estivesse sendo bombardeado por informações completamente paradoxais e sem sentido. Felizmente, essa sensação esquisita é apenas temporária, de modo que raramente ficamos completamente tontos por mais que alguns segundos.

Fonte: tricurioso.com  - por 

Nenhum comentário:

Postar um comentário